Salvador está entre as dez maiores economias do Brasil, mas perde liderança no Nordeste


Capital baiana é ultrapassada por Fortaleza

Dados divulgados pelo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que Salvador está entre as dez economias mais importantes do país. Atualmente, a capital baiana ocupa a 9ª posição entre as capitais com o maior Produto Interno Bruto (PIB), equivalente a R$ 63,5 bilhões, mas acabou perdendo o posto para a capital do Ceará.

Os dados usados para o levantamento são referentes ao ano de 2018 e foram divulgados nesta quarta-feira (16). Mesmo não tendo mais o maior PIB do Nordeste, a capital ainda concentra boa parte de toda a riqueza produzida na Bahia, com 22,19%, seguida por Camaçari (8,32%) e Feira de Santana (5,13%). 

Segundo o titular da Secretaria de Turismo do Estado da Bahia (Sedur), Sérgio Guanabara, os dados não retratam os investimentos estruturantes realizados pela Prefeitura no âmbito do programa Salvador 360 e que foram imprescindíveis para a transformação da cidade. 

“A Prefeitura criou o maior e mais robusto plano macroeconômico desenvolvido em nossa capital, voltado para a ativação da economia e geração de emprego. Os reflexos desse programa serão revelados mais à frente, no PIB de 2019/2020. Novos vetores de desenvolvimento foram criados em nossa cidade, a exemplo do HUB Salvador, Centro de Convenções e do inovador Polo de Economia Criativa”, afirma Guanabara. 

O motivo para a perda da posição se explica por causa da retração da indústria em Salvador, com a queda de participação do setor de serviços soteropolitanos na Bahia, no Nordeste e no país, segundo o IBGE. 

Outros dados apontados pelo IBGE e que exibem um bom desempenho são: 

Os maiores valores do setor agropecuário em 2018, com destaques para o algodão e a soja, foram registrados nas cidades de São Desidério (R$ 2,5 bilhões) e Formosa do Rio Preto (R$ 1,8 bilhão). 

Quase três em cada 10 cidades baianas tiveram a administração pública representando mais da metade do produto interno bruto: 109 cidades das 417, ou 26,1% do total.

Instituto do Autismo está sendo construído em Feira de Santana


As obras de construção do Instituto do Autismo, em Feira de Santana, já foram iniciadas. De acordo com o site Bom Dia Feira, parte da estrutura de alvenaria do equipamento já está sendo levantada.

Segundo informações dos censo realizado em escolas, creches e centros de referência, em 2016, cerca de 736 pessoas foram diagnosticadas como portadoras do espectro do autismo em Feira de Santana.

O Instituto do Autismo terá consultórios médico e odontológico, salas de terapia ocupacional, psicopedagogia, salas de cultura e multiuso, biblioteca, cozinha, refeitório e sala para aulas de karatê.

Mulher presa com 1.091 porções de droga


Uma mulher com 1.091 porções de drogas foi presa em flagrante (28/2) pelos Motociclistas do Pelotão Especial Tático Ostensivo (Peto) da 65ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Feira de Santana). A traficante Maria Telma Oliveira dos Santos foi localizada, após operação realizada no Conjunto Feira IV.

Os militares faziam abordagens a veículos e transeuntes, no bairro, quando a criminosa tentou passar com algumas sacolas. Durante revista foram encontrados 966 trouxas de maconha, 118 pinos de cocaína e sete pedras grandes de cocaína. Maria e todos os entorpecentes foram apresentados na Central de Flagrantes, localizada no bairro Sobradinho.

“Sabemos da movimentação de traficantes nesta região e estamos ampliando as ações de abordagem, patrulhamento ostensivo e preventivo”, informou o comandante do Policiamento na Região Leste, coronel Luziel Andrade.

DH de Feira triplica número de homicidas capturados


A Delegacia de Homicídios (DH) de Feira de Santana, segunda maior cidade da Bahia, triplicou o número de assassinos presos entre janeiro e dezembro (até o dia 15) de 2016, numa comparação com o mesmo período do ano passado. O número saltou de 16 flagrantes para 59, representando um aumento de 268%. A unidade, subordinada ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, sediado em Salvador, tem como titular o delegado Gustavo Ameno. Neste ano o município recebeu 28 novos policiais civis (9 delegados e 19 investigadores) para reforçar as ações de inteligência naquela região.

Entre os principais homicidas presos em 2016 estão Aldair José Azevedo de Santana, o ‘Dai Gordo’, e Marcus Vinícius Vitória Ramos, mais conhecido como ‘Vini’. Ambos tinham envolvimento com o tráfico de drogas e participação em assassinatos e em alguns casos de tentativa de homicídio. Outra captura relevante foi a de Ronílson de Jesus Souza, o ‘Toré’, que trabalhava como segurança e atuava em um grupo de extermínio.

1 (3)
Feira Santana: ações de inteligência e prisões de homicidas Foto: Carlos Augusto Oliveira da Silva

Foi um ano de muito trabalho e quero agradecer o empenho de todos os policiais desta unidade e dos colegas das delegacias de Tóxicos e Entorpecentes, Repressão a Furtos e Roubos e da 1ª Coordenadoria de Polícia do Interior, além da parceria com a Polícia Militar”, ressaltou Ameno. Acrescentou que o diálogo e bom relacionamento motivou os efetivos a se unirem para melhoria do serviço prestado à população feirense.

Outros dados que comprovam o bom trabalho desempenhado pela DH/Feira são os de inquéritos remetidos geral e com autoria. Eles aumentaram, respectivamente, em 58,3% e 102,8%. “Sabemos que a maioria destas mortes têm ligação direta com o tráfico de drogas e em 2017 fecharemos ainda mais o cerco contra essas organizações criminosas”, concluiu o delegado.