Cinco séries de terror para quem ama o gênero


Isabelle Carvalho

Existe uma quantidade enorme de produções de terror nos variados catálogos das plataformas de streaming. Difícil é encontrar um título que realmente seja bom dentre os tantos presentes.

O gênero tem seus fãs, já os filmes e séries que vêm sendo desenvolvidos nos últimos anos… Nem tanto assim. É quase raro achar uma obra interessante e que aborde o horror de forma inteligente e que, de fato, assuste. Por isso, separamos algumas indicações de produções para você que é um amante do terror. Vamos a elas:

Antologias A Maldição da Residência Hill, A Maldição da Mansão Bly e Missa da Meia Noite

As três temporadas, criadas pelo diretor Mike Flanagan, são originais Netflix e o terror funciona como seus planos de fundo. Com roteiro e técnicas impecáveis, as antologias – sem ligações umas com as outras, exceto por alguns atores que aparecem em mais de uma temporada – utilizam o horror como meio para tratar de assuntos bem humanos.

Como vem sendo bastante feito ultimamente por nomes como Ari Aster, Robert Eggers e Jordan Peele, o sobrenatural funciona quase como uma metáfora para retratar temas angustiantes aqui mesmo no mundo terreno. Há fantasmas, monstros e sustos, assim como cenas bem aterrorizantes, mas o que assusta mesmo é a percepção da finitude da vida, a angústia do passar do tempo, a incapacidade de se afastar de um vício, a vida interrompida, a fé cega ou a falta completa dela. Tais assuntos permeiam de maneira belíssima essas três produções. São personagens assombrados por fantasmas que, na maioria das vezes, são memórias.

 

Padre Paul encontra o vampiro. Foto: divulgação

O Exorcista

Uma releitura do clássico filme O Exorcista, a série – original do Prime Video –  não é tão assustadora quanto o filme e talvez seja até um pouco superficial quando comparada com seu referencial. No entanto, ela não deixa de assustar.

O padre Tomás Ortega (Alfonso Herrera) e o padre Marcus Keane (Ben Daniels) encontram-se para lidar com um caso de possessão demoníaca que aflige uma família da comunidade local. Apesar de serem bem diferentes, inclusive nas opiniões, os dois unem forças para enfrentarem essa força sobrenatural. A série é bem feita e conta com cenas bem tenebrosas. 

Marianne

A série francesa tem apenas uma temporada, conta com oito episódios, e foi cancelada pela Netflix após sua exibição. Apesar disso, a produção vale muito a pena, pois é uma das mais assustadoras da atualidade. A obra conta a história de Emma, uma escritora de sucesso que escreve livros de terror.

Suas narrativas, no entanto, foram inspiradas em sua cidade natal, para onde ela retorna e precisa lidar com imagens assustadoras que começam a se revelar memórias. Com personagens interessantes, incluindo a bruxa Marianne, a série é muito bem sucedida em criar uma atmosfera de crescente tensão em um cenário gélido e sombrio. Também conta com cenas bem aterrorizantes e fortes. 

Servant

A série, original da plataforma Apple TV+, não é um terror explícito, está mais para um thriller bastante sombrio e incômodo. Todos os seus aspectos técnicos e de narrativa convergem para criar um perfeito terror psicológico que vai mexer com a sua cabeça.

A produção acompanha o casal Dorothy e Sean Turner que contrata Leanne para ser babá de seu filho. No entanto, o bebê na verdade é um boneco, utilizado para que os dois conseguissem superar um trauma do passado. Com a chegada da babá, acontecimentos estranhos passam a acontecer, criando um mistério que com certeza irá te viciar. 

The Outsider

Quando falamos de terror, é claro que não poderia faltar ele, o mestre do horror: Stephen King. The Outsider – original da HBO – tem apenas uma temporada e foi cancelada.

Apesar disso, seus dez episódios são ótimos e conseguem finalizar o arco da história perfeitamente. Baseada em uma obra de King, a série une o suspense de um crime ao sobrenatural. Ela se passa em uma cidade dos Estados Unidos onde um garoto de onze anos é assassinado. Diante de tantas evidências, o detetive Ralph Anderson prende o treinador de beisebol.

