Ilhéus: em quatro dias, 6.020 idosos foram vacinados


Marcelo Carvalho

A secretaria de saúde da Prefeitura de Ilhéus (Sesau) informou que 6.020 idosos foram vacinados em Ilhéus na última semana, dentro de um período de quatro dias.

A pasta, sob a chancela do secretário Geraldo Magela, destaca a proatividade da saúde de Ilhéus no combate à Covid-19, com a rápida realização da aplicação das vacinas, que já alcança o público de idosos a partir dos 66 anos.

“A Sesab monitora os municípios que estão realizando com eficiência a vacinação, de modo que só enviam novas remessas de doses na medida em que há o escoamento das doses recebidas. No nosso caso, recebemos novas doses toda semana, justamente porque as equipes de vacinação estão em campo vacinando o maior número possível de ilheenses, de acordo com o plano municipal de imunização”, declarou Magela.

A distribuição das doses em Ilhéus está acontecendo à medida que chegam as novas remessas repassadas pelo estado ao município, de acordo com o plano municipal de imunização e as fases previstas, com divulgação do cronograma de aplicação, realizada pela Sesau, semana a semana.

Idosos e mulheres da mesma família terão prioridade para receber auxílio


Parte da população aguarda com muita expectativa que o auxílio emergencial enfim entre em vigor. Já está definido que trabalhadores idosos e mulheres terão prioridade para receber o pagamento de R$600,00 nas famílias com renda até três salários mínimos (R$ 3.135), segundo minuta do decreto presidencial que trata do tema. A lei permite que duas pessoas por família possam receber o benefício.

Na sequência de prioridades, vêm os membros com menor renda individual e , por fim, considerando a ordem alfabética no primeiro nome, se necessário, para fins de desempate. O decreto faz parte do processo para permitirá a distribuição dos recursos para trabalhadores autônomos e informais, possivelmente a partir da próxima semana.

O texto determina que a autodeclaração dos trabalhadores informais que não aparecem nos cadastros do governo não garantirá a esses trabalhadores direito automático ao recebimento do auxílio emergencial. Eles serão obrigados a aguardar a análise dos dados prestados para pôr a mão no dinheiro. A exigência consta da minuta do decreto que traz os detalhes da implementação da medida. Por isso, eles serão os últimos a serem contemplados

O decreto define trabalhador informal como qualquer pessoa inscrita no Cadastro de Pessoa Física – CPF com idade superior a 18 anos, seja empregado, autônomo ou desempregado, de qualquer natureza, inclusive intermitente inativo e que tenha feito inscrito no CadÚnico ou que for fazer a autodeclaração. Neste caso, serão contemplados, trabalhador por conta própria; empregado sem carteira de trabalho assinada; trabalhador doméstico sem carteira de trabalho assinada; ou desempregado que não tenha direito ao programa do seguro-desemprego.

No caso da mulher provedora da família — que tem direito a duas cotas do auxílio — o decreto esclarece o grupo familiar não pode ter cônjuge ou companheiro, com pelo menos uma criança ou adolescente, independentemente dos demais componentes da família, se houver.

O pagamento do auxílio será feito exclusivamente pela Caixa Econômica Federal. A Caixa terá que oferecer um aplicativo, como plataforma digital, para que os interessados possam se apresentar. Caberá ao banco informar se essas pessoas podem receber o auxílio e disponibilizar o telefone para orientar as pessoas a auxiliar o uso do aplicativo. O Ministério da Cidadania vai ser comandar o pagamento e a Dataprev, fazer o cruzamento de dados dos beneficiários.

Coronavírus faz sua primeira vítima no Brasil


O coronavírus faz sua primeira vítima no Brasil. A informação foi divulgada pela Secretaria de Saúde de SP na manhã desta terça-feira. Segundo órgão, a vítima seria um homem, com 62 anos, com histórico de diabetes, hipertensão e hiperplasia prostática, que estava internado em hospital particular. Essa informação é do site G1.

O Ministério da Saúde confirmou o primeiro óbito no Brasil relacionado ao Covid-19. Mais informações serão divulgadas na coletiva de Imprensa da Secretaria Estadual de São Paulo, às 13h, e demais comunicados na do Ministério da Saúde, às 16h.

