Filme São Ateu estreia e tem o ator Paulo Cesar Peréio no elenco


Saulo Santos

Clique Para Ouvir a Reportagem!

Um homem de vida bastante comum conhecido como Dito é escolhido por Deus para ser o profeta que vai anunciar ao mundo sua aposentadoria. A vida de Dido, o ‘São Ateu’, muda radicalmente, e ele fica na mira da humanidade, do Diabo e de outros Deuses, que querem se aproveitar dos seus poderes de profeta.

Esse é o ponto de partida do filme “São Ateu”, longa de estreia de Hiro Ishikawa. Falando de religião e relações de poder de maneira questionadora e bastante irreverente, a obra mistura comédia, fantasia e ficção científica.

Lançamento

A estreia oficial de “São Ateu” será no dia 06 de agosto (sábado), às 20h, no Cine Bijou, em São Paulo.

A agenda segue no sábado, dia 13 de agosto, quando parte da equipe e elenco se reúnem em Araraquara, para uma sessão às 14h no Cine Center Lupo.

Em Campinas/SP, a exibição será no dia 16 de agosto, às 19h no SESC Campinas, como parte da Mostra Filmes do Interior, e em outubro o filme segue para a cinemateca de Curitiba (06/10).

Todas as sessões contarão com presença do diretor e parte da equipe, para dialogar sobre o filme após a exibição.

“São Ateu” é produzido e distribuído pela Pietà Filmes e Produções. Contemplado no edital de licenciamento do PROAC Expresso Lei Aldir Blanc 41/2020, o filme ficará disponível também na plataforma gratuita de streaming #CulturaEmCasa, pelo https://culturaemcasa.com.br/.  Idealizada pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, a plataforma #CulturaEmCasa reúne centenas de conteúdos inéditos das instituições culturais do Governo de São Paulo, além de conteúdos de outras instituições e de artistas e produtores independentes, com acesso 100% gratuito para o público.

Serviço

Estreia: São Ateu 

Sessões de Lançamento – com presença do diretor e produtor para bate-papo após as exibições

 São Paulo: 06/08 (sáb) – 20h | Cine Bijou –  (presença da equipe e elenco) – Praça Franklin Roosevelt, 172 – Consolação, São Paulo – SP

 Araraquara: 13/08 (sáb) – 14h | Cine Center Lupo – (presença de parte da equipe e elenco) – R. Gonçalves Dias, 543 – Centro, Araraquara – SP

 Campinas: 16/08 (3ªf) – 19h | Sesc Campinas – Rua Dom José I, 270/333 – Bonfim, Campinas – SP

 Curitiba: 06/10 (5ªf) – 19h | Cinemateca – Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1174 – São Francisco, Curitiba – PR

 Mais informações:

Gênero: Comédia, Fantasia, Ficção Científica

Ano de produção: 2019

Duração: 71’

Classificação Indicativa: 12 anos

Elenco

Paulo Cesar Peréio, Zemanuel Piñeiro, Clemente Tadeu Nascimento, Dado Marcondes, Heitor Goldflus, Laura Marcondes, Lianna Mateus, Luana Siqueira, Maurício Salles Vasconcelos, Paula Marcondes, Paulo Campos, Renata Jesion, Tano Sotelo Palacios, Thaís Pace.

Direção – Hiro Ishikawa – Formado em Imagem e Som pela UFSCar (Universidade Federal de São Carlos), Hiro Ishikawa dirigiu curta-metragens que foram exibidos e premiados em festivais importantes do Brasil, com destaque para “Em Flor” (2007), “Aeroporto” (2008), “Let’s Take a Walk” (2008), “Verão” (2010) e “Assassino do Bem” (2010). Diretor do documentário televisivo “Destino Mágico” (estreou em 2014 na TVE São Carlos), também dirigiu “A Plebe é Rude”, documentário que estreou no Dia Mundial do Rock em 2016, no Canal Brasil.

Produção – Diego da Costa – Diego da Costa dirigiu e produziu todos os seus filmes: Argentino (curta-metragem, 2011), Ato I, Um Artista da Fome (curta-metragem, 2013), A Plebe é Rude (Telefilme, 2016), Os Caubóis do Apocalipse (longa-metragem, 2018), NipoBrasileiros (webserie, 2019) e Selvagem (longa-metragem, 2019).

