Filme São Ateu estreia e tem o ator Paulo Cesar Peréio no elenco


Saulo Santos

Clique Para Ouvir a Reportagem!

Um homem de vida bastante comum conhecido como Dito é escolhido por Deus para ser o profeta que vai anunciar ao mundo sua aposentadoria. A vida de Dido, o ‘São Ateu’, muda radicalmente, e ele fica na mira da humanidade, do Diabo e de outros Deuses, que querem se aproveitar dos seus poderes de profeta.

Esse é o ponto de partida do filme “São Ateu”, longa de estreia de Hiro Ishikawa. Falando de religião e relações de poder de maneira questionadora e bastante irreverente, a obra mistura comédia, fantasia e ficção científica.

Lançamento

A estreia oficial de “São Ateu” será no dia 06 de agosto (sábado), às 20h, no Cine Bijou, em São Paulo.

A agenda segue no sábado, dia 13 de agosto, quando parte da equipe e elenco se reúnem em Araraquara, para uma sessão às 14h no Cine Center Lupo.

Em Campinas/SP, a exibição será no dia 16 de agosto, às 19h no SESC Campinas, como parte da Mostra Filmes do Interior, e em outubro o filme segue para a cinemateca de Curitiba (06/10).

Todas as sessões contarão com presença do diretor e parte da equipe, para dialogar sobre o filme após a exibição.

“São Ateu” é produzido e distribuído pela Pietà Filmes e Produções. Contemplado no edital de licenciamento do PROAC Expresso Lei Aldir Blanc 41/2020, o filme ficará disponível também na plataforma gratuita de streaming #CulturaEmCasa, pelo https://culturaemcasa.com.br/.  Idealizada pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, a plataforma #CulturaEmCasa reúne centenas de conteúdos inéditos das instituições culturais do Governo de São Paulo, além de conteúdos de outras instituições e de artistas e produtores independentes, com acesso 100% gratuito para o público.

Serviço

Estreia: São Ateu 

Sessões de Lançamento – com presença do diretor e produtor para bate-papo após as exibições

 São Paulo: 06/08 (sáb) – 20h | Cine Bijou –  (presença da equipe e elenco) – Praça Franklin Roosevelt, 172 – Consolação, São Paulo – SP

 Araraquara: 13/08 (sáb) – 14h | Cine Center Lupo – (presença de parte da equipe e elenco) – R. Gonçalves Dias, 543 – Centro, Araraquara – SP

 Campinas: 16/08 (3ªf) – 19h | Sesc Campinas – Rua Dom José I, 270/333 – Bonfim, Campinas – SP

 Curitiba: 06/10 (5ªf) – 19h | Cinemateca – Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1174 – São Francisco, Curitiba – PR

 Mais informações:

Gênero: Comédia, Fantasia, Ficção Científica

Ano de produção: 2019

Duração: 71’

Classificação Indicativa: 12 anos

Elenco

Paulo Cesar Peréio, Zemanuel Piñeiro, Clemente Tadeu Nascimento, Dado Marcondes, Heitor Goldflus, Laura Marcondes, Lianna Mateus, Luana Siqueira, Maurício Salles Vasconcelos, Paula Marcondes, Paulo Campos, Renata Jesion, Tano Sotelo Palacios, Thaís Pace.

Direção – Hiro Ishikawa – Formado em Imagem e Som pela UFSCar (Universidade Federal de São Carlos), Hiro Ishikawa dirigiu curta-metragens que foram exibidos e premiados em festivais importantes do Brasil, com destaque para “Em Flor” (2007), “Aeroporto” (2008), “Let’s Take a Walk” (2008), “Verão” (2010) e “Assassino do Bem” (2010). Diretor do documentário televisivo “Destino Mágico” (estreou em 2014 na TVE São Carlos), também dirigiu “A Plebe é Rude”, documentário que estreou no Dia Mundial do Rock em 2016, no Canal Brasil.

Produção – Diego da Costa – Diego da Costa dirigiu e produziu todos os seus filmes: Argentino (curta-metragem, 2011), Ato I, Um Artista da Fome (curta-metragem, 2013), A Plebe é Rude (Telefilme, 2016), Os Caubóis do Apocalipse (longa-metragem, 2018), NipoBrasileiros (webserie, 2019) e Selvagem (longa-metragem, 2019).

