Cabelos bonitos e saudáveis e uma estima alta


Marcelo Carvalho

Primeiramente, no “vale tudo” para manter a auto estima em dia, cuidar da saúde e do bem estar dos cabelos é essencial para homens e mulheres. Nessa tarefa um bom cabeleireiro pode ajudar e muito.

Além disso, o profissional capilar, que pode atuar em salões de beleza ou mesmo de forma autônoma, alia talento, criatividade, bons produtos, simpatia para literalmente dar “um tapa” no visual da clientela.

Porém, engana-se quem acredita que a vida deste “artista” não possui desafios. “A carreira requer muito comprometimento e dedicação, além de um olhar atento às tendências”, esclarece o cabeleireiro Fábio Silva.

O amazonense revela que aprendeu a profissão aos 13 anos. ” Foi minha primeira profissão”, conta ele que após um período decidiu atuar como modelo e dançarino, indo trabalhar na distante China. “Fiquei lá por dois anos”, lembra.

Ao retornar ao Brasil, Silva decide voltar a retomar a profissão que tanto amava e monta o seu próprio negócio. “Estou há 13 anos na profissão, auxiliando os clientes a manterem sua estima elevada”, comemora.

Nesse interim, o profissional garante que esse trabalho lhe traz uma sensação muito boa. “É gratificante fazer o que se gosta e conseguir tirar dali o seu próprio sustento”, afirma.

O empresário, Fábio Silva, em frente ao seu salão Lufaro Studio Hair. Foto: arquivo pessoal

O Sucesso na Profissão

Celso Kamura, Anh Cotran, Marco Antonio de Braggi, Marcos Proença, bem como, Rodrigo Cintra são algumas das nossas referências quando o assunto é cabelos. Eles são os famosos hair stylists, que além de fazer os mesmos cortes e procedimentos que o cabeleireiro, trabalham como consultores de imagem.

Nesse sentido, os cabeleireiros conhecem os cortes e procedimentos existentes e os aplicam nos clientes, normalmente, como são solicitados.

Por isso. mesmo é importante buscar inovações e aperfeiçoamento profissional para ficar sempre a par das novas técnicas e produtos lançados e produtos lançados. “Tem que amar verdadeiramente a profissão, pois o cabeleireiro cria arte e trabalha com a sensibilidade, a autoestima e até mesmo os sonhos das pessoas”, finaliza Silva.

Uma das “obras” do cabeleireiro Fábio Silva. Foto: arquivo pessoal

Saiba Mais

Origem do Dia do Barbeiro

Essa data comemorativa foi instituída através da Lei nº 12.592, de 18 de janeiro de 2012. No seu artigo 5º, consta que a mesma deve ser comemorada no dia da promulgação da lei.

Acontece que a lei foi promulgada no dia 18, mas se tornou comum considerá-la no dia seguinte. Isso porque no artigo 6º consta que a lei entra em vigor na data da sua publicação, o que aconteceu em 19 de janeiro.

Enfim, o mesmo acontece com as comemorações relativas aos dias do barbeiro, esteticista, manicure, pedicure, depilador e maquiador.

Cursos de Cabeleireiro

https://www.institutoloreal.com.br/curso/curso-de-cabeleireiro-intensivo/

https://www.institutomix.com.br/cursos/cursos-de-beleza

https://mundodecursos.com.br/curso-cabeleireiro-senac/

Dia dos Namorados: o amor esta no ar


Junho chegou e com ele o Dia dos Namorados. Nos Estados Unidos a comemoração ocorre em 14 de fevereiro, Dia de São Valentim (Valentine’s Day). Aqui no Brasil, a celebração ocorre no dia 12 de junho, véspera do Dia de Santo Antônio. Muitos afirmam que o Dia dos Namorados é puramente comercial. Felizmente, ainda há os que aproveitam a oportunidade para celebrar o amor com suas caras metades.

Wolney Rodrigues é uma dessas pessoas. “O Dia dos Namorados é especial por ser uma chance de comemorar o momento que minha esposa Cristina e eu selamos o nosso amor”, comemora.

Wolney Rodrigues, Cristina Côbo e Davi Luís: união selada Foto: arquivo pessoal
Wolney Rodrigues, Cristina Côbo e Davi Luís: união selada Foto: arquivo pessoal

A estudante Dáleth Silva também da muito valor à data. “Este dia representa o amor, a união do casal, sendo especial para nós por sabermos que temos alguém para podermos compartilhar esse momento maravilhoso”, define.

Infelizmente, há aqueles que não guardam boas recordações da celebração. A auxiliar de tesouraria L. T. de São Paulo confessa que desenvolveu uma certa fobia pelo Dia dos Namorados. “Já levei três foras de ex-namorados nessa data… foi traumático”, lamenta.

Dáleth e Magno planejam uma comemoração especial. Foto: arquivo pessoal
Dáleth e Magno: dia especial. Foto: arquivo pessoal

A psicóloga Rejane Barbosa Henrique da Silva alerta que é importante ter consciência do valor que nos damos, por isso é necessário que a pessoa esteja bem consigo mesma e não buscar nos outros algo que precisa ter em si mesma. “Para um relacionamento funcionar é vital que ambos estejam bem e não busquem isso no parceiro (a)”, ensina a especialista.

Para os que possuem algum trauma afetivo, a saída é buscar auxilio profissional. “Primeiro a pessoa tem que se curar e só depois ir atras de uma nova relação amorosa, pois a nossa felicidade deve partir de nós e não do outro”, ensina.

Rejane
Rejane Barbosa Foto: arquivo pessoal

Dicas para manter um relacionamento de forma saudável (Por Rejane Barbosa)

  • A pessoa deve estar bem consigo mesma e manter esse sentimento;
  • Estar satisfeito com o que possui;
  • Respeitar o espaço do outro, as diferenças e os defeitos;
  • Precisamos nos amar acima de tudo, pois quando nos amamos somos mais seguros e mantemos nossa estima elevada e:
  • Valorizar também o parceiro ou parceira e não só nesse dia.