Mais informações sobre o filme nas redes sociais da Pietà Filmes:

Facebook: https://www.facebook.com/pietafilmes/

Youtube: https://www.youtube.com/c/pietafilmes

Instagram: @pietafilmes

Elizangela é cortada de novela por ser antivacina


Murillo Torres

A informação é do colunista Gabriel Perline do Portal IG. A atriz Elizângela teria perdido seu personagem na nova novela das nove da Rede Globo: Travessia. A veterana teria se recusado a tomar a vacina contra a Covid-19.

A atriz já esteve em polêmicas ligadas ao assunto, quando se demonstrou radicalmente contrária ao imunizante, e negou ter ficado internada acometida pela doença. Perline apurou que a atriz teria sido cortada do projeto por ser antivacina.

A novela substituirá Pantanal no horário nobre da Globo, e tem grandes nomes em seu elenco, como Giovanna Antonelli, Alexandre Nero, Drica Moraes e outros.  

Ainda segundo o colunista, Elisangela teria sido convidada pela própria autora Glória Perez, por serem amigas de longa data. No entanto, a emissora não autorizou a escalação por razões de saúde.

A assessoria da atriz Elizangela confirma o convite, que foi feito quando a novela ainda estava em fase de pré-produção. Segundo o empresário da veterana, o assunto ficou parado e não foi retomado, sendo assim, nenhuma parceria concreta foi firmada. A Globo não se manifestou sobre o caso.

Parece que as confusões envolvendo Elizangela e vacina contra covid estão longe de ter fim. Em janeiro deste ano, ela precisou ser internada por complicações da doença, e afirmou que não se tratava do vírus, e sim de outra doença. Vale destacar que ela não tomou nenhuma dose do imunizante, e garante que não o fará. 

A atriz já atua há anos em novelas da Rede Globo, participando de tramas aclamadas pelo público, como O Clone e Salve Jorge. Iniciou sua carreira ainda criança, em 1965 na extinta TV Tupi. A atriz já participou de mais de 30 novelas, e seu último trabalho foi em “A dona do pedaço”, também de Glória Perez

Eventos culturais em São Paulo: diversão com entrada gratuita ou preços populares


Andie Carolina

O final de semana chegou e com ele, a vontade de fazer aquele programa diferente, não é mesmo? Mas com toda certeza, o primeiro pensamento que vem à cabeça de muitos neste momento é relacionado aos custos de certos passeios. Afinal, estamos todos em uma fase que toda economia é bem-vinda, portanto, quanto mais acessível o preço de um passeio, melhor. Se você mora em São Paulo ou está turistando pela cidade, continue a ler esse artigo para conhecer as diversas opções de eventos culturais gastando muito pouco ou nada.

E antes de apresentar a lista de espetáculos culturais que acontecem na capital paulista neste final de semana e no decorrer do mês de julho, vale a pena frisar que as opções são muito variadas, para todos os tipos de gosto e pessoas: exposição, música, teatro, feiras, festivais, etc. Ou seja, não importa qual é o seu estilo de entretenimento favorito, com certeza encontrará algo que se encaixe perfeitamente em suas preferências!

Vamos lá?

