Ibicaraí: Faculdade Montenegro é descredenciada pelo Mec


A Faculdade Montenegro foi descredenciada pelo Ministério da Educação (MEC). A determinação consta em portaria publicada na edição da última sexta-feira (26/10) do Diário Oficial da União. A instituição, localizada na cidade de Ibicaraí, no sul da Bahia, teve desativados dos cursos de Pedagogia, Educação Física, Secretariado Executivo e Turismo.

Em 2017, o MEC já havia determinado a suspensão, em caráter liminar do ingresso de novos alunos na instituição. De acordo com o MEC, uma faculdade que é descredenciada deixa de ser considerada uma Instituição de Educação Superior (IES), mas não impede ela de existir como ofertante de cursos livres.

As determinações ocorreram, conforme o MEC, por conta de irregularidades na instituição como, por exemplo, o oferecimento de educação superior sem autorização do MEC, terceirização de atividades, incluindo cursos livres equivocadamente caracterizados como de extensão, diplomação de estudantes cuja formação ocorreu em desconformidade com a legislação educacional e expedição de diplomas para alunos não declarados no Censo da Educação Superior.

Ainda segundo a publicação, a faculdade tem até 45 dias, a partir da publicação da portaria, para enviar ao MEC uma lista dos alunos com data de previsão da conclusão do curso. O MEC esclarece que, na hipótese de constatação da impossibilidade de transferência dos estudantes para outra instituição, a Faculdade Montenegro continuará a ofertar os cursos até a conclusão dos estudantes. Foto: divulgação

Com informações do G1

Ibicaraí: CRAS realiza encontro do grupo ‘Felicidade não tem idade’


O Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Ibicaraí, para dar inicio aos festejos juninos preparou um encontro animado, com muita pipoca e músicas juninas. O espaço foi decorado com bandeirolas coloridas, que tomaram conta do Cras. Os participantes dançaram quadrilha e fizeram apresentações para mostrar seus talentos e participaram de brincadeiras, com a participação especial da estagiária de Assistência Social Rebeca Oliveira, que demonstrou todo seu talento, profissionalismo e empenho para a realização desse evento, que contou com a participação dos profissionais de Educação Física Alexson Silva e Alan, além da nutricionista Francine Melo, que palestraram sobre o tema Qualidade de Vida na Terceira Idade, e deram um show de conhecimento para os presentes.

De acordo com a coordenadora Edcarla Reis, os eventos são realizados justamente para motivar os idosos, com intuito de elevar a autoestima. Os temas trabalhados com os grupos estão relacionados com a convivência social, comunitária e familiar, para promover momentos de lazer, cultura e comemorações de datas especiais como o São João e Carnaval. O evento contou ainda com  a participação do grupo de geração e renda do CRAS.

capa

“Agradeço a toda equipe do CRAS pela organização do evento, ao prefeito Lenildo Santana e a secretaria de Assistência Social Ângela Rodrigues Santana, que nos deram total apoio para a realização de tudo isso”, destacou a coordenadora.

A coordenadora pedagógica Evanice Santos falou da alegria de ver os grupos do Cras tão unidos em prol do encontro. “Fico muito feliz por ver esses grupos se divertindo. Aproveito para parabenizar a todos que estiveram imbuídos nesse evento e aos grupos pela união. Agradeço a toda equipe do CRAS pela organização dessa ação. Estou muito feliz por tudo”, disse Evanice.

Para a  Assistente Social do Cras Evaniela Dias, é gratificante o trabalho da equipe do CRAS e garante resultados positivos para a sociedade. “São ações como esta que, além de reviver a cultura da festa junina, também dá oportunidade aos grupos de apresentar para sociedade o que está sendo ofertado no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos”, lembrou Evaniela.

Estiveram presentes, além dos idosos do grupo Felicidade não tem Idade, o grupo de Geração de Renda do Cras e as funcionárias do Cras Rosiclicia Leite, Iara Santos, Diones Moura, Edna Oliveira, Ligia Freitas, Maria do Bordado, Evanice Santos e Rosana Santos.

Passagem da Tocha Olímpica movimenta Sul baiano


Por volta das quinze horas do último sábado (21), o comboio da tocha olímpica Rio 2016, entrou no município de Ibicaraí na Bahia, e, logo foi saudado por atletas de capoeira com seus timbaus e birimbaus, em seguida, foi à vez dos representantes do candomblé, que saudaram a todos e em especial ao fogo olímpico com banho de pipoca e água de cheiro, desejando há todos muito axé.

O fogo olímpico chegou à Terra Santa, pelas mãos de três alunos do colégio Estadual Eduardo Spínola, também estava presente na recepção, o prefeito Lenildo Santana acompanhado do Deputado Estadual Rosemberg Pinto, de vereadores, do prefeito de Firmino Alves Lero Cunha, de secretários de governo e varias outras autoridades regionais.

