Transtorno bipolar: aprenda a identificar esse mal


Andie Carolina

Clique para ouvir a notícia.

Bipolaridade é um transtorno mental caracterizado principalmente por mudanças drásticas de humor sem motivo aparente, levando o paciente ir de uma intensa euforia a uma profunda tristeza em pouco tempo. Definitivamente, uma doença que causa grandes dificuldades no dia a dia dos doentes, além de ser bastante incompreendida pela sociedade. Ao contrário do que muitos pensam, o transtorno bipolar não tem origem na falta de serotonina (hormônio do bem-estar) no organismo. Na verdade, quem sofre desta doença tem um desregulamento dos elementos cerebrais que controlam as emoções.

É imprescindível comentar também que o transtorno bipolar se manifesta em duas fases: a da mania (euforia) e da tristeza (depressão). E é verdade que todo e qualquer ser humano pode experimentar momentos de oscilação de humor, mas para o bipolar, essa oscilações acontecem de uma forma muito mais agressiva. E essas manifestações podem ser repentinas ou resultado de algum acontecimento com resposta tardia, o que dificulta bastante não só o diagnóstico, mas a maneira como o próprio paciente e as pessoas ao redor lidam com os sintomas.

            Quando na fase da mania, o paciente pode sentir uma euforia extrema, excitação e um otimismo exagerado. Por outro lado, quando na fase depressiva, o que toma conta é a tristeza profunda, o desânimo e a falta de perspectiva de vida. Além disso, independente de fase, em um momento de crise bipolar, o paciente também pode ser acometido por uma grande agressividade, tanto física quanto verbal.

            A única forma de saber diferenciar exatamente alterações de humor normais de alterações ligadas ao transtorno bipolar, é buscando ajuda médica, pois somente um profissional pode fazer a avaliação necessária para chegar ao diagnóstico. Até porque, o transtorno bipolar pode ser confundido com outras doenças de cunho psiquiátrico, como a esquizofrenia, a síndrome de pânico e o transtorno de ansiedade.

            Identificada a doença, é momento de iniciar o tratamento, que pode incluir diversas formas, sendo as mais utilizadas o uso de remédios (estabilizadores de humor, antipsicóticos, antidepressivos ou ansiolíticos), sessões de terapia em grupo e individuais e fototerapia (um tipo de terapia que usa luzes coloridas para influenciar o humor). Além disso, também é recomendada a prática de exercícios, uma alimentação saudável e momentos de lazer.

            No Brasil, alguns artistas já vieram a público para falar abertamente sobre o diagnóstico de transtorno bipolar.

Confira:

  • Cássia Kiss – Em 2007, durante uma entrevista para Ana Maria Braga, no programa Mais Você (Rede Globo), a atriz revelou sofrer de transtorno bipolar e bulimia. E admitiu ter ficado anos sem tratamento, pois teve dificuldade em encontrar profissionais que soubessem identificar corretamente as doenças.
  • Rita Lee – Em 2012, em mais um auge da carreira após entrar para a trilha sonora da novela global Avenida Brasil, a cantora contou durante uma entrevista à revista Quem, ter sido diagnosticada com transtorno bipolar. Na época, ela afirmou que tanto na fase da euforia quanto na fase da tristeza, costumava se sentir muito sozinha. E que encontrava conforto nas terapias, nos medicamentos e também na interação com os fãs pela internet.
  • Maurício Mattar – Em 2013, ao ser convidado para participar da campanha A Sociedade Sem Preconceito da ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria), o cantor e ator revelou que procurou tratamento psicológico a mando da própria Rede Globo, para que ele pudesse controlar melhor as oscilações de humor, sobretudo a irritação, o que causava desconforto nos bastidores das novelas em que participava. Segundo o artista, os sintomas começaram a aparecer depois de sofrer um acidente de carro em 2011.
  • Amaury Júnior – Em 2017, durante uma entrevista para a jornalista Mariana Godoy, no programa Mariana Godoy Entrevista na Rede TV, o apresentador, admitiu sofrer de depressão e quadros de bipolaridade. E que por causa disso, muitas vezes ele precisa trabalhar fingindo uma alegria que na verdade, não está sentindo. O veterano ainda afirmou que sua equipe sofre trabalhando ao seu lado devido suas mudanças de humor bruscas.

Entre as celebridades internacionais que também foram diagnosticadas com transtorno bipolar destacam-se os nomes de Catherine Zeta-Jones, Mariah Carey, Demi Lovato, Sinead O´Connor, Lilly Allen, Britney Spears, Mel Gibson, Jean-Claude Van Damme, Ben Stiller, Chris Brown, Axl Rose, entre outros.

Saiba mais:

Andie Carolina é graduada em Publicidade e Propaganda. E, apaixonada por música, séries, televisão e cinema. Instagram: @AndieCarolinaP