Itapé realiza sua II Audiência Pública em Educação Inclusiva


O Conselho Municipal de Educação de Itapé (CME), a Secretaria Municipal de Educação de Itapé e a Comissão de Avaliação e Regularização da Escolarização realizaram, no último dia 28 de junho, no horário das 8h às 16h, no Centro Educacional a II Audiência Pública Sobre Educação Inclusiva do Conceito à Prática. O evento foi iniciado pelo presidente do CME,professor Sandro Lyra que falou sobre a importância da temática trabalhada na educação municipal; logo após foi a vez da da secretária de Educação, a professora Luzinete Miranda, que fez um breve histórico de sua gestão na Educação Municipal desde 2013, deixando claro os esforços da Prefeitura Municipal de Itapé, para manter em meio a crise nacional as ações da educação municipal.

Ao audiência pública, segundo o presente do CME, tem como o objetivo construir um documento prepositivo, para o atendimento especializado dos estudantes com deficiência no sistema municipal de ensino. O documento será construído a partir de uma análise dos resultados dos trabalhos ouvidos escritos pelos participantes do evento. Para nortear as atividades na audiência pública, contou-se com a participação de palestrantes especializados nas áreas afins, como: a professora Fátima Santa Fé Borges, Pedagoga e Psicopedagoga, com práticas no Atendimento Especializado em Educação Inclusiva, em Itabuna; a professora Ana Lúcia Fernandes, pedagoga psicóloga (deficiente visual), que falou sobre a legislação que contempla a Educação Inclusiva; a professora Thaísa Costa Rodrigues,enfermeira sanitarista e biomédica,que detalhou o papel do programa “Saúde na Escola” e, ainda, um relato de experiências e monitoria em sala de aulas com crianças especiais, a estudante Andressa Oliveira, que trabalha como monitora na rede pública municipal de Itabuna.

IMG-20160724-WA0052
Luzinete Miranda, secretária de Educação de Itapé fez breve histórico sobre Educação

A audiência também contou com um momento cultural, com os dançarinos Antônio Carlos Moura, também artista plástico, e cadeirante Áquila Silva em uma apresentação que emocionou o público. O evento foi concluído pelo presidente do CME agradecendo a todos os conselheiros: Joabes Chagas, Armando Vieira, Cátia Oliveira, Jekeline Silva, Marconi França, Maria Jeane Silva, Maria Cardoso Soares, e a secretária executiva do Conselho Maria Helena Iglessias pelo empenho ao evento. Bem como, a secretária de Educação de Itapé, Luzinete Miranda. E ainda a CARE com a dedicação da professora Elisangela Messias, Naiara Pólvora, Iracélia Alves e Adriana Trindade, que participaram ativamente no diagnóstico, planejamento e execução da Audiência Pública, ficando para um outro momento a apresentação do documento na íntegra para possíveis ajustes aos interessados. (Fotos: Sandro Lyra, Naiara Pólvora e Eliudes Miranda)