Conheça a história da mulher empreendedora mais jovem do setor varejista da BA


Na contramão de um mercado majoritariamente masculino, Daniela Lacerda se destaca 

Thais Paim

Dados da última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC), realizada pelo IBGE, revelam que cerca de 9,3 milhões de mulheres estão à frente de negócios no Brasil. Apesar dos resultados, a luta por uma maior representatividade das mulheres no empreendedorismo segue sendo uma importante aliada na busca por igualdade social e mais espaço no mercado de trabalho. 

Na Bahia, Daniela Lacerda, 29 anos, vem caminhando na contramão de um mercado que possui uma maioria masculina e acaba de se tornar a mulher mais jovem do setor varejista alimentício, de acordo com a Associação Baiana de Supermercados (ABASE).

A empreendedora Dani Lacerda. Foto: Taila Silva

História de sucesso 

Ceo da rede Corujão, localizada em Feira de Santana, a empresária possui BA em Gestão de Empreendedorismo e Pessoas e graduação em Direito pela UNIFAN. A empresária revelou as dificuldades de ocupar um lugar de liderança em um ambiente majoritariamente masculino. “No meu âmbito profissional, lido com muitos homens que, por eu ser mulher, mãe e casada, diversas vezes questionam a minha competência e capacidade de gerir grandes negócios”, revela. 

Lacerda conta que em sua trajetória profissional, percebeu que o empreendedorismo despertava a sua atenção ao enxergar o quão longe conseguiria ir e quantas transformações poderiam se realizar na sociedade. “O empreendedorismo com propósito sempre foi meu alvo. Não enxergar apenas números, mas o sucesso e a possibilidade da construção de negócios, apostando em sustentabilidade, geração de empregos e crescimento socioeducativo está na minha história”. 

A história de Dani, assim como de muitas empreendedoras, começou de maneira informal, como “sacoleira”, e em menos de um ano conquistou o faturamento de 100 mil reais, vendendo roupas e acessórios. “Sempre busquei diferencial no que proponho ao consumidor/cliente, e nesse período já fazia importação de vestidos de bandagem, que na época era uma grande tendência com escassez no mercado local”, explica. 

Filha de uma dona de casa e de um comerciante com berço no sertão, ela conta que o reconhecimento pela ABASE lhe proporciona novos desafios.  “No cenário supermercadista, o meu destaque como mulher mais jovem à frente do setor foi realmente sensacional. Saber que sou relevante em um ramo ainda tão voltado para o público masculino, com certeza me impulsiona a abrir ainda mais frentes de trabalho para que outras mulheres se sintam encorajadas e motivadas”, finaliza.

Fempe realiza o Seminário para Micro e Pequenas Empresas


O Fórum Estadual das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte de Pernambuco (Fempe), por meio do grupo de trabalho de Inovação, realiza o Seminário de Acesso a Recursos de Inovação para Micro e Pequenas Empresas, no Centro de Educação Empresarial do Sebrae. O evento acontece na quinta-feira (18/4), às 8h30, na sede do Sebrae, localizado na Rua Tabaiares, nº 360, Ilha do Retiro.

Presidido pela Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Trabalho e Qualificação do Governo de Pernambuco (Sempetq), o Fempe tem como uma de suas missões propor e acompanhar a implementação das políticas de apoio e fomento às micro e pequenas empresas de Pernambuco, integrando órgãos governamentais e entidades de apoio e de representação que atuem no segmento.

O seminário é promovido em uma parceria entre a Sempetq, a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco (SECTI), a Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (Facepe) e com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). O objetivo do encontro é apresentar como as micro e pequenas empresas podem acessar recursos financeiros para projetos de pesquisas, desenvolvimento e inovação e detalhar sobre o edital lançado pela Facepe, com esclarecimentos de dúvidas.

O evento é aberto ao público empreendedor e instituições. As vagas são limitadas. As inscrições e outras informações devem ser feitas através do link: HTTPS://goo.gl/Ezoqi4.