  • NBA House: se você é fã de basquete, esse passeio é ideal para você. Em comemoração aos 75 anos da NBA, chega à São Paulo um evento exclusivo onde o público poderá assistir os jogais das finais de basquete americano em uma tela digna de cinema, além de se divertir com os mascotes de cada time, exposições sobre a história desta modalidade esportiva e uma área de realidade virtual. Tudo isso acontece dentro do Estacionamento Externo Térreo do Shopping El Dorado, até o dia 19 de junho. Os ingressos podem ser adquiridos a partir de 40,00.
  • Floresta Viva: tem filhos e não sabe o que fazer com eles no final de semana? O espetáculo infantil Floresta Viva é uma excelente opção. A peça teatral com linguagem de bonecos, conta a história de uma abelha e uma formiga que juntas vivem a grande aventura de salvar as árvores, e outros animais após um incêndio na floresta. A obra dirigida por Fábio Ciniatto pode ser assistida aos sábados e domingos no Parque Burle Mark, na Vila Andrade, até o dia 19 de junho. A entrada é GRATUITA.
  • Alexandre Borges (E) e Marcelo Drummond no espetáculo Esperando Godot de Samuel Beckett.
  • Esperando Godot: a peça que conta a história de dois palhaços enfrentando crises existenciais devido à proximidade do fim do mundo, tem no elenco o grande ator Alexandre Borges e a direção do célebre Zé Celso. Em cartaz no Teatro Oficina, no Bixiga, de quinta à sábado e também aos domingos, até o dia 19 de junho, com ingressos que podem ser comprados a partir de 30,00.
  • Peter Pan – O Musical: musical ganhador de 2 Prêmios Reverência e 3 Prêmios Bibi Ferreira, está em cartaz novamente. Contando a clássica história do menino que se recusava a crescer, a obra dirigida por José Possi já foi assistida por aproximadamente 200 mil pessoas ao redor do país. Em São Paulo, você pode curtir o espetáculo no Teatro Alfa, em Santo Amaro, às sextas, aos sábados e domingos, até o dia 31 de julho. Os ingressos podem ser comprados a partir de 50,00.
  • Suturas, Fissuras, Ruínas: a exposição traz 60 obras da artista Adriana Varejão. Um passeio ideal para os amantes das pinturas europeias, ocidentais e barrocas. As peças apresentadas na capital paulista já percorrem o mundo em diversos eventos internacionais. Você pode visitar a exposição até o dia 01 de agosto, todos os dias da semana, exceto às terças-feiras. Com ingressos que custam 20,00 e ENTRADA GRATUITA aos sábados. O evento acontece na Pinoteca na Praça da Luz.

Mas fique ligado! Para entrar nestes e outros eventos, a dica é levar o seu passaporte de vacina contra Covid-19, caso seja necessário a apresentação do documento na entrada. E lembre-se que o uso da máscara de proteção voltou a ser recomendado em locais fechados (todos os públicos) e em locais abertos (grupos de risco). Diversão só é diversão quando priorizamos a nossa saúde! Então, cuide-se!

Andie Carolina é graduada em Publicidade e Propaganda. E, apaixonada por música, séries, televisão e cinema. Instagram: @AndieCarolinaP

TPI realiza nova sessão do Cine Incidental com filme de Charles Chaplin


Marcelo Carvalho

De volta à Praça São João Batista, no Pontal, em Ilhéus, sábado, 18 de junho, às 18:30h, o grupo Teatro Popular de Ilhéus realiza nova sessão do CINE INCIDENTAL, que consiste na exibição de curtas-metragens, combinando cinema e música por meio de uma trilha sonora original executada ao vivo pelos músicos Cabeça Isidoro e Pablo Lisboa.

Desta vez será apresentado “Dia de Pagamento” (1922) filme mudo, escrito, produzido, dirigido e protagonizado por Charles Chaplin. A sessão-show dura apenas 21 minutos, deixando o público extasiado ao reviver a genialidade cômica do eterno Carlitos junto com a criatividade musical dos artistas ao lado do projetor. Um programa gratuito e indicado para crianças de todas as idades.

Charlin Chaplin em cena do filme “Dia de Pagamento”. Foto: divulgação.

Lançado há 100 anos, “Dia de Pagamento” retrata o pedreiro Charlot (Charles Chaplin) no dia que recebe seu salário. Com pouca dedicação ao próprio trabalho e uma esposa controladora, acompanhamos o protagonista gastando praticamente todo dinheiro do seu pagamento até a manhã do dia seguinte. O grande atrativo dessa obra-prima de Chaplin , contudo, não está propriamente dito em suas gags e sim na temática ainda atual, que fisga o espectador através da identificação deste pelo protagonista.

Em nova fase da sua trajetória, o Teatro Popular de Ilhéus tem apresentado suas atividades artísticas na praça do Pontal, bairro que futuramente abrigará a sede própria do grupo cultural em espaço doado pelos sócios remidos do antigo Clube Social do Pontal. Devido aos festejos do São João, não haverá apresentações no último final de semana deste mês de junho.

O Teatro Popular de Ilhéus é uma instituição cultural privada, parcialmente mantida pelo programa de Ações Continuadas de Instituições Culturais – uma iniciativa da Secretaria de Cultura da Bahia com recursos do Fundo de Cultura do Estado da Bahia e Governo do Estado da Bahia.