Mais informações serão divulgadas ainda hoje, em uma coletiva de imprensa, pelo secretário de estado José Henrique Germann e pelo infectologista David Uip, coordenador do Centro de Contingência contra coronavírus em São Paulo.

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), decretou hoje estado de emergência pelo coronavírus na cidade. A decisão foi publicada no Diário Oficial. Segundo a prefeitura, a medida permite a dispensa de licitação para aquisição de bens e serviços destinados ao combate à doença.

Covas ainda anunciou que está de mudança para o edifício Matarazzo, sede da prefeitura, no Viaduto do Chá, para acompanhar o avanço do coronavírus.

Até a manhã desta terça-feira, o Brasil tinha 301 casos confirmados do novo coronavírus, segundo as secretarias estaduais. No entanto, de acordo com o Ministério da Saúde, divulgado ontem à tarde, são 234 infectados.

Só em São Paulo, segundo último boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde, há 152 casos confirmados por coronavírus. Estado ainda contabiliza 1.177 suspeitos e 623 descartados.

Cras Itapé promove baile e leva idosos a praia


O Centro de Referência e Assistência Social de Itapé – CRAS – está com uma programação bastante movimentada. No próximo dia 14, o órgão realizará um baile de confraternização dos grupos Maturidade Ativa e Protagonismo Social. O evento será uma festa Retrô para recordar os melhores hits e sucessos que marcaram a época dos anos de 1960.

Passar o dia na praia é o desejo de muita gente. Pensando nisso, a equipe do Centro promoveu um passeio à praia de Olivença, no Município de Ilhéus (BA). Participaram da atividade, no dia 01º de dezembro, 45 membros do grupo de idosos Maturidade Ativa.

Ilhéus promove ações no Dia Internacional do Idoso


Cerca de cem pessoas participaram do aulão de zumba e diversas dinâmicas promovidas pela Secretaria de Desenvolvimento Social de Ilhéus (SDS em alusão ao Dia Internacional do Idoso, na segunda-feira (1º), no Ginásio de Esportes Herval Soledade. A iniciativa atendeu idosos dos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), com o objetivo valorizar e trabalhar a autoestima dos participantes.

Segundo o secretário municipal de Desenvolvimento Social, Rubenilton Silva,a SDS realiza diariamente, dentro dos SCFV, atividades que trabalham a autoestima dos idosos, como atividades físicas regulares e cursos de artesanato. “Todo dia é dia do idoso, hoje é o dia internacional, mas devemos cuidar todos os dias para melhorar a qualidade de vida deles”, ressalta.

A ação contou com o apoio da Associação dos Pré-idosos do Sul da Bahia (Aprisul) e do programa de Esporte e Lazer (Pelc) de Ilhéus.

Atenção redobrada com crianças e idosos


Idosos e crianças costumam ser mais vulneráveis a determinadas moléstias, incluindo a dengue, zika e chikungunya, todas transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. Com isso, a preocupação com estas duas parcelas da população deve ser redobrada, defendem especialistas. A causa se deve ao sistema imunológico que protege o organismo contra doenças, mais frágil nesses grupos.

Os sintomas das três doenças, como febre alta, dor de cabeça, dores nas articulações e manchas pelo corpo, são agravados, o que pode ser fatal para muitos idosos. É o que explica o cardiologista e clínico-geral Fábio Akio Nishijuka:

– A febre alta pode levar à desidratação e à insuficiência renal. E esses fatores, em um sistema fisiológico já enfraquecido, podem ser fatais – explica.

Nas crianças, o risco também é grande. Segundo José Henrique Pilotto, médico e pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), os pequenos podem ter convulsão e hemorragia.

– Os idosos têm que ficar em estado de alerta. Desidratação, hemorragia, choque de pressão arterial e pneumonia, agravados pela transmissão do vírus pelo Aedes, têm grandes possibilidades de ocorrerem e levam à morte – constata Pilotto.

