Aumenta o número de casos de hiv em Itabuna e região


Só neste ano, o Centro de Referência em Prevenção, Assistência e Tratamento de Itabuna (CERPAT), registrou 149 casos da doença, sendo 78 pacientes de Itabuna e 71 de outros 22 municípios da região que buscam os seus serviços de diagnóstico e tratamento.

O secretário municipal de Saúde, Paulo Bicalho, lembra que o CERPAT é a única unidade do Sul da Bahia a prestar assistência integral à pacientes com HIV/AIDS e Hepatites Virais, com serviços de Alta e Média Complexidade. O atendimento inclui desde a prevenção, diagnóstico e assistência ao acompanhamento permanente às pessoas portadoras de AIDS e de outras doenças sexualmente transmissíveis (DST), a exemplo de hepatites virais B e C.

“Qualquer pessoa de qualquer cidade do país pode e deve ser atendida no Centro”, informou a coordenadora do CERPAT, Suse Mayre Martins Moreira Azevedo. Segundo ela, a orientação é do Ministério da Saúde (MS) que determina que os municípios que possuem os Centros de Referência prestem atendimento a paciente de quaisquer regiões esteja em trânsito ou não.

“Essa decisão é muito importante porque em função do preconceito e da discriminação que ainda estão presentes na nossa sociedade muitos pacientes preferem ser acompanhados clinicamente fora do município de residência”, justificou Suse Mayre.

CERPAT é a única unidade referência para casos de DST no Sul da Bahia - Foto Divulgação
CERPAT é a única unidade referência para casos de DST no Sul da Bahia – Foto Divulgação

EXTRAMUROS

Com relação aos registros de casos do HIV, o secretário diz que os números de 2016 não são apenas de pacientes infectados este ano. “Os 149 casos só foram diagnosticados em função do trabalho intensivo, realizado tanto no CERPAT quanto em atividades extramuros, a exemplo de campanhas, oficinas e atividades nos bairros e na área central de Itabuna, além da participação dos profissionais da saúde em eventos similares de promovidos por outras instituições”, explicou.
CERPAT é a única unidade referência para casos de DST no Sul da Bahia

Paulo Bicalho destaca que uma das mais importantes campanhas de promoção da saúde é a “Fique Sabendo” cujo objetivo é o incentivo ao teste rápido e gratuito disponível tanto no Centro de Referência quanto nas Unidades Básicas de Saúde do município. “Além deste trabalho temos uma equipe multiprofissional treinada que vem intensificando as ações de prevenção por meio de palestras, oficinas e distribuição de material educativo e preservativo durante todo o ano”, reforçou o secretário.

A coordenadora Suse Mayre informou que cotidianamente são realizadas visitas e reuniões nas maternidades para levar informações sobre as medidas que devem ser adotadas durante a gestação e o pós- parto. Dentro essas medidas estão incluídas a liberação dos antirretrovirais para a gestante e o recém-nascido e de inibidores de lactação, já que uma mãe com HIV positivo não pode amamentar. “Com essa ação o CERPAT contribui para eliminar a transmissão vertical do HIV, evitando que filhos de mães soropositivas nasçam com o vírus”, concluiu.