Mais informações sobre o filme nas redes sociais da Pietà Filmes:

Facebook: https://www.facebook.com/pietafilmes/

Youtube: https://www.youtube.com/c/pietafilmes

Instagram: @pietafilmes

Piquenique poético envolve estudantes em cultura, arte e poesia


Brunella França

Uma manhã repleta de cultura, arte, representatividade, muita poesia e troca de experiências. A 10ª oficina de experimentação poética, do projeto “Poetizando nos Parques de Vitória”‘, realizada na manhã da última quinta-feira (09), foi um sucesso com os estudantes do 6º e 8º ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Neusa Nunes Gonçalves, que fica em Nova Palestina.

O local escolhido para o “piquenique poético” foi o parque Pedra da Cebola. Logo ao chegar, os estudantes deram uma volta no parque, trabalhando a observação e as percepções de cada um, para entrar no clima de toda a experiência poética do dia. Enquanto isso, as professoras Rosemere Resende, Brenda Soares e a bibliotecária Meg Deptulsqui preparavam o cenário do projeto “Nascer poesia”.

O objetivo das oficinas de escrita criativa e poesia é promover a reflexão por meio da arte da palavra, buscando trabalhar a construção de projetos de vida saudáveis, resgatando a autoestima e a identidade dos estudantes. É o que explica o poeta, professor e educador cultural Diego Cavaleiro, que trabalhou ativamente em parceria com a escola para possibilitar o projeto.

“Toda expressão artística é poesia, é sentimento. Esse movimento é muito significativo, talvez hoje a maioria deles ainda não tenha a dimensão do que tem sido essas oficinas e esse trabalho, mas tenho certeza que lá na frente eles vão conseguir elaborar esse sentimento do que estamos vivendo, e que a experiência será um elemento transformador na vida deles, como foi na minha”, disse.

Galeria a céu aberto

A fotógrafa documental Ana Luzes também marcou presença trazendo uma galeria a céu aberto, que foi exposta em varais entre duas árvores do parque, com uma coleção de várias fotos autorais que encantaram estudantes, professores e convidados.

“Eu acho que mais do que uma ação educativa, esse movimento foi um impulsionador de sonhos. Trazendo a arte e um pouco da nossa vivência, acredito que ajudamos os estudantes a pensar no seu futuro e principalmente na forma de se expressar. Temos aqui diferentes linguagens, poesia escrita, falada, pintura, fotografia, isso tudo multiplica as possibilidades e as formas de se expressar”, disse a fotógrafa.

Estudantes da Emef Neusa Nunes Gonçalves prestigiam exposição da fotógrafa Ana Luzes.

Poesia falada e rima

Já confortáveis na grama do parque sob a sombra da vegetação rupestre nativa do local, os estudantes viram uma apresentação dos artistas Santz, Do Carmo e Ed Nigga, que fazem parte do coletivo “Slam Marielle”. Eles fizeram uma demonstração de poesia falada e rima improvisada que cativou os estudantes e ainda trabalhou conceitos de ritmo, rima e poesia.

O estudante Pedro Polese, do 8º ano, aproveitou a oportunidade ao máximo. “Para mim foi muito especial, o que mais gostei hoje. Acompanho freestyle e poesia falada no meu tempo livre em casa, sempre que posso. Gosto de me expressar em rimas, porque aí posso falar de amor, de diversos temas”, disse.

Como o projeto trabalha com as variadas formas de expressão e poesia, o designer gráfico e ilustrador Fel Vint2 foi convidado para trazer um pouco de sua vivência e talento na arte. Inclusive, enquanto as atividades aconteciam, o artista produzia uma pintura em tela, ao ar livre, com o objetivo de representar em arte um pouco do movimento poético.

“Acredito que a arte liberta, ela dá vida. Por isso fiz essa pintura, que traz um arco íris saindo da boca de uma pessoa, que representa os estudantes, pois creio que depois de tudo que vivenciamos aqui, eles espalharão vida, amor, conhecimento e coisas positivas. Foi um momento especial para todos nós aqui e acredito que pode ser transformador na vida deles também”, disse o artista.

Estudantes da Emef Neusa Nunes Gonçalves durante o evento.

Vivenciando a poesia

Os estudantes do 8º ano finalizaram o piquenique poético com uma bela apresentação, declamando poemas de sua autoria e de autores consagrados da literatura brasileira. A estudante Nicolle Guedes, por exemplo, criou um poema em homenagem à irmã, que segundo ela é uma inspiração para sua vida.