Como a maioria dos idosos já possui doenças pré-existentes, como cardiopatias, diabetes, hipertensão e artroses, é importante procurar um médico já nos primeiros sintomas.

As doenças cardiovasculares necessitam de medicamentos que deixam o sangue mais fino. E a dengue, zika e chikungunya podem agravar o quadro de sangramento. Para os pacientes com artrose, a chikungunya agrava os sintomas de dores nas articulações. A zika ainda tem ligação com a Síndrome de Guillain-Barré, uma doença neurológica grave, e causa microcefalia nos bebês ainda no período da gestação.

Foto: divulgação
Foto: divulgação

A demora no diagnóstico aumenta os riscos em idosos e crianças. Os sintomas, como a febre alta, podem se agravar.

– Pessoas com febre alta, por exemplo, que tomam pouco líquido, podem ter desidratação. As três doenças se confundem muito. É preciso um exame físico muito bem feito – ensina Pilotto.

A prevenção das três doenças é a mesma: evitar a picada do mosquito Aedes aegypti contaminado com os vírus. Ajudam muito a mantê-lo longe o uso de roupas escuras e compridas (roupas finas não impedem a picada) e a aplicação de repelentes continuamente (lembrando que somente bebês acima de 6 meses de vida podem usá-los e apenas os que tiverem a substância IR 3535). Outras medidas importantes são, sempre que possível, fechar as janelas, principalmente no início da manhã e no fim da tarde, período de maior atuação do mosquito, ou usar telas de proteção nelas, e se proteger na cama com mosquiteiros.

Mantenha o Aedes afastado com a limpeza de criadouros próximos da sua casa. O inseto usa a água parada para se reproduzir, sobretudo no verão, estação que concentra a maior quantidade de chuva e de umidade..

Pis/Pasep para idosos


Tem dinheiro para os idosos chegando em outubro. O governo vai liberar o saque de contas do PIS/Pasep para homens a partir de 65 anos e mulheres a partir de 62 anos. A medida provisória que prevê a liberação dos saques foi assinada hoje (23) pelo presidente Michel Temer durante cerimônia no Palácio do Planalto.

Pelos cálculos do governo, a liberação deve injetar cerca de R$ 16 bilhões na economia, o que representa 0,25% do Produto Interno Bruto do País (PIB) do país. A medida vai atingir 8 milhões de pessoas, sendo que a maioria tem saldo na conta do PIS/Pasep em torno de R$ 750.

pis2017

O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, explicou que o crédito será feito de forma automática para quem tem conta no Banco do Brasil e na Caixa Econômica Federal. Segundo ele, o calendário de saques será anunciado em breve e haverá ampla divulgação da medida para a população.

“Esses recursos virão em boa hora para ajudar esse início de retomada da economia colocando dinheiro para circular, principalmente para pessoas que realmente necessitam”, disse Dyogo Oliveira.

Mais idosos no mercado formal de trabalho


O número de pessoas entre 50 e 64 anos no mercado formal de trabalho cresceu cerca de 30% entre 2010 e 2015. Segundo dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), divulgados pelo Ministério do Trabalho, em 2010 havia 5,8 milhões trabalhadores com carteira assinada nessa faixa etária, e o número passou para 7,6 milhões em 2015.

Também foi registrado um aumento na participação de trabalhadores com mais de 65 anos, que passou de 361,3 mil em 2010 para 574,1 mil em 2015, um aumento de 58,8%.idoso-trabalhando

Dados da Rais mostram que o setor de serviço é o que tem mais receptividade aos trabalhadores mais velhos. Quase 2,6 milhões de trabalhadores entre 50 a 64 anos estavam empregados com carteira de trabalho nesse segmento em 2015. Outros 200,4 mil tinham mais de 65 anos. No mesmo ano, a administração pública empregava 2,5 milhões de pessoas entre 50 e 64 anos, seguido da indústria de transformação, com 923 mil empregados nessa faixa etária, e do comércio, com 864 mil trabalhadores.

De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), mais de 2 milhões de pessoas de 50 a 64 anos e 99,2 mil com mais de 65 anos perderam o emprego nos últimos 12 meses. No mesmo período, houve 931,4 mil contratações de pessoas nas duas faixas etárias.