Cordel do Fogo Encantado anuncia turnê nacional


Marcelo Carvalho

A espera chegou ao fim! O Grupo Cordel do Fogo Encantado com sua formação original anuncia sua nova turnê! O lendário grupo pernambucano vai cair na estrada e rodar o Brasil com o espetáculo Água do Tempo. A estreia acontece neste final de semana, em São Paulo, com três apresentações no Sesc Vila Mariana.

Água do Tempo narra a brilhante trajetória criativa do Cordel do Fogo Encantado, celebrando suas principais entidades referenciais e evocando seus fundamentos artísticos ligados à poesia, literatura e teatro.

O espetáculo foi cuidadosamente produzido para encantar tanto aqueles que acompanham o grupo desde o inovador disco de estreia, lançado em 2001, como a geração da era do streaming, que terá a oportunidade de assisti-los pela primeira vez ao vivo. “Estamos todos ligados pela água e pelo tempo. É com esse conceito de vitalidade, fertilidade, renascimento, transformação, florescimento, memória e testemunho que vamos para essa nova turnê” – comenta Lirinha.

 

Grupo pernambucano Cordel do Fogo Encantado. Fotos: Fred Jordão

Lirinha (voz e pandeiro), Clayton Barros (voz e violão), Emerson Calado (percussão e voz), Nego Henrique (percussão e voz), Rafa Almeida (percussão e voz) farão um apanhado dos momentos mais marcantes da carreira e também apresentarão coisas novas.

O setlist contém pérolas como “Boi Luzeiro (ou a Pega de Violento, Vaidoso e Avoador)” (Clayton Barros/ José Paes Lira), “Nossa Senhora da Paz (ou o Trapézio do Sonho)” (José Paes Lira), “Na Estrada (ou Quando Encontrei Dean Pela Primeira Vez)” (Clayton Barros/ José Paes Lira/ Rafael Almeida) e “Chover (ou Invocação para um Dia Líquido)” (Clayton Barros/ José Paes Lira), além de uma linda versão para o clássico “Cio da Terra” (Chico Buarque/ Milton Nascimento).

Poesias inéditas, novos textos e um número instrumental de tirar o fôlego também fazem parte do show. E a banda ainda vai contar com a participação especial da cantora Gabi da Pele Preta.

“É o momento de olhar para nossa obra de uma outra maneira. Reprocessar o que criamos e extrair novas sensações. Criar um novo show induz a novos temas, arranjos, poesias e interpretações. Água do Tempo rebusca nossa ancestralidade em diálogo com o horizonte artístico que enxergamos” – declara Clayton Barros.

Depois de São Paulo, a turnê segue para Altinópolis – SP (17/06), Florianópolis – SC (18/06) e Arcoverde – PE (23/06). A agenda completa com todas as datas e locais estará disponível em breve no site oficial da banda.

Serviço

Show: Cordel do Fogo Encantado – Estreia da turnê Água do Tempo
Data: 10, 11 e 12 de junho

Horário: sexta e sábado 21h, domingo 18h
Local: Sesc Vila Mariana – Teatro Antunes Filho
Endereço: Rua Pelotas, 141 – São Paulo – SP
Ingressos: R$ 40 (inteira) l R$ 20 (meia-entrada)  l R$ 12 (credencial plena)
Venda on-line: https://www.sescsp.org.br/programacao/cordel-do-fogo-encantado/
Duração: 90 minutos
Não recomendado para menores de 12 anos

A paixão dos leitores brasileiros


Com mais de 8 milhões de livros vendidos, Série Vaga-Lume é uma ótima opção de entretenimento.

Andie Carolina

Em uma Era onde as novidades tecnológicas imperam, uma paixão resiste fortemente às mudanças de consumo enfrentadas pela sociedade: a leitura. Mas não só dos fenômenos literários atuais ou daqueles livros estrangeiros que se tornam adaptações de filmes e séries em streaming vive o leitor brasileiro. Muito pelo contrário. Uma boa parte deste público continua a nutrir o fascínio pelas obras clássicas de autores brasileiros. Pensando nisso, uma boa pedida então, é a série de livros Vaga-Lume.