“Sorrindo de um lado para o outro,
Querendo viver uma verdade,
Querendo mudar o meu rumo,
Antes que fosse tarde,
Mas depois que te encontrei,
Comecei a amar de verdade
Um sentimento tão puro,
Que a base é a Honestidade”, diz um trecho do poema.

O que os artistas convidados têm em comum é o fato de que, por meio da arte, todos ressignificam o território onde moram, possibilitando um novo olhar sobre a comunidade, ao mesmo tempo em que trabalham o resgate dos valores humanos e da importância dos sonhos.

“O movimento de trabalhar a poesia em si trabalha a escrita, a percepção artística, a criatividade. Além disso, traz uma reflexão sobre a maneira que se enxergam como estudantes, da Grande São Pedro, da cidade da Vitória. Trazer eles a esses parques faz com que eles se sintam pertencentes dos espaços públicos da cidade. A poesia não é apenas o escrito, é o falado, é a pintura, é a fotografia, acho que isso abre o horizonte deles como estudantes e traz novas possibilidades e experiências”, disse a professora Brenda Soares.

Governo da Bahia lança o Fazcultura


Marcelo Carvalho

A Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) abre, a partir desta terça-feira (08/02), as inscrições para o Programa Estadual de Incentivo ao Patrocínio Cultural (Fazcultura). Propostas culturais podem ser apresentadas até 1º de dezembro de 2022, pelo Sistema de Informações e Indicadores em Cultura (SIIC), disponível no endereço https://siic.cultura.ba.gov.br/. O Sistema é simples e auto-explicativo. Após a inscrição o proponente receberá um e-mail automático, certificando a inscrição.

🎯 O Governo da Bahia assegurou por mais um ano 15 milhões de reais para o Fazcultura, o documento foi assinado pelo governador Rui Costa no dia 25 de janeiro de 2022. A legislação do programa aprova o patrocínio de propostas de qualquer segmento cultural, realizadas por pessoas físicas ou jurídicas sediadas no estado da Bahia. A iniciativa tem gestão compartilhada entre a Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz) e SecultBA.

💰 A iniciativa, através de incentivo fiscal concedido pela Lei n° 7.015, de 09/12/1996, tem por objetivo promover as atividades culturais mediante parceria entre o poder público estadual – que disponibiliza até 80% dos recursos advindos da renúncia fiscal do ICMS (Imposto de Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços) e a iniciativa privada. Pessoas Jurídicas no Estado da Bahia, contribuintes do ICMS, podem financiar propostas culturais em qualquer segmento, com benefício fiscal de até 80% do valor total do projeto. Para receber o abatimento, é necessário que a empresa patrocinadora contribua com recursos próprios equivalentes a, no mínimo, 20% dos recursos totais transferidos à proposta.

SecultBA #CulturaqueMovimenta #EditaisdaCultura #ProducaoCultural #LeideIncetivoCultural #GovBA #Bahia

Mário Frias não irá a Rússia


Saulo Santos

O secretário especial da Cultura, Mario Frias, está no ‘olho do furacão’ literalmente. O ex-ator foi obrigado a cancelar sua viagem à Rússia. Frias levaria mais quatro assessores nessa turnê. A ordem partiu da Presidência da República, que decidiu por uma comitiva mais enxuta e repassou a orientação a todos os ministérios que contavam com representantes na agenda

O presidente Jair Bolsonaro (PL) parte nesta segunda-feira, dia 14, para visitas de Estado a Moscou e a Budapeste (Hungria), em meio a uma escalada da tensão geopolítica na região, envolvendo a Ucrânia. Com a iminência de um conflito militar, o presidente foi aconselhado a adiar a visita, mas optou por mantê-la.

Além das capitais russa e húngara, a previsão era a de que Frias e seus assessores também estendessem a viagem a Varsóvia, na Polônia. Este destino também foi suspenso, ao menos por enquanto, informou a Secretaria Especial da Cultura, vinculada ao Ministério do Turismo.

Itabuna: Troféu Estrelas Itabuna resgata a memória e cultura


Marcelo Carvalho

A Fundação Itabunenses de Cultura e Cidadania (FICC) realizou na quarta-feira passada, dia 28, Dia da Cidade, a entrega do Troféu Estrelas Itabuna. O evento fez parte das comemorações dos 111 anos de emancipação político-administrativa do município. Foram homenageados com a láurea 20 personalidades envolvidas com a cultura local, sendo cinco homenagens póstumas.