 

Ilhéus: melhor resultado na Bahia para as micro e pequenas empresas


Ilhéus já tem o que comemorar! O município foi a Regional com o melhor resultado para as Micro e Pequenas Empresas (MPE), com abertura de 121 novos postos de trabalho, aponta o relatório. Ao comemorar os números, o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, destacou que a cidade tem desenvolvido ações de apoio e orientação aos empreendedores para a melhoria no comércio da cidade. Para ele, a evolução para microempresa tem sido uma forte tendência, mesmo em meio as dificuldades. “A grande maioria dos microempreendedores demonstra que quer crescer, faturar mais e expandir seus negócios. Essa ascensão empresarial é muito positiva não só para esses empreendedores, mas para a economia como um todo”, destaca Alexandre.

A Prefeitura, em parceira com o Sebrae, ampliou o espaço destinado para o atendimento dos empreendedores de Ilhéus. Trata-se da Sala do Empreendedor, antes denominado de Balcão. Um ambiente que oferece conforto, tecnologia e uma diversidade de serviços ao público. Do outro lado da cidade, a secretaria municipal de Indústria e Comércio (Sedic), promove os mutirões itinerantes nos bairros. No posto de referência, os profissionais preenchem a Declaração Anual do Microempreendedor (DAM) e ainda contam com os serviços de atualização de cadastro e abertura de novas pequenas empresas.

Em consideração ao levantamento feito pela Receita Federal em todo o sul da Bahia, o município de Ilhéus foi o que teve o menor percentual de Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJs) e MEIs cancelados este ano. Dos 6.509 trabalhadores formalizados no município, apenas 277 perderam a condição de microempreendedor, o que representa um índice de 4,08 por cento. O vizinho município de Itabuna, por exemplo, atingiu o índice 11,72 por cento, enquanto que Arataca registrou o maior índice de cancelamento, com 30,47 por cento, segundo levantamento do Sebrae.

Faculdade em Olinda recebe unidade do Expresso Empreendedor


A Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Trabalho e Qualificação do Governo do Estado (Sempetq), juntamente com a Faculdade de Ciências Humanas de Olinda (FACHO), inaugurou nesta terça-feira (16/01) em Olinda mais uma unidade do Expresso Empreendedor. A cerimônia de abertura aconteceu no auditório da FACHO. Na ocasião, foi realizada uma missa de ação de graças em comemoração aos 45 anos da instituição de ensino. O atendimento ao público iniciará em fevereiro.

O objetivo principal da nova unidade de atendimento é oferecer ao Micro Empreendedor Individual (MEI) e ao potencial empreendedor todas as orientações necessárias à abertura e funcionamento do negócio.

O evento contou com a presença da diretora geral da FACHO, Ana Cristina Fonseca, o secretário do gabinete do prefeito da cidade, Arlindo Siqueira, o gerente geral da Micro e Pequena Empresa e de Fomento ao Empreendedorismo, Ricardo Costa Filho, o gestor das unidades do Expresso Empreendedor, Murilo Nóbrega, a coordenadora da Agência de Empreendedorismo, Irenilda Magalhães, e a supervisora do Expresso Empreendedor – Unidade Recife, Rafaela Airola.

Expresso-Empreendedor

O gestor do Expresso Empreendedor, Murilo Nóbrega, destacou a importância da criação de mais uma unidade de atendimento no Estado. “O Expresso Empreendedor orienta sobre a importância da legalização das empresas. Hoje temos uma grande demanda e queremos alcançar e dar oportunidades a todos os empreendedores, levando capacitação, orientação e estimular também a inovação, fortalecendo ainda mais o empreendedorismo em nosso Estado.”

Entre os serviços oferecidos pelo Expresso Empreendedor, estão o de formalização e abertura de CNPJ, emissão de documentos, declaração anual de faturamentos, além de capacitação e educação financeira para os empreendedores.

Os atendimentos acontecem presencialmente, de segunda a sexta, das 8h às 12h e 14h às 18h e podem ser agendados pelo telefone 3429-4100.

Outras informações: www.sempetq.pe.gov.br