Durante todo o percurso, aconteceram apresentações, por parte do alunado das redes estaduais, municipais e particulares de ensino, sempre com o tema voltado para os jogos olímpicos.

Foram os condutores, Raimunda do Correio, Alexon Silva, Joel Gomes, Maria Raimunda, Julival Pereira, Cassio e finalizando e grande campeão Pompilio Céo Neto, todos muito aplaudidos em seus percursos.

Em Itabuna, o revezamento da Tocha Olímpica foi repleto de emoção e alegria.  Desde que o símbolo das Olimpíadas Rio 2016 chegou à Vila Olímpica Professor Everaldo Cardoso, no São Caetano, em todo o percurso de cerca de 5,5 quilômetros atletas condutores e o público pode ver um pouco da diversidade oferecido pela Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC).

Adriely Valter, primeira grávida a conduzir a Tocha
Adriely Valter, primeira grávida a conduzir a Tocha

O evento contemplou a participação de cinco personalidades locais indicadas pelo prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, diante do destacado trabalho de cada um e do empenho e incentivo à prática de esportes ou mesmo pelos resultados alcançados como desportistas. Nesta lista, entraram a professora Oscarlina Magalhães Silva (Kalila), uma das maiores incentivadoras do esporte e atleta de Vôlei do Grapiúna Tênis Clube; Maruse Dantas Xavier, nadadora premiada nacionalmente; Pedro Sebastião Filho (Pedro das Medalhas), medalhista do Atletismo nacional e participante de maratonas; Paulo Roberto da Silva Rezende (Paulão), ex-atleta de Handebol; e Dinamar Guimarães, chefe da Força Tarefa Local que preparou a cidade para o evento.

O momento da passagem da Tocha Olímpica por Ilhéus foi uma oportunidade de mostrar à população e visitantes o potencial artístico-cultural desta terra. No decorrer dos 5,8 quilômetros do percurso, foram realizadas apresentações de diversos segmentos culturais, como as baianas estilizadas, rodas de capoeira, grupos afro e indígena, e talentos da dança e música locais. Na praia do Cristo, a Tocha foi recepcionada pelo show inédito da Orquestra de Berimbau, atração recém-lançada pela Secretaria Municipal de Cultura (Secult).

A Orquestra de Berimbaus emocionou o público com a interpretação do hino nacional no momento em que a Tocha Olímpica chegou à praia do Cristo. A banda é formada por músicos de vários grupos de capoeira, apoiados por meio do programa Calendário da Capoeira, da Secult, que, desde 2014, apoia eventos, projetos e iniciativas voltadas a esse esporte.

Outra manifestação bastante aplaudida pelo público foi a do grupo indígena Paranã, formado por jovens da aldeia Tupinambá, que se apresentou no palco principal, na Avenida Soares Lopes, antes da chegada da Tocha Olímpica. Outro grupo oriundo de Olivença que também se apresentou foi o da Festa do Divino, que atraiu o público com suas bandeiras e cânticos.

Grande parte das atividades realizadas integra programas desenvolvidos pela Secretaria de Cultura. Para o secretário Paulo Atto, “tivemos a oportunidade de dar visibilidade às ações que já empreendemos na secretaria, e momentos emocionantes marcaram o evento com as nossas apresentações artísticas e culturais. Na ocasião, o lançamento da Orquestra de Berimbaus foi um dos pontos altos da festa”.

O secretário de Esporte e Turismo, Josenaldo Cerqueira, que chefiou a força-tarefa local do revezamento, destacou o apoio de todos envolvidos para o êxito do evento. “Temos que agradecer o empenho de todas as equipes envolvidas, tanto no governo como na sociedade civil. Houve um trabalho conjunto de todas as secretarias, e outros apoiadores como as forças policiais, voluntários, enfim, todos aqueles que se empenharam para que conseguíssemos realizar um belo evento”, concluiu.

 

Ibicaraí: CRAS de Ibicaraí e Vila Santa Isabel realizam aula inaugural


A Prefeitura de Ibicaraí, através da Secretaria Municipal de Assistência Social e do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), realizou na tarde de segunda feira, 18, a abertura oficial das oficinas de Corte de Costura, Pintura, Patchwork (arte de costura com retalhos), Patch Apliquê (técnica que consiste em usar tecidos para decorar tecidos), Tapeçaria, Bordado, Pintura e Feltro.

Ao todo, 137 pessoas estão matriculadas nas diversas oficinas, que serão coordenadas pelos profissionais do CRAS Diones Moura, Edna Oliveira, Ligia Freitas, Maria Santos e Maria de Fátima Figueiredo. Vale lembrar que os cursos são oferecidos gratuitamente para toda comunidade local.

