Itabuna: município terá hospital materno infantil


Marcelo Carvalho

Uma excelente notícia para Itabuna e região! O município vai ganhar um hospital materno-infantil. A novidade foi confirmada na última quarta-feira, dia 14, pelo secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas, durante a celebração dos 100 dias de governo municipal, em solenidade de ocorreu no Teatro Municipal Candinha Dórea. A unidade já havia sido anunciada pelo prefeito Augusto Castro (PSD).

Vilas-Boas afirmou também que o governador Rui Costa já está ciente do projeto e garantiu integral apoio na construção da unidade hospitalar, cujo projeto ainda não tem data para ser iniciado.

100 dias de gestão

O prefeito Augusto Castro realizou diversas melhorias na cidade, entre elas na área da saúde. Itabuna recebeu novos leitos de UTI Covid, que foram instalados no Hospital de Base, na Santa Casa de Misericórdia e o Hospital de Campanha.

Vilas-Boas lembrou que no enfrentamento a esta pandemia, considera por ele a maior do século, a Prefeitura de Itabuna concretizou ações importantes. “A primeira de grande impacto foi a criação do Hospital de Campanha. E, em breve, haverá a solução dos problemas no atendimento materno-infantil”, frisou  o secretário.

O secretário estadual da Saúde também afirmou que em maio será inaugurado um Hospital Materno-Infantil de Ilhéus, com dez de UTIs neonatal, 15 semi-intensivas neonatal, cirurgias ginecológicas e pediátricas. “Teremos um dos maiores complexos materno infantil da Bahia. Haverá um novo cenário da assistência obstétrica do Estado”, disse.

Apesar da sinalização do Ministério da Saúde, Bahia não confirma início de vacinação nesta segunda


Previsão é de que posicionamento final seja divulgado ao longo do dia

Thais Paim

Após sinalização do Ministério da Saúde para início da vacinação contra a Covid-19 nesta segunda-feira (18), a expectativa se tornou grande em diversos estados e na Bahia não seria diferente. Até o momento, o governo não confirmou se vai iniciar a aplicação de doses do imunizante ainda hoje. 

A vacinação estava marcada para começar na quarta-feira (20), mas a pasta federal antecipou e abriu possibilidade para que os estados iniciem logo após receber as doses, que já começaram a ser distribuídas a alguns estados. 

O secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, afirmou não ter recebido documento oficial sobre a autorização de antecipação, até o momento. Além disso, segundo ele, o voo com as doses para a Bahia estava previsto para sair de São Paulo, inicialmente, às 8h50min, mas o horário foi mudado para as 18h. 

Com isso, ele afirmou que: “Se for assim, dificilmente haverá possibilidade de iniciar hoje na Bahia”. 

A Bahia não está entre os 10 primeiros estados a receberem as doses. Serão destinadas 319.520 doses das 6 milhões disponíveis no Brasil, de acordo com informações do G1 Bem Estar. 

“O importante é fazer a distribuição com muita cautela e responsabilidade. São produtos imunobiológicos perecíveis que necessitam cuidado especial. Além da questão de segurança”, completou Vilas-Boas.

Secretário da Saúde da Bahia diz que atual comportamento da pandemia impede realização do Enem


Posicionamento foi compartilhado através das redes sociais

Thais Paim

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) está se aproximando e a pressão para que a prova seja adiada novamente aumenta. O motivo? O agravamento da pandemia do novo coronavírus em diversos estados do Brasil, com o crescimento do número de casos e óbitos pela doença. Nesta terça-feira (12), foi a vez do secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, se posicionar e apoiar o movimento que pede um novo adiamento das provas. 

O Enem, marcado para os próximos dois domingos (17 e 24) acontecerá presencialmente, apesar de entidades médicas, políticos, associações científicas e estudantes cobrarem uma nova mudança na data das provas. O exame estava inicialmente previsto para novembro de 2020. 

Em sua rede social, o titular da Sesab fez uma publicação em que argumenta que o comportamento da pandemia em todo o Brasil impede que o exame seja realizado.  

“O comportamento assimétrico e de franca expansão da pandemia no Brasil impede a realização do ENEM na data de 17 de janeiro de 2021. Em praticamente todos os Estados do Brasil diversas regiões de saúde apresentam alto risco de transmissão da COVID-19”, afirmou Vilas-Boas no Twitter. 

