Eclipse solar total: como ver o fenômeno de 14 de dezembro no Brasil


Por 24 minutos, a lua nova vai passar sobre a face do Sol e cobri-lo completamente por pouco mais de dois minutos, mas visual deve variar de acordo com local de observação

Julia Vitória

Dia 14 de dezembro será um dia especial para quem é fã de astronomia, por vinte e quatro minutos a lua passará na frente do sol, esse fenômeno é chamado de eclipse solar. O evento poderá ser visto em vários países da América do Sul, inclusive o Brasil, contudo o  será mais visível no Chile e na Argentina. A astrônoma Tania Sales Marques explica que a lua vai passar pelo sol por vinte e quatro minutos e cobrirá ele completamente por dois minutos.

O chamado caminho da Lua faz com que o dia se transforme em noite por alguns minutos. Roberto Costa professor de astronomia do IAG e da USP, explica que o fenômeno só poderá ser visto parcialmente no Brasil. No rio Grande do Sul poderá ser visto o disco do sol encoberto pela lua cerca de sessenta por cento, no Paraná um pouco menos e São paulo e Rio de Janeiro somente quarenta por cento. o Segundo o professor o eclipse começará no final da manhã e terminará aproximadamente quatro horas da tarde. 

Mas para quem quiser ir ver esse evento o cuidado com os olhos deve rigoroso e com a pandemia o distanciamento é crucial.

Mas afinal o que é um eclipse solar total? É quando o sol e a lua se alinham de forma total de uma maneira que a luz do sol não chegue ao planeta.  lua muito menor que o sol cerca de 400 vezes, contudo ela parece maior porque está perto de nós e ela pode cobrir o disco do sol. quando isso ocorre no meio dia por exemplo causa uma grande escuridão por alguns minutos.

A ponta da América do sul ficará na escuridão completa por volta de meio dia, isso por causa do eclipse, a nasa transmitirá ao vivo o eclipse na América do Sul a partir das onze horas e quarenta minutos do dia 14 de dezembro.  Além do Brasil o fenômeno poderá ser visto parcialmente também no Peru, Bolívia, Uruguai e paraguai. Mas a visualização do eclipse será diferente dependendo do lugar onde a pessoa estiver isso por causa do horário exato do escurecimento do sol.

No Chile um dos locais onde o eclipse será total as áreas onde poderá ser melhor visualizado será na Araucanía Los Ríos e Biobío. Já na Argentina o fenômeno poderá ser visto no norte da Patagônia, a nasa agência espacial americana fala que o eclipse poderá ser observado também em algumas áreas dos oceanos Atlânticos e Pacifico sul além da Antártida, Sales afirma que pode acontecer de ter cinco eclipses solares em um ano, contudo o total só acontece a cada 18 meses.

Os próximos eclipses totais serão variados entre 2021 e 2027. Para acompanhar este fenômeno em segurança, é necessário utilizar óculos de sol ou  visores manuais especiais, sendo importante que estes filtrem 99%das luzes solar. Telescópios, celulares e binóculos também podem ser usados mas com a devida proteção. Devido ao coronavírus os deslocamentos territoriais são limitados.