WhatsApp testa nova versão web e promete grande diferencial


Anúncio foi feito na última quarta-feira (14) 

Thais Paim

O WhatsApp trouxe uma notícia aguardada por muitos e informou que está realizando um teste que muda o funcionamento de sua versão web. Com a novidade, alguns usuários poderão usar o aplicativo no computador, por exemplo, sem depender do celular, como acontece hoje.

Apesar dessa informação, o smartphone segue sendo o dispositivo principal da conta, mas para usar o WhatsApp no computador, não será mais necessário que o telefone esteja conectado à internet e nem mesmo ligado.

De acordo com as informações fornecidas, será possível acessar o app em até quatro PCs e, em cada um, o WhatsApp funcionará de forma “independente”. No smartphone, no entanto, a conta continua sendo limitada a um só aparelho.

Confira algumas informações importantes sobre essa atualização 

Já está funcionando?

Por enquanto, o teste será restrito a um pequeno grupo de usuários da versão beta do aplicativo, em todo o mundo. Ainda não há previsão para a função ser liberada para todos.

Como era

Antes do teste, ao enviar mensagens do WhatsApp pelo computador, a máquina funcionava somente como um tipo de interface, como se o aplicativo fosse apenas espelhado no PC.

Quem cuida do envio e recebimento de mensagens é o smartphone. Ele é que é responsável pela função de criptografia que embaralha as mensagens e só permite que remetente e destinatário tenham acesso ao conteúdo, por exemplo.

Uma grande dificuldade para quem utiliza esse meio é que quando o celular é desconectado da internet ou fica sem bateria, não é possível continuar usando o aplicativo pelo computador.

Como fica

No teste, o WhatsApp vai usar um sistema para sincronizar as mensagens entre o celular e outros aparelhos conectados, se transformando em um app “multiplataforma”.

Para usar o WhatsApp em um computador, continuará sendo necessário escanear um QR Code a partir do telefone, como acontece atualmente.

Mas haverá um passo a mais antes disso: para vincular o WhatsApp Web ou Desktop à conta do app, será solicitado o desbloqueio biométrico (com reconhecimento facial ou impressão digital) no smartphone.

O objetivo é impedir acessos indesejados, como os que acontecem em clonagem ou roubo de contas.

Fonte: G1 

Beneficiários do Bolsa Família já tem data para começar a receber a 4ª parcela do auxilio emergencial


Após a divulgação do calendário feita pelo Governo Federal, os beneficiários do Bolsa Família já sabem quando o pagamento da quarta parcela do auxílio emergencial vai começar. De acordo com o calendário, o saque começa a ser feito no dia 20 de julho e segue o Número de Identificação Social (NIS) de cada inscrito para receber o auxílio emergencial. O dinheiro será efetuado através da poupança social digital e também em agências da Caixa Econômica Federal.

 

Calendário da quarta parcela o auxílio emergencial

Confira o calendário da quarta parcela do auxílio emergencial do Bolsa Família (de acordo com o número final do NIS)

Número final do NIS / Data de pagamento

  • NIS final 1 / 20 de Julho
  • NIS final 2 / 21 de Julho
  • NIS final 3 / 22 de Julho
  • NIS final 4 / 23 de Julho
  • NIS final 5 / 24 de Julho
  • NIS final 6 / 27 de Julho
  • NIS final 7 / 28 de Julho
  • NIS final 8 / 29 de Julho
  • NIS final 9 / 30 de Julho
  • NIS final 0 / 31 de Julho

Veja se você pode ser excluído da quarta parcela do auxílio emergencial 

Apesar de não ser necessário um novo registro, os beneficiários do auxílio emergencial irão passar por uma nova análise, de acordo com o Ministério da Cidadania. Portanto, para que o seu direito de receber o auxílio emergencial seja mantido, é preciso estar dentro de todos os requisitos. Clique aqui e confira quais são os requisitos para ter direito à quarta parcela do auxílio emergencial.

Para saber mais:

  • auxilio.caixa.gov.br
  • Central de Atendimento CAIXA – 111
  • Central de Atendimento do Ministério da Cidadania – 121
  • twitter.com/caixa
  • facebook.com/caixa
  • instagram.com/caixa

youtube.com/user/canalcaixa

Sisu recebe inscrições a partir de 21 de janeiro


As inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) poderão ser feitas de 21 a 24 de janeiro de 2020. O calendário do processo seletivo do primeiro semestre do ano que vem foi divulgado pelo Ministério da Educação (MEC) no Diário Oficial da União.

O resultado da seleção será divulgado no dia 28 de janeiro e a matrícula dos selecionados deverá ser feita de 29 de janeiro a 4 de fevereiro. Aqueles que não forem selecionados poderão participar da lista de espera também entre os dias 29 de janeiro e 4 de fevereiro.

O Sisu oferece vagas em instituições públicas de ensino superior. A seleção é feita com base no desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Para participar é preciso ter obtido nota acima de zero na redação do exame.

Para o primeiro semestre de 2020 valerão as notas do Enem 2019. Os resultados das provas, que foram aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro serão divulgados em janeiro na página https://enem.inep.gov.br/participante/#!/ e no aplicativo do Enem. Para acessar, é preciso informar CPF e senha. Ao todo, 3,9 milhões de candidatos participaram de pelo menos um dia de prova do Enem.

As regras e a quantidade de vagas que serão oferecidas no ano que vem pelo Sisu ainda não foram divulgadas. No primeiro semestre deste ano, foram ofertadas 235,5 mil vagas em 129 instituições públicas de todo o país.