SP divulga novas cartas Baralho do ‘Crime’


Brinque e também colabore com o trabalho da polícia. Viu ou conheceu a imagem de alguma das cartas? Ligue para o (71) 3235-0000.

A Secretaria da Segurança Pública divulgou, na tarde desta terça-feira (19), as novas imagens que estampam o ‘Baralho do Crime’, ferramenta lúdica criada pela SSP para que a população fixe na memória a fisionomia dos criminosos mais procurados do estado e colabore com o trabalho policial.

Foram substituídas as cartas Quatro de Espadas, Seis de Paus, Dois de Paus e Seis de Ouros. O novo Quatro de Espadas é o homicidaTarcísio Antônio Silva Itaparica, o “Bibiu”, que atua na Cidade Baixa, na capital baiana, Ele substitui Mizael Siva Santos, o “Miza”, já custodiado.

O naipe de Paus ganhou duas novas cartas: Lázaro Raimundo Dantas da Silva Junior, o “Maré”, homicida e traficante de drogas, é o Seis e o homicida Ânderson Souza dos Santos, o “Baço”, o Dois. Enquanto Maré, que atua no Lobato, substituiu Edmário Lima Cunha, com punição extinta, Baço, conhecido por agir no Pau Miúdo, ocupa o lugar de Everaldo Rocha dos Santos,o “Everaldinho”, morto em confronto.

Thiago Adílio da Silva, o “Coruja”, indiciado por homicídio qualificado e procurado também por tráfico de drogas, irá substituir Rogério de Jesus Santiago, o “Rogerinho”, já preso, como Seis de Ouros.

Criado há cinco anos, o ‘Baralho do Crime’ tem dado resultados positivos. Já foram atualizadas 99 cartas e 65 dos procurados presos, Ao entrarem em confronto com a polícia, 19 criminosos acabaram mortos. Já 15 bandidos tiveram o mandado de prisão revogado ou punição extinta.

Caso você tenha visto um destas imagens, entre em contato com a polícia e colabore para fazer uma Bahia mais segura. O número do Disque-Denúncia é (71) 3235-0000.

Crimes violentos têm redução de 9,8% na Risp Atlântico


A Região Integrada de Segurança Pública (Risp) Atlântico, que engloba sete Áreas Integradas de Segurança Pública (Aisp), totalizando 45 bairros de Salvador, teve em 2015, numa comparação com o ano anterior, uma redução de 9,8% os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI). Foram 29 cidadãos que deixaram de ser vítimas de homicídio, latrocínio (roubo seguido de morte) e de lesão corporal seguida de morte.

Os dados foram anunciados na reunião da Risp/Atlântico, promovida nesta sexta-feira (1º) pela Secretaria da Segurança Pública, sob a coordenação do secretário Maurício Teles Barbosa e a participação da alta cúpula das polícias Militar, Civil e Técnica e do Corpo de Bombeiros.

4 5
De pé o Secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa Foto: Jorge Cordeiro

O encontro foi realizado no auditório da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aqüicultura e, em números absolutos no ano de 2015, a polícia contabilizou 274 CVLIs, contra 303 registros em 2014.

“Começamos a intensificar no ano passado os encontros com os comandantes e delegados das Risps de Salvador, com o objetivo de combater a dinâmica das organizações criminosas”, explicou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa, ao lembrar que as reuniões “servem também para ampliar a aproximação das forças policiais, através da troca de informações e da formatação de operações”.

A RISP Atlântico é composta pelos seguintes bairros: Acupe, Boa Vista de Brotas, Brotas, Candeal, Comes de Farias, Engenho Velho de Brotas, Luiz Anselmo, Matatu, Santo Agostinho, Vila Laura, Alto das Pombas, Calabar, Engenho Velho da Federação, Federação, Ondina, Rio Vermelho, Boca do Rio, Costa Azul, Imbuí, Jardim Armação, Pituaçu, Stiep, Aeroporto, Alto do Coqueirinho, Bairro da Paz, Cassange, Itapuã, Jardim das Margaridas, Mussurunga, Nova Esperança, Patamares, Piatã, São Cristóvão, Stella Maris, Barra, Graça, Vitória, Amaralina, Chapada do Rio Vermelho, Nordeste de Amaralina, Santa Cruz, Vale das Pedrinhas, Caminho das Árvores, Itaigara e Pituba.

Fonte: Alberto Maraux SSP

Homem preso por agredir matar cachorro no Aterro do Flamengo


Um veterinário e agentes civis da Operação Segurança Presente, parceria entre a Secretaria de Estado de Governo e o Sistema Fecomércio RJ, ajudaram a socorrer o filhote, que não resistiu Foto: Divulgação Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/rio/homem-preso-por-agredir-matar-cachorro-no-aterro-do-flamengo Foto: divulgação
O filhote receber socorro mas não resistiu    Foto: divulgação

 

Um homem, identificado como Rodrigo Martins da Silva, foi preso, neste domingo, suspeito de agredir e matar um filhote de cachorro, no Aterro do Flamengo, na Zona Sul do Rio.

Agentes da Operação Aterro Presente e policiais militares foram acionados por pedestres que denunciaram um princípio de confusão no Shopping Bossa Nova Mall. Um homem era perseguido por outras duas pessoas e também tentou fugir da abordagem policial. Rodrigo Martins da Silva foi apontado como o autor das agressões ao animal, que estava dentro de um saco plástico.

De acordo com as testemunhas, ele deu socos no filhote e o jogou no chão diversas vezes, além de estrangular o cachorro. As testemunhas também conseguiram impedir que Rodrigo jogasse o animal no mar. Um veterinário que estava no local prestou atendimento ao filhote, que não resistiu aos ferimentos e morreu. A ocorrência foi registrada na 9ª DP (Catete) Rio de Janeiro.

Na delegacia, foi verificado que Rodrigo já tem uma anotação criminal por lesão corporal. Ele foi autuado por maus tratos aos animais, artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais, que tem como pena prisão de três meses a um ano e multa. Com a morte do filhote, a pena pode ser aumentada de um sexto a um terço.