Para quem não sabe ou não se lembra, a série foi criada em janeiro de 1973, pela Editora Ática, e apesar de inicialmente ser direcionada ao público infantojuvenil, a coleção também caiu no gosto do público adulto.  Um dos grandes diferenciais da Vaga-Lume era o seu preço acessível e o fato de terem sido escolhidos por centenas de escolas do país para comporem o acervo de suas bibliotecas. Desta forma, muitas pessoas que estudaram entre os anos 70, 80 e 90, tiveram contato com diversas destas magníficas histórias.

Autores renomados tiveram seus livros publicados dentro da série. Alguns nomes são o de Marcos Rey, Lúcia Machado de Almeida, Luiz Puntel, Marçal Aquino, entre outros. Os números da Vaga-Lume também são impressionantes: com mais de 93 obras publicadas, é estimado que o projeto idealizado pelo professor Jiro Takahashi, tenha vendido 8 milhões de exemplares ao redor de todo o país.

A Série Vaga-Lume é composta de mais de 93 obras.

            Conheça ou relembre quatro obras presentes na Série Vaga-Lume:

  • Escaravelho do Diabo: originalmente lançado em 1956, esse livro escrito por Lúcia Machado de Almeida, chegou na Vaga-Lume em 1973. O enredo se passa em uma pacata cidade do interior que de repente se vê diante de uma série de assassinatos. O mistério fica a cargo do fato de que, todas as pessoas assassinadas eram ruivas e antes de serem mortas, receberam um escaravelho.
  • O Mistério do 5 Estrelas: escrito por Marcos Rey e lançado em 1981, esse livro conta a história de Léo, um garoto que presencia um assassinato ocorrido dentro de um hotel, no entanto, ninguém acredita nele. Até que uma reviravolta impressionante acontece. Um verdadeiro fenômeno de vendas, é estimado que a obra já tenha vendido mais de 2 milhões de cópias.
  • A Ilha Perdida: o livro que inaugurou a série, em 1973. Conta a história de Eduardo e Henrique, dois amigos que exploram uma ilha a fim de descobrir se seus mistérios são reais ou não. Tudo isso ao lado de um homem sábio, que os ensina as mais belas condutas sobre respeito e amor.
  • Éramos Seis: publicado em 1943, entrou para a Vaga-Lume no ano de estreia, 1973. O livro escrito por Maria Jo´se Dupré se tornou um dos maiores clássicos da literatura brasileira. Contando a comovedora história de uma família que se une para vencer a pobreza. O sucesso de Éramos Seis foi tão grande que acabou ganhando adaptações no estilo novela pelas emissoras Record (1958) Tupi (1967 e 1977) SBT (1994) e Globo (2019).

Apesar do sucesso absoluto entre público, mídia e crítica, após o lançamento do livro Mestre dos Games, de Alfonso Machado, a série entrou em hiato em 2008. E após 13 anos sem novas publicações, apenas em 2021 os fãs da coleção tiveram uma nova publicação. Trata-se de Os Marcianos, escrito por Luiz Antônio Aguiar, o célebre autor ganhador de 2 prêmios Jabuti.

Com um enredo moderno e futurista, a história é ambientada em Marte, sob uma proibição de seus habitantes falarem a respeito da Terra e o que aconteceu para que os terráqueos passassem a viver no Planeta Vermelho. A trama se torna ainda mais interessante quando os personagens Zás, Beca e DKO se revoltam contra a censura imposta e decidem lutar para mudar as coisas e desvendar todos os mistérios que escondem.

Infelizmente, não há informações sobre possíveis novos lançamentos dentro da Vaga-Lume. Mas para quem se interessar, a série de livros pode ser adquirida (em conjunto ou por obras separadas) em lojas físicas e online como a Shopee, Americanas, Mercado Livre, Traca, Amazon, Submarino, Enjoei, Livraria Cultura, Saraiva, Estante Virtual, entre outros.

Andie Carolina é graduada em Publicidade e Propaganda. E, apaixonada por música, séries, televisão e cinema. Instagram: @AndieCarolinaP

“As Suas, As Minhas e As Nossas” estreia no dia 11


Marcelo Carvalho

Projeto de Pitty e Nando Reis faz sua pré-estreia no Festival João Rock.