Segundo o presidente da FICC, Aldo Rebouças, o projeto busca reconhecer e difundir elementos da memória itabunense através de sua gente e dos bens culturais. “Essa premiação é uma forma de resgatar e valorizar a memória cultural da cidade. Além de reconhecer nomes que contribuíram na construção da nossa cultura”, disse.

Em sua primeira edição, receberam o Troféu Estrelas Itabuna: Ramiro Aquino (jornalista e escritor), Renart Souza (artista plástico), Ritinha Dantas (fundadora da FICC), Ruy Póvoas (antropólogo  e ícone da cultura afro-brasileiras), Zélia Lessa (maestrina), Clóvis Leite – Kocó (cantor), Alba Cristina Soares (atriz), Josenildo Sousa Santos, Aldo Bastos (diretor e ator) Valdirene Borges (artista plástica), Norma de Assis (cantora), Neide Prado (cantora), Margarida Fahel (escritora), Yara Smith Lima (atriz e precursora da FICC) e Mestre China (capoeirista).

As homenagens in memorian foram prestadas a Railda Prudente Silva (bailarina), Alceu Pólvora (artista plástico), José Dantas de Andrade, Dantinhas (memorialista e escritor), Telmo Padilha (jornalista, poeta e escritor) e Ignez Maria Carvalho. O evento contou ainda com as apresentações da Opus Music, Centro de Dança Luísa Selman. Muitos dos homenageados abrilhantaram a noite com canções e discursos de agradecimento.

Sarau Viva Nordeste recebe Alba Liberato e Marila Cantuária em roda de conversa virtual


Sarau Viva Nordeste – 2ª edição promove roda de conversa virtual sobre mulheres no cinema de animação

Marcelo Carvalho

Na próxima quinta-feira (25), o Sarau Viva Nordeste – 2ª edição reserva espaço para o cinema e promove uma roda de conversa sobre animação nordestina com a escritora e roteirista Alba Liberato, da Bahia, e a animadora Marila Cantuária, de Pernambuco. O evento é gratuito, com transmissões no canal do Youtube e no Facebook, às 19h30, e mediação de Mauricio Squarisi, co-diretor do Núcleo de Cinema de Animação de Campinas. “São cineastas de diferentes gerações, de dois estados muito importantes na produção da animação brasileira”, destaca Squarisi.

Os participantes

Nascida em Salvador, Alba Liberato leva para suas obras o requinte do pensamento erudito com a beleza essencial da cultura popular, buscando tocar o público com delicadeza e, ao mesmo tempo, profundidade. Entre seus trabalhos estão os roteiros para os longas de animação Boi Aruá e Ritos de Passagem, além do curta-metragem animado Amarilis, dirigidos por Chico Liberato.

Representando uma nova geração, a recifense Marila Cantuária trabalha no mercado audiovisual desde 2010 como roteirista, diretora de animação, fotógrafa, ilustradora, editora e oficineira. É co-fundadora do selo de animação Produções Ordinária.

Do interior de São Paulo, Maurício Squarisi é co-diretor do Núcleo de Cinema de Animação de Campinas, um dos maiores e mais antigos núcleos de produção cinematográfica de animação do Brasil. 

Sobre o Sarau Viva Nordeste

Ao longo de dois meses, o festival virtual de homenagem à cultura nordestina abre espaço para diversas apresentações, de artistas sediados no estado de São Paulo, especialmente em Campinas/SP. São vários formatos: os ‘saraus aperitivos’ são uma espécie de pocket show virtual, que acontecem à noite, durante a semana; as rodas de conversa trazem à tona diálogos com coletivos e movimentos que têm o Nordeste como referência em seus fazeres artísticos. Com edições semanais, as palestras espetáculos querem despertar no público a sensação de estar em uma grande plateia, como num teatro, casa de show ou centro cultural. Os sábados são reservados para os Grandes Saraus, com mais de três horas de duração, reunindo numa mesma tarde diferentes artistas e variadas performances. Todos os eventos são transmitidos ao vivo pelas redes sociais. 

Há também uma programação especial de oficinas, que também são gratuitas, mas para participar é preciso se inscrever antecipadamente pelo site. As próximas atividades são: “Oficina de Capas de Cordéis”, “Encontro do cordel com a xilogravura”, “Música Nordestina” e “Construção de Bonecos com Sucata”. 