No entanto, ele surpreende-se ao descobrir que o suspeito estava a mais de cem quilômetros de distância de onde o crime teria acontecido. Há um mistério intrigante enaltecido pelos ótimos aspectos técnicos da produção, além de atuações excelentes. 

Isabelle Carvalho é carioca, tem 27 anos, sendo graduada em Jornalismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Também é graduada em Cinema. Além de possuir especialização em Jornalismo Cultural, é apaixonada por cultura, cinema, ciência e atualidades.

Após muitas críticas, HBO Max será refeito do zero para consertar todos as falhas


Usuários ficaram muito insatisfeitos com erros da plataforma

Thais Paim

Apesar de estar no Brasil há dois meses, HBO Max desagradou a quase todos os usuários devido a diversos problemas, de som, imagens e outros, que dificultam bastante a navegação no aplicativo.

Pensando em reverter essa situação, Warner Media confirmou que tanto o aplicativo quanto o site serão refeitos do zero para atender às reclamações dos assinantes e tentar consertar todos os erros de utilização.

Em entrevista à Vulture, o responsável pelo anúncio informou que os problemas deverão começar a ser solucionados ainda nos próximos dias, mas que a reformulação completa deve ser lançada nos próximos meses.

“Vamos substituir todos os aplicativos de TV conectados nos próximos quatro ou cinco meses. Ele será extremamente melhor do que o atual e terá uma interface sofisticada, legal e sexy”, garantiu ele.

HBO Max

O HBO Max é o mais novo serviço de streaming do canal HBO. A plataforma foi anunciada oficialmente em outubro de 2018 e oferece um grande catálogo de filmes e séries para seus assinantes.

Além das próprias atrações do canal e conteúdo original, o catálogo do HBO Max conta com produções da Warner Bros., New Line Cinema, DC Entertainment e dos canais TBS, CW, TNT, Cartoon Network e Adult Swim, entre outros que fazem parte do conglomerado WarnerMedia.

Algumas das  principais atrações do HBO Max são Friends, Um Maluco no Pedaço, Pretty Little Liars e as produções do canal The CW, com destaque para as séries do Arrowverso, como The Flash, Supergirl e Arrow.

Fonte: Ei nerd!

Autor de Game of Thrones fala sobre final da série e revela que ‘as coisas saíram um pouco do controle’


Martin comentou sobre possível diferença no desfecho dos livros

Thais Paim

Quem acompanhou o final da série de Game of Thrones provavelmente sabe de toda polêmica e insatisfação dos fãs. A boa notícia é que o escritor George R. R. Martin revelou que os livros terão um desfecho diferente do que foi apresentado no seriado. 

Durante entrevista para o canal WTTW de Chicago, Martin comentou um pouco sobre os seus planos e disse que não foi planejado que os showrunners fossem muito além dos cinco livros originais lançados. “As coisas saíram um pouco do controle”, afirma.

O autor também se mostrou muito grato pelo sucesso de Game of Thrones nas telinhas e revelou que o desfecho da HBO não era bem o que ele esperava e que, com isso, sente um pesar por não conseguir finalizar a escrita rápido o suficiente.

“Eu já tinha quatro livros publicados. […] E são livros imensos, como você sabe. Eu nunca pensei que eles iriam me alcançar, mas eles conseguiram. Eles me alcançaram e me ultrapassaram e, você sabe, isso tornou tudo um pouco estranho – porque agora, a série estava à minha frente e estava indo em direções bem diferentes”.

Polêmica sobre o fim da série 

Para os fãs, essa explicação parece representar uma boa notícia. O que resta saber é se o final proposto pelo autor será inédito e satisfatório o suficiente para o encerramento da saga.

A produção audiovisual é, provavelmente, a maior série de TV já produzida até hoje. A história é uma adaptação da série de livros As Crônicas de Gelo e Fogo, do escritor americano George R.R. Martin.

A trama se passa em um mundo que em um primeiro momento pode lembrar a Terra-Média de O Senhor dos Anéis, mas logo revela sua verdadeira face.

O continente de Westeros foi governado por 300 anos pelos reis da dinastia Targaryen, uma família vinda das terras distantes da antiga Valyria e famosa pelo domínio de dragões, que estão extintos há pelo menos 1000 anos.

Game of Thrones teve oito temporadas, exibidas originalmente entre 2011 e 2019. Séries derivadas estão em produção no momento.