Mergulhados no processo de criação e nos ensaios para a turnê “As Suas, As Minhas e As Nossas”, Pitty e Nando Reis sobem ao palco do já clássico Festival João Rock, dia 11 de junho. Ali, num espetáculo pensado exatamente para a ocasião, será possível ter uma boa mostra de como serão os shows que rodarão o Brasil a partir de agosto.

A banda que acompanhará PittyNando, como o projeto foi batizado, é composta por músicos que já tocam com um ou com outro: Martin Mendonça (guitarra), Felipe Cambraia (baixo), Daniel Weksler (bateria), Alex Valey (teclados) e Paulo Kishimoto (lap steel e percussão), que também assina a direção musical ao lado de Pitty.

Pitty e Nando Reis lançam projeto no Festival João Rock. Foto: Otávio Souza

O setlist que eles apresentarão no festival traz uma mescla de músicas de cada um, com novos arranjos. “Para o João Rock privilegiamos os hits, que felizmente são muitos. Queremos fazer um show vigoroso para todo mundo curtir” – conta Nando. “O repertório da turnê mesmo ainda não fechamos e, mesmo assim, ele sempre poderá ser alterado”. Assim, estão no setlist “All Star” (Nando Reis), “Máscara” (Pitty), “Do Seu Lado” (Nando Reis), “Me Adora” (Pitty) e várias outras surpresas.

Pitty fala um pouco sobre como foi o processo: “A gente foi tentando entender quais músicas mais combinavam e percebemos que nossa obra dialoga muito, mais até do que imaginávamos. Primeiro fizemos um setlist gigantesco, com todas as músicas e então fomos peneirando. Queremos levar pro palco músicas que as pessoas gostariam de ver a gente cantando juntos e, principalmente, músicas que se mesclam umas às outras de forma orgânica”.

O que esperar da Warner Bros Discovery?


Andie Carolina

Que a televisão sempre foi o maior meio de comunicação e entretenimento ao redor do mundo, todo mundo já sabe. Filmes, novelas, séries, programas de auditório, telejornais, esportes, reality shows, todo tipo de conteúdo tinha o seu público cativo em frente à telinha diariamente. Mas foi-se o tempo em que a televisão aberta ou fechada era o suficiente para informar e divertir a população.

Os anos passaram, as gerações mudaram e hoje, o que domina a preferência de jovens e adultos, são as plataformas de streaming, ou seja, serviços de assinatura onde os usuários encontram os mais diversos tipos de produções, sejam elas originais ou compradas de outras empresas. É evidente que a maior delas, durante um bom período de tempo, foi a Netflix. A poderosa americana caiu no gosto do público e ganhou não apenas milhares de assinantes ao redor do planeta, como também admiradores e fãs de carteirinha de suas produções. Além disso, ela foi a responsável por lançar novos talentos tanto na atuação quanto na produção e direção.

Mas o reinado da “Tudum” se vê cada dia mais ameaçado. Isso porque, novos serviços de streaming foram surgindo ao longo do tempo e também conquistaram o coração do público. A popularidade da Amazon Prime Video, da HBO Max, da Disney Plus, da Star+, da Apple TV e até mesmo da brasileira Globoplay, é inegável. E agora, com a queda no número de assinaturas e até mesmo no valor de suas ações na bolsa de valores, a Netflix tem mais um motivo para se preocupar: o lançamento da Warner Bros Discovery.

Lucro bilionário

A fusão das duas gigantes do entretenimento foi anunciado no dia 11 de abril e causou verdadeiro frenesi na mídia especializada. E também causou um rebuliço entre os membros das duas equipes. Os desdobramentos desta junção resultaram em demissões, realocação de funções e novas contratações. E claro, em muito dinheiro envolvido. É estimado que a nova megaempresa terá um lucro de 3 bilhões já no primeiro ano de suas operações.

Milhões de assinantes

Porém, os executivos da Warner Bros Discovery estão conscientes que a corrida pela audiência contra as plataformas consagradas será bastante acirrada. Isso porque, mesmo em um período de crise, a Netflix conta com 222 milhões de assinantes e a Disney Plus, já conta com 96 milhões de usuários (e esse número tende a crescer cada vez mais). Então, como se igual ou até mesmo passar essas duas empresas no gosto do público?