Esta nova edição do Sarau do Nordeste foi selecionada pelo Edital ProAc Expresso Lei Aldir Blanc 40/2020, e tem produção da Diálogos Produções Culturais. O projeto nasceu do encontro da cordelista pernambucana, arte educadora e jornalista Dani Almeida com a produtora cultural campineira Janice Castro. Engajada em diversas atividades nos espaços culturais de Campinas, a dupla decidiu fortalecer o espaço para a cultura nordestina a partir da sua região.

SERVIÇO

Sarau Viva Nordeste – 2ª Edição

Até 27 de março de 2021

Programação completa: www.sarauvivanordeste.com.br

Transmissão: Youtube e  Facebook 

Próximos eventos de fevereiro:

18/02 – (5ªf) –  19h30- Sarau Aperitivo: Bailinho de Máscaras: meninada em folia, com Elaine Alves e Dani Almeida

19/02 – (6ªf) –  19h30 – Palestra Espetáculo: Retalhos de Carnaval, com o Grupo Cordel Cantante

25/02 – (5ªf) – 19h30 – Roda deConversa: A mulher nordestina no cinema, com Mulheres nordestinas na 7ª arte.

26/02 – (6ª) – 19h30 – Palestra Espetáculo: Nordeste Cult, com o Grupo Bolero Freak

27/02 – (sáb) – 14h – Grande Sarau: Ler é uma Viagem, com Moreira de Acopiara, Katia Fonseca, Luciano Braga e Suzana Montauriol.

Programação de março:

04/03 – (5ª) –  19h30 – Sarau Aperitivo: Canções poderosas para mulheres arretadas, com  Vanessa Oliveira.

05/03 – (6ª) – 19h30 – Palestra Espetáculo: Mulheres em ação na arte do cordel, com o coletivo feminino Teodoras do Cordel.

06/03 – (sáb) – 14h – Grande Sarau: Força Feminina Nordestina, com Bill Dias (música e poesia), Maria Cândida (contação de histórias), Trio Maria Lua (forró pé-de serra), Tin Tin Alves e Luciano Braga (teatro e poesia).

08 a 11/03 –  das 14h às 15h – Oficina Capas de Cordéis, com Nireuda Longobardi (necessária inscrição prévia pelo site www.sarauvivanordeste.com.br) Evento com tradução em Libras

11/03 (5ª) – 19h30 – Palestra Espetáculo: Afronordestinas, com o Grupo La Cantante de La Trinidad e sus hijos.

12/03 (6ªf) – 19h30 – Roda de Conversa: Cordéis Femininos nas Bibliotecas, com o coletivo feminino Teodoras do Cordel.

15/03 a 18/03 – das 10h às 11h – Oficina: Encontro do cordel com a xilogravura, com Marco Haurélio e Lucélia Borges (necessária inscrição prévia pelo site www.sarauvivanordeste.com.br) Evento com tradução em Libras

18/03 (5ªf) –  19h30 – Sarau Aperitivo: Fadices e Bruxarias nas Terras do Cangaço, com  Suzana Montauriol e Carlos Rezendes.

19/03 (6ªf)  – 19h30 – Palestra Espetáculo: No ritmo do Coco, com o Grupo Coco Yiawarete

20/03 (sáb) – 14h – Grande Sarau: Nordeste do faz e conta e encanta, com Cleusa Santo (contação de histórias), Samuel de Monteiro (cordel), Juliana Firmo (teatro) e Aldy Carvalho (música regional).

22 a 25/03 – das 14h às 15h – Oficina: Música Nordestina, com Gilber Souto Maior (necessária inscrição prévia pelo site www.sarauvivanordeste.com.br) Evento com tradução em Libras

23 a 26/03 – das 10h às 11h – Oficina: Construção de Bonecos com Sucata, com Grumaluc – Teatro de Bonecos  (necessária inscrição prévia pelo site www.sarauvivanordeste.com.br)

25/03 (5ª ) – 19h30 – Sarau Aperitivo: Comidas nordestinas, comChef Marcelo Reis e a cantora Ilcéi Mirian.

26/03 (6ª) – 19h30 – Palestra Espetáculo: Encantos Circenses Nordestinos, com o Grupo Último Tipo.