O Ministério do Trabalho está estudando a criação de uma nova divisão para cuidar de questões de discriminação, entre elas contra idosos no mercado de trabalho. A expectativa é dar uma atenção maior ao combate ao preconceito no ambiente de trabalho.

Violência contra idosos está aumentando


Um em cada seis idosos é vítima de algum tipo de violência em todo o mundo, mostra relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS) publicado na revista Lancet Global Health. O alerta foi feito para marcar o Dia Mundial da Conscientização da Violência à Pessoa Idosa, lembrado hoje (15).

Segundo o estudo, 16% das pessoas com mais de 60 anos sofreram algum tipo de abuso. Entre os casos, estão negligência e violência psicológica, física e sexual.

Os dados foram coletados de 52 estudos realizados em 28 países e indicam que a violência contra idosos está aumentando. Segundo a OMS, “para os 141 milhões de pessoas idosas no mundo que sofrem com o problema, isso tem um custo individual e coletivo sério”.

idoso bem tratado

A organização estima que, em 2050, o número de idosos vai dobrar, chegando a 2 milhões. A grande maioria estará vivendo em países de baixa e média rendas. Se a proporção de vítimas continuar como atualmente, o número de idosos afetados por abusos ou violência pode alcançar 320 milhões até lá, de acordo com o relatório.

A especialista independente da ONU sobre Direitos Humanos, Rosa Kornfeld-Matte, afirmou que “muitos idosos correm o risco de sofrerem abusos por seus próprios familiares”. Segundo Kornfeld-Matte, a maioria dos casos de acontece de forma discreta e passa despercebida. Ela pediu mais vigilância e mais relatos de casos suspeitos.

A representante da ONU afirmou que “as pessoas não devem fechar os olhos para o destino dos idosos, mesmo quando seja difícil aceitar que a própria família não seja sempre um porto seguro”.

Rosa Kornfeld-Matte pediu a todos que suspeitem de qualquer forma de violência a idosos, incluindo financeira, que denunciem o caso.

A Patrulha do Bem estar entra em ação


A tristeza de estar longe dos familiares deu lugar aos sorrisos estampados nos rostos dos 42 idosos que habitam o abrigo Nosso Lar, em Itapuã. Na tarde desta quinta-feira (22) a ‘Patrulha do Bem’, projeto social da Polícia Militar, levou apresentações musicais e teatro para a instituição.

Maria Damiana Oliveira, 60 anos, manteve a atenção na peça ‘A peleja de João para ser um cidadão’, que discutiu as dificuldades que a vida apresenta. Nativa do município de Alagoinhas, interior do estado, a idosa tirou o pé do chão enquanto a banda cantava antigos sucessos de forró. “Este ano tivemos uma festa junina no lar e me acabei de dançar”, lembrou.

Sucessos como evidências (Chitãozinho e Xororó) e Oceano (Djavan) foram entoados pelo músico Daniel Vieira nesta primeira visita ao local. A solidariedade dos policiais chamou a atenção do cantor convidado pela enfermeira, Nadja Barbosa, esposa do secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa, que já conhecia o serviço prestado no abrigo.

Para ela, madrinha da ‘Patrulha do Bem’, os moradores do abrigo formam uma grande família e merecem momentos de descontração e alegria. “Este lar atende pessoas com diferentes histórias de vida. Algumas trazidas para receberem cuidados, pois seus familiares precisam trabalhar, outras esquecidas”, lamentou.

1 (1)
Foto: SSP

De acordo com o diretor do grupo de teatro da PM, o capitão Elton Santana, a arte deve ser usada para apresentar o trabalho da polícia e ferramenta de transformação. “Hoje usamos nosso dom para trazer alegria e afeto para aqueles que precisam”, concluindo que essa também é uma forma de fazer Segurança Pública.

Com dificuldade de andar, o aposentado, João Nogueira, 80, ficou ouvindo as apresentações no segundo andar do prédio. Ao ver os policiais fardados, ele rememorou os tempos em que usava uniforme, “cheguei ao posto de subtenente do exército”, falou orgulhoso.