Segundo o CEO da empresa, David Zaslav, a principal aposta deles serão os conteúdos originais, dentro dos modelos cinematográficos e televisivos (produzidos pela Warner) e os não roteirizados, no melhor estilo vida real (produzidos pela Discovery). A intenção é dar oportunidade para novos escritores que trabalham de forma independente. Além disso, os assinantes do novo serviço de streaming também terão acesso a conteúdos esportivos (como a transmissão das Olimpíadas) e outros voltados gastronomia, casa e decoração, ciências, o mundo animal e conteúdos premium de séries e filmes originais, produzidos pela HBO.

Ou seja, tem tudo mesmo para ser um enorme sucesso! O lançamento oficial da Warner Bros Discovery ocorreu no último dia 18 de maio, em um megaevento no Madison Square Garden, em Nova York.

Andie Carolina é graduada em Publicidade e Propaganda. E, apaixonada por música, séries, televisão e cinema. Instagram: @AndieCarolinaP

Rádio Carvalho News: entretenimento e informação em um só lugar


Isabelle Carvalho

Se você deseja encontrar música, notícias atualizadas e vídeos, a Rádio Carvalho News pode ser uma ótima opção para a sua rotina. Hoje em dia, existem diversos aplicativos e sites com esse tipo de serviço, mas dificilmente é possível encontrar um que agregue esses três conteúdos.

Na correria do dia a dia, sabemos o quanto é complicado parar para ler uma matéria ou assistir ao jornal na televisão. No entanto, é crucial nos dias atuais nos mantermos informados sobre acontecimentos diários da nossa cidade, país e mundo. Além disso, a rádio também conta com conteúdo sobre esporte. 

Você pode acessar o veículo através do site www.radiocarvalhonews.com.br ou baixar o aplicativo na play store do seu celular. A plataforma combina entretenimento e informação em um só meio. Enquanto você ouve suas músicas preferidas, pode se atualizar dos assuntos mais relevantes do dia. 

Ao acessar o link, você pode ter acesso à programação semanal. De domingo a sábado, você encontrará os programas “Adora Top”, “Diante do Altar”, “Estação Louvor”, “Gospel Hits”, “Para Adorar” (O melhor do gospel e da palavra do Senhor), “Review Gospel”, “Super Manhã”, “Café com Notícias”, “Mandou Bem” (As músicas mais pedidas de ouvintes de todo Brasil), “Music Pop” (O melhor do pop nacional e internacional), “Nitro Music”, “Jornal é Notícia” (notícias, previsão do tempo, esporte e muito mais), “Conexão Notícia” (as principais notícias do Brasil e do mundo), “Pop Play” (as 12 músicas mais tocadas do segmento pop), “Super Mais” (programa com conteúdo diversificado), “RCN Entrevista”, “Super Tarde”, “Super Hits”, “Retro Hits” (as músicas que foram sucesso em todo Brasil), “Sem Parar”, “Super 10” (os melhores sucessos do momento), “The Music of Time” (uma viagem pelas mais lindas canções para recordar os melhores momentos da sua vida)  e “Você que Manda”. 

Lá também estão videoclipes de variados gêneros musicais. A rádio consegue evocar os melhores elementos das rádios tradicionais para uma plataforma moderna e atualizada. Com ela, você terá acesso a vários tipos de conteúdos de qualidade a qualquer momento do seu dia. A programação diversificada pode te acompanhar em muitas atividades da sua rotina e também atrai diferentes públicos ao abordar múltiplos assuntos. Religião, atualidades, esportes e uma diversidade de músicas, tudo isso em um só lugar. 

Isabelle Carvalho é carioca, tem 27 anos, sendo graduada em Jornalismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Também é graduada em Cinema. Além de possuir especialização em Jornalismo Cultural, é apaixonada por cultura, cinema, ciência e atualidades.

Cinco séries de terror para quem ama o gênero


Isabelle Carvalho

Existe uma quantidade enorme de produções de terror nos variados catálogos das plataformas de streaming. Difícil é encontrar um título que realmente seja bom dentre os tantos presentes.