Além do atendimento diário e encaminhamento dos usuários aos serviços assistenciais, começam as oficinas que integram e capacitam a comunidade. Podem participar das atividades pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social ou que já sejam acompanhadas nos Centros de Referência de Assistência Social.

cras-dest
Foto: Antônio Lima

A Coordenadora do Cras, Edcarla Reis, disse que o objetivo principal das oficinas está no desenvolvimento das habilidades manuais e coordenação motora do aluno, oferecendo lugar concomitantemente a novas opções de fonte de renda e também permitir as pessoas a se expressarem e descobrirem as próprias aptidões. “Olhos atentos e anotações sobre tudo que as monitoras ensinam. De segunda-feira a sexta-feira, das 08:00 às 11:30h; e a tarde de 13:30h às 16:30h. Não percam os horários e as aulas”, disse Edcarla.

“O curso tem como objetivo estimular as habilidades artísticas dos alunos, além de ser uma forma de geração de renda”, disse a Monitora Diones Moura.

Estiveram presentes a abertura a coordenadora Edcarla Reis; as coordenadoras pedagógica Evanice Santos e Rosalia Amorim; as monitoras Diones Moura, Edna Oliveira, Maria de Fátima, Maria Santos e Ligia Freitas; as psicólogas Juliana Henrique e Genilda Neta; a assistente social Evaniela Dias; as recepcionistas Clicia Leite e Iara Santos e diversas alunas de vários bairros e distritos.

Ibicaraí: consórcio Litoral Sul assinará convênio com a SEMA


Com o propósito de dar andamento aos projetos de ordem, pública e privada, estará sendo assinado na próxima quarta-feira (18), em Salvador, com a Secretaria de Meio Ambiente do Estado da Bahia, o primeiro convênio do Consórcio de Desenvolvimento Sustentável – Litoral Sul para Fiscalização e Licenciamento Ambiental nos municípios consociados. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (11), pelo presidente da Amurc e do CDS, Lenildo Santana, durante uma Reunião de Trabalho com os prefeitos associados a entidade municipalista e os consorciados do Consórcio CDS-LS.

O acordo tem a finalidade de simplificar o tempo gasto para requerer uma Licença Ambiental, que agora, em parceria com a Sema, os técnicos não precisarão se deslocar para a capital baiana a fim de acompanhar o processo de licenciamento de empreendimentos na região. Segundo Lenildo, o Licenciamento Ambiental é importante, não apenas no que diz respeito aos empreendimentos privados, mas também os empreendimentos das obras públicas, que precisam no seu andamento ter licenças, a exemplo de habitação, drenagem, esgoto, serviços de água, reflorestamento, desmatamento de área para efeito de plantios, dentre outros.

amurc-dest
Foto: Ascom Amurc

Após a assinatura do convênio, será montada a estrutura do CDS – Litoral Sul para dar início às ações do Consórcio, que tem como objetivo, potencializar a resolução de problemas em comuns, a exemplo das ações para a revitalização da Bacia do Rio Cachoeira, através do Programa de Desenvolvimento Ambiental (PDA), que prevê a cooperação técnica e financeira para a realização das atividades de licenciamento e fiscalização ambiental.

Amurc

Ainda durante a reunião, o presidente da entidade municipalista apresentou o andamento das ações municipalistas, entre elas, a Proposta de Emenda à Constituição (Pec – 341/2013), que aumenta em 2% o valor da base de calculo do FPM, ainda será apreciada pela Câmara dos Deputados e pelo Senado Federal. Embora não seja um aumento que venha solucionar o problema financeiro dos municípios, os gestores acreditam que qualquer incremento nas receitas municipais é sempre bem vindo.

A partir do mês de julho, a Amurc, em parceria com a Universidade Estadual de Santa Cruz – Uesc estará levando aos municípios do Território Litoral Sul, o Programa AGIR (Apoio Gerencial e Institucional às Prefeituras da Região), com a participação dos secretários municipais, que estarão apresentando as melhores práticas da Gestão Pública, além de desenvolver compromisso e fortalecer conceitos em prol da gestão municipal e dos arranjos de desenvolvimento econômico, social e cultura regional.

No mesmo período, a entidade estará retomando as Reuniões Ordinárias Itinerantes com a participação de prefeitos, visando discutir as pautas municipalistas e as demandas de cada localidade, a fim de criar condições de atendimento a esses pleitos. O encontro mensal é realizado pela entidade desde a gestão do ex-presidente Cláudio Dourado, com o propósito de fortalecer o associativismo entre os gestores municipais, tendo em vista um instrumento importante no fortalecimento dos governos locais, através da execução de ações em conjunto.

Fonte: Ascom Amurc