Flamengo 2 X Botafogo 2


Em mais um clássico fora do Rio, Botafogo e Flamengo empataram por 2 a 2, neste sábado, no estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG). É o sexto jogo sem vencer do time rubro-negro, que termina a quinta rodada da Taça Guanabara fora do grupo de classificação para as semifinais do Campeonato Carioca.

Com o empate, o Botafogo tem oito pontos e está entre os quatro que avançam para a próxima fase. Na próxima rodada, o adversário é o Bangu. Já o Flamengo é o sexto colocado, com seis pontos, e pega o Boavista no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ).

Preocupado com o incômodo jejum de vitórias, o técnico Muricy Ramalho mudou o esquema com a saída do atacante Emerson para a entrada de Alan Patrick. O time até iniciou melhor o jogo, mas na primeira vez que foi atacado, sofreu o gol, após falha do goleiro Paulo Victor. Carli recebeu a bola com liberdade e fez 1 a 0, aos 12 minutos.

O gol deixou o Flamengo nervoso e sem muita ação. Sem criatividade, só voltou a ameaçar em falha de Renan Fonseca, que entregou nos pés de Guerrero. O peruano entrou livre na área e parou em Jefferson. Aos 30 minutos, o empate. Rodrigo Lindoso afastou mal a bola, que sobrou para Alan Patrick acertar belo chute de fora da área: 1 a 1.

botafogo-x-fla

Muricy Ramalho não estava satisfeito com a equipe e voltou ao esquema com três atacantes. Não deu certo de novo. O Botafogo voltou mais agressivo e pressionou até Ribamar sofrer pênalti de Wallace. Rodrigo Lindoso cobrou e viu Paulo Victor defender o pênalti, mas no rebote o volante recebeu passe de Fernandes e se redimiu com o 2 a 1.

O Flamengo demorou a se recuperar do golpe. Melhor em campo, Alan Patrick era o único que conseguia articular algo. Aos 23 minutos, o meia lançou Marcelo Cirino, que encobriu Jefferson e só não marcou porque Diogo Barbosa evitou o gol na linha. Quando a torcida já criticava alguns jogadores, novo empate. Gabriel levantou para Marcelo Cirino marcar de cabeça e garantir o empate que ampliou o jejum sem vitórias do time de Muricy Ramalho. (Fotos: Vitor Silva / SS Press)

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 2 x 2 FLAMENGO

BOTAFOGO – Jefferson; Luis Ricardo, Carli, Renan Fonseca e Diogo Barbosa; Airton (Fernandes), Rodrigo Lindoso, Bruno Silva e Gegê; Salgueiro (Neilton) e Ribamar (Luís Henrique). Técnico: Ricardo Gomes.

FLAMENGO – Paulo Victor; Rodinei, Wallace, Juan e Jorge; Cuéllar, Willian Arão, Alan Patrick (Gabriel) e Ederson (Emerson); Marcelo Cirino e Guerrero (Felipe Vizeu). Técnico: Muricy Ramalho.

GOLS – Carli, aos 12, e Alan Patrick, aos 30 minutos do primeiro tempo; Fernandes, aos 12, e Marcelo Cirino, aos 35 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Fernandes, Carli, Bruno Silva, Gegê e Renan Fonseca (Botafogo); Juan e Cuéllar (Flamengo).

ÁRBITRO – Luis Antônio Silva dos Santos.

RENDA – R$ 811.510,00.

PÚBLICO – 16.150 pagantes.

LOCAL – Estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG).

Fogão e Vascão fazem jogo alucinante


No duelo dos grandes invictos no Carioca, Vasco e Botafogo permaneceram nesta condição. O Gigante saiu na frente com Riascos, mas Emerson fez um belo gol de falta e empatou a partida para o Glorioso. As duas equipes lideram os seus grupos e já estão classificadas para a segunda fase.

Na próxima rodada, o Vasco enfrenta o Bonsucesso para fechar a sua participação na primeira fase da competição. O Botafogo encara o Boavista. Inicialmente, ambas as partidas estão marcadas para domingo. (Fotos:Vitor Silva / SS Press / Botafogo)

FICHA TÉCNICA
VASCO 1 x 1 BOTAFOGO

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data/Hora: 28/2/2015, às 19h
Árbitro: Mauricio Machado Coelho Junior
Cartões amarelos: Luis Ricardo, Airton, Bruno Silva (BOT); Marcelo Mattos, Rodrigo, Andrezinho, Bruno Gallo (VAS)
Renda/Público: R$ 291.570,00 / 7.921 pagantes
Gols: Riascos, 15’/1ºT (1-0); Emerson, 42’/2ºT (1-1)

VASCO: Martin Silva, Madson, Luan, Rodrigo e Julio Cesar; Marcelo Mattos (Bruno Gallo, 32’/2ºT), Julio dos Santos (Eder Luis, 13’/2ºT), Andrezinho e Nenê; Riascos (Thalles, 25’/2T) e Jorge Henrique. Técnico: Jorginho.

BOTAFOGO: Jefferson, Luis Ricardo, Carli, Emerson e Diogo Barbosa; Airton, Bruno Silva e Rodrigo Lindoso (Lizio, 38’/2ºT); Gegê (Salgueiro, 16’/2ºT) e Ribamar; Luis Henrique (Neilton, intervalo). Técnico: Ricardo Gomes.