O gênero tem seus fãs, já os filmes e séries que vêm sendo desenvolvidos nos últimos anos… Nem tanto assim. É quase raro achar uma obra interessante e que aborde o horror de forma inteligente e que, de fato, assuste. Por isso, separamos algumas indicações de produções para você que é um amante do terror. Vamos a elas:

Antologias A Maldição da Residência Hill, A Maldição da Mansão Bly e Missa da Meia Noite

As três temporadas, criadas pelo diretor Mike Flanagan, são originais Netflix e o terror funciona como seus planos de fundo. Com roteiro e técnicas impecáveis, as antologias – sem ligações umas com as outras, exceto por alguns atores que aparecem em mais de uma temporada – utilizam o horror como meio para tratar de assuntos bem humanos.

Como vem sendo bastante feito ultimamente por nomes como Ari Aster, Robert Eggers e Jordan Peele, o sobrenatural funciona quase como uma metáfora para retratar temas angustiantes aqui mesmo no mundo terreno. Há fantasmas, monstros e sustos, assim como cenas bem aterrorizantes, mas o que assusta mesmo é a percepção da finitude da vida, a angústia do passar do tempo, a incapacidade de se afastar de um vício, a vida interrompida, a fé cega ou a falta completa dela. Tais assuntos permeiam de maneira belíssima essas três produções. São personagens assombrados por fantasmas que, na maioria das vezes, são memórias.

 

Padre Paul encontra o vampiro. Foto: divulgação

O Exorcista

Uma releitura do clássico filme O Exorcista, a série – original do Prime Video –  não é tão assustadora quanto o filme e talvez seja até um pouco superficial quando comparada com seu referencial. No entanto, ela não deixa de assustar.

O padre Tomás Ortega (Alfonso Herrera) e o padre Marcus Keane (Ben Daniels) encontram-se para lidar com um caso de possessão demoníaca que aflige uma família da comunidade local. Apesar de serem bem diferentes, inclusive nas opiniões, os dois unem forças para enfrentarem essa força sobrenatural. A série é bem feita e conta com cenas bem tenebrosas. 

Marianne

A série francesa tem apenas uma temporada, conta com oito episódios, e foi cancelada pela Netflix após sua exibição. Apesar disso, a produção vale muito a pena, pois é uma das mais assustadoras da atualidade. A obra conta a história de Emma, uma escritora de sucesso que escreve livros de terror.

Suas narrativas, no entanto, foram inspiradas em sua cidade natal, para onde ela retorna e precisa lidar com imagens assustadoras que começam a se revelar memórias. Com personagens interessantes, incluindo a bruxa Marianne, a série é muito bem sucedida em criar uma atmosfera de crescente tensão em um cenário gélido e sombrio. Também conta com cenas bem aterrorizantes e fortes. 

Servant

A série, original da plataforma Apple TV+, não é um terror explícito, está mais para um thriller bastante sombrio e incômodo. Todos os seus aspectos técnicos e de narrativa convergem para criar um perfeito terror psicológico que vai mexer com a sua cabeça.

A produção acompanha o casal Dorothy e Sean Turner que contrata Leanne para ser babá de seu filho. No entanto, o bebê na verdade é um boneco, utilizado para que os dois conseguissem superar um trauma do passado. Com a chegada da babá, acontecimentos estranhos passam a acontecer, criando um mistério que com certeza irá te viciar. 

The Outsider

Quando falamos de terror, é claro que não poderia faltar ele, o mestre do horror: Stephen King. The Outsider – original da HBO – tem apenas uma temporada e foi cancelada.

Apesar disso, seus dez episódios são ótimos e conseguem finalizar o arco da história perfeitamente. Baseada em uma obra de King, a série une o suspense de um crime ao sobrenatural. Ela se passa em uma cidade dos Estados Unidos onde um garoto de onze anos é assassinado. Diante de tantas evidências, o detetive Ralph Anderson prende o treinador de beisebol.

No entanto, ele surpreende-se ao descobrir que o suspeito estava a mais de cem quilômetros de distância de onde o crime teria acontecido. Há um mistério intrigante enaltecido pelos ótimos aspectos técnicos da produção, além de atuações excelentes. 

Isabelle Carvalho é carioca, tem 27 anos, sendo graduada em Jornalismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Também é graduada em Cinema. Além de possuir especialização em Jornalismo Cultural, é apaixonada por cultura, cinema, ciência e atualidades.