Marta atinge marca histórica e se torna a primeira jogadora a fazer gol em 5 Olimpíadas


A seleção brasileira feminina goleou a China por 5 a 0

Thais Paim

Para os amantes do futebol, a abertura do Grupo F dos Jogos Olímpicos de Tóquio trouxe muita emoção. Com uma grande estreia, dois gols de Marta, um ataque envolvente e participativo, com Bia Zaneratto, Debinha e a reserva Andressa Alves também marcando, e a goleira Bárbara brilhando nos momentos mais difíceis, a seleção brasileira feminina goleou a China por 5 a 0. 

O embate aconteceu nesta quarta-feira (21), em Miyagi. O placar repete a melhor estreia brasileira em Olimpíadas, a goleada sobre Camarões em Londres-2012, e mantém a escrita da seleção feminina, que venceu todas as partidas iniciais em suas sete participações nos Jogos.

Marca histórica 

Marta se tornou a primeira jogadora a fazer gol em cinco edições de Olimpíadas. Com os dois que fez na estreia, chegou a 12 na história do torneio, e agora está a apenas dois de igualar a também brasileira Cristiane, a maior artilheira do futebol olímpico – nessa corrida Marta tem a companhia da canadense Christine Sinclair, que fez o gol da sua seleção no empate em 1 a 1 com o Japão e também chegou a 12 nos Jogos. 

Marta poderia ter feito três nesta quarta, mas abriu mão da cobrança de pênalti convertida por Andressa Alves no segundo tempo. Após o jogo, Marta exaltou o espírito de união na equipe: “Aqui não tem vaidade”.

Expectativa para os próximos jogos 

A seleção brasileira volta a campo sábado, às 8h (horário de Brasília), pela segunda rodada do Grupo F, de novo em Miyagi, para enfrentar a Holanda, que também estreou com goleada: 10 a 3 sobre Zâmbia. Depois, o Brasil enfrentará Zâmbia, dia 27, encerrando a fase inicial. 

A primeira rodada do torneio olímpico já teve uma grande surpresa: pelo Grupo G, a Suécia venceu a favorita seleção dos Estados Unidos por 3 a 0; no Grupo F, a Grã-Bretanha estreou derrotando o Chile por 2 a 0. Confira a tabela completa do torneio feminino de futebol nos Jogos de Tóquio.

Primeiro tempo e desempenho 

Com um primeiro tempo praticamente perfeito, o Brasil resistiu à pressão inicial da China, confirmando a confiança de Pia Sundhage no sistema defensivo, e mostrou o “samba style” no ataque, abrindo 2 a 0 em jogadas de muita movimentação do trio Marta-Debinha-Bia Zaneratto. No primeiro gol, aos oito, Debinha cabeceou no travessão, Bia brigou pelo rebote, e a bola sobrou para Marta chutar e fazer seu 11º gol em Olimpíadas. Aos 21, Bia chutou forte, a goleira deu rebote, e Debinha ampliou para o Brasil.

Fonte: G1