Ele seguiu afirmando que “diante do iminente início do processo de vacinação da população brasileira, entendemos ser oportuno e necessário prorrogar a realização do exame”. Além disso, a hashtag #adiaenem também foi usada por ele. 

Além do secretário da Saúde da Bahia, senadores e deputados baianos têm se manifestado a favor do adiamento da prova. 

Por sua vez, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), ligado ao Ministério da Educação e responsável pelas provas, não pretende mudar as datas.

Cirurgias eletivas na Bahia são suspensas pela Sesab


Decisão tem provocado reações de funcionários dos hospitais

Thais Paim

Um anuncio feito recentemente pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) tem provocado insatisfação de alguns funcionários. O motivo? A determinação de que todas as cirurgias eletivas nos hospitais estaduais da Bahia estão suspensas por prazo indeterminado. 

De acordo com a gestão, o motivo é de que os leitos e recursos estão sendo remanejados para o combate e atendimento de pacientes com coronavírus. Apesar da justificativa, as críticas seguem. 

A decisão, tomada na semana passada, provocou reações. Um exemplo dessa movimentação foi uma manifestação feita na frente do hospital Dia do Hospital Roberto Santos (HGRS), no Cabula, em Salvador, após os funcionários da unidade receberem aviso prévio. O ato aconteceu na manhã desta segunda-feira (4). 

O secretário da Saúde, Fábio Vilas-Boas, concedeu uma entrevista ao Jornal da Manhã e explicou que a decisão atinge várias unidades estaduais e também foi adotada em outros estados do país. De acordo com ele, os procedimentos eletivos podem “tranquilamente ser remarcados”.

No caso específico do Hospital Roberto Santos o atendimento está suspenso por prazo indeterminado, e a gestão vai “reavaliar o funcionamento do hospital dentro do perfil de toda a região de saúde leste com inauguração de várias outras unidades”.

Além disso, os pacientes que tinham cirurgias agendadas já estão sendo informados sobre a necessidade de suspensão do procedimento, de forma temporária, de acordo com a Sesab. Valendo lembrar que as outras atividades do hospital continuam funcionando normalmente.

Governo da Bahia anuncia realização da fase 3 de testes da vacina Sputnik V


Anúncio foi feito na manhã desta quinta-feira (17)

Thaís Paim

Alguns estados já têm se posicionado sobre a busca e interesse de contratos com empresas que estão produzindo vacinas contra o novo coronavírus. Na manhã desta quinta-feira (17) foi a vez do governador da Bahia, Rui Costa, anunciar que a fase 3 de testes da vacina Sputnik V, produzida pelo governo russo, está confirmada no estado. 

O gestor, que fez o anuncio através das redes sociais, revelou que o martelo sobre o assunto foi batido nesta quarta (16), em reunião do governo baiano com representantes do governo da Rússia e da União Química, empresa brasileira que vai produzir as vacinas no Brasil.

Em paralelo aos testes, necessários para que o imunizante receba certificação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a União Química começará, em janeiro, a produção de doses da Sputnik V. 

“Em janeiro a União Química dará início à produção das vacinas para que elas estejam disponíveis assim que a SputnikV for autorizada. Já asseguramos 50 milhões de doses, caso seja necessário fazermos a compra pelo Governo do Estado”, explicou o governador. 

Ainda de acordo com o secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, o objetivo é de que a fabricação comece já no próximo dia 5. A meta é que a vacina esteja disponível assim que for autorizada pela agência reguladora. 

A Bahiafarma vai auxiliar na distribuição da vacina para outros estados e pode também disponibilizar sua estrutura para as etapas finais de produção da substância, de acordo com as informações divulgadas pelo governador. 

“Precisamos da vacina e vamos continuar trabalhando incansavelmente para que baianas e baianos sejam imunizados!”, concluiu Costa. 

Sobre a fase 3

Essa semana o laboratório russo Gamaleya revelou que a Sputnik V possui eficácia de 91,4% contra a Covid-19 . O percentual vem dos dados finais da fase 3 de ensaios clínicos.

Foram analisados números de 22.714 voluntários, dos quais 78 apresentaram Covid-19. O laboratório afirmou que destes, 62 faziam parte do grupo de controle, que recebe um placebo no lugar da vacina.

O imunizante também protegeu os voluntários da forma grave da doença em 100% dos casos. Entre os pacientes que receberam o placebo e se infectaram, 20 apresentaram sintomas graves.