27/03 (sáb) – 14h – Grande Sarau: Nordeste Circense, com Palhaço Custelinha (performance circense), Edimaria e Miro Cena (música e contação de histórias), Varneci Nascimento (cordéis divertidos)  e Ana Person (música).

Prefeitura de Ilhéus: prefeitura criará programa de auxílio para beneficiar fazedores de cultura do município


Com apresentações suspensas e shows cancelados devido ao novo coronavírus, a Prefeitura de Ilhéus propôs a criação do programa de auxílio emergencial para ajudar a classe artística da cidade. O projeto de Lei, que será encaminhado à Câmara Municipal, tem o objetivo de socorrer os profissionais que passam por dificuldades financeiras em razão da pandemia. Segundo informações da Secretaria de Cultura e Turismo (Secult), será formada uma comissão exclusiva de implantação, análise e acompanhamento para elaboração das diretrizes do programa.

A Secult informou que mesmo recebendo outros auxílios, o profissional pode ter direito ao benefício municipal. Contudo, as demais condições para acesso ao auxílio ainda serão apresentadas para conhecimento do público-alvo. A verba é oriunda da parceria entre a Prefeitura e a Câmara Municipal, tendo como origem a quantia devolvida para o Executivo a título de repasse do duodécimo, acrescida de recurso proveniente do Fundo Municipal de Cultura.

O Executivo destacou que essa foi uma das maneiras menos burocráticas, considerando as exigências da lei federal, para que os recursos possam contemplar os profissionais que atuam com cultura no município. De acordo com a Secult, uma plataforma de cadastro será lançada no mês de agosto. Os trabalhadores do segmento cultural, enquadrados nos requisitos da Lei Aldir Blanc, também poderão recorrer ao auxílio emergencial do Município.

Bacurau será exibido no YouTube


Já temos uma ótima opção de entretenimento gratuito. Trata-se do filme Bacurau, dirigido por Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles. O longa, que conta com a atriz Sônia Braga no elenco, será exibido pela rede Telecine em seu canal no YouTube. A atração será transmitida nesta quinta-feira (18) às 20h e contará com parte do elenco interagindo com o público via chat. A iniciativa tem o objetivo de comemorar o Dia do Cinema Brasileiro, celebrado na sexta-feira (19).

Fotos:divulgação
Fotos:divulgação

Vencedor do prêmio do júri no Festival de Cannes, Bacurau gerou buzz na internet no último ano. O filme conta a história de uma comunidade no sertão nordestino que começa a enfrentar eventos misteriosos.

Itabuna: FICC Itinerante oferece música e teatro no Calçadão da Rui Barbosa


Música, teatro e muita animação marcaram mais uma etapa do Projeto FICC Itinerante no calçadão da Rui Barbosa, atraindo um público de empresários, profissionais liberais, políticos e consumidores que transitaram na área no último sábado (30). A inovação ficou por conta da interdição ao tráfego do Beco do Fuxico, onde foi instalado um palanque e toda a infraestrutura para as apresentações.

A programação foi aberta com uma apresentação de teatro de rua encenada pelo grupo Vem Prá Cá, coordenado por Marquinhos Nô, com a peça “Quem come capim dá bom dia a cavalo”. O espetáculo, de caráter educativo e metafórico, destaca a valorização e a importância do conhecimento, bem como a necessidade da sua difusão, um trabalho de caráter experimental que vem sendo realizado em diversos bairros da cidade.

As atrações musicais ficaram por conta das apresentações da dupla Val e Sel, com uma incursão na MPB passando também pela música sertaneja e forró, o que agradou o público. A última atração ficou com Dey James, com um repertório variado e incursões bem sucedidas no rock, no samba e na MPB.

O presidente da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania, Daniel Leão, acompanhou a ação do projeto e fez uma avaliação positiva dos resultados, o que deve assegurar a sua continuidade no próximo ano, com algumas modificações pontuais. Ele também pretende desenvolver parcerias para o FICC Itinerante, que tem como meta a difusão da cultura e a valorização de artistas da comunidade.

Para o presidente da Associação de Comerciantes do Calçadão – Núcleo I, Pedro Josino Santos Neto, que inclusive participou de reuniões de planejamento da FICC para esta etapa do projeto, “a ideia é muito interessante, até porque Itabuna é uma cidade carente de eventos e de opções de lazer. Além do mais, o Beco do Fuxico é um centro de comércio e um local por onde transitam diariamente milhares de pessoas”.