Rede social lança nova ferramenta para ajudar usuários a encontrarem emprego


Programa ainda está em fase de testes 

Thais Paim

Se você adora redes sociais, provavelmente vai ficar empolgado com essa notícia. O TikTok lançou recentemente uma plataforma para usuários se candidatarem a vagas de emprego de uma forma diferente e mais descontraída. 

A proposta é que ao em vez do currículo tradicional, os candidatos poderão mandar vídeos curtos para se apresentarem às empresas e, caso realmente gere engajamento, pode surgir uma nova tendência no mercado. 

O programa piloto foi batizado de TikTok Resumes e ainda está na fase de teste, que acontecerá no dia 31 de julho e ficará restrito a vagas oferecidas por empresas nos Estados Unidos. 

Os recrutadores podem publicar as ofertas de emprego no site criado pela rede social, e os usuários podem se inscrever enviando um vídeo com a hashtag #TikTokResumes, ao estilo das novas comunicações.

Segundo a rede social, 37 empresas, incluindo o TikTok, já estão destacando suas vagas de emprego no site. Na página, os candidatos são orientados a não incluírem dados pessoais, como número de telefone e e-mail, nos vídeos.

“O TikTok Resumes está oficialmente aberto e aceitando currículos de vídeo do TikTok”, disse o chefe global de marketing da rede social, Nick Tran.

“Estamos honrados por podermos fazer parceria com algumas das marcas mais admiradas e emergentes do mundo, enquanto testamos uma nova maneira para os candidatos a empregos mostrarem suas experiências e habilidades de maneiras criativas e autênticas”, acrescentou.

Como os seguidores receberam a notícia 

Nick Tran afirmou que a hashtag #CareerTok já é muito popular entre os usuários. “Mal podemos esperar para ver como a comunidade vai adotar o TikTok Resumes e ajudar a reimaginar o recrutamento e a descoberta de empregos”, afirmou.

Ainda segundo informações, empresas como a cadeia de restaurantes Chipotle, a marca de roupas Abercrombie & Fitch, a plataforma de comércio eletrônico Shopify e a varejista Target são algumas das que estão usando o recurso para recrutar jovens com menos de 25 anos.

A expectativa da Chipotle é de que essa nova iniciativa ajude a recrutar 15.000 funcionários adicionais.

Veja como os pratos típicos são oportunidade de negócio durante todo o ano


Senai está oferecendo minicursos on-line 

Thais Paim

Se você está sem uma fonte de renda ou já tem um negócio do setor de alimentos, o São João em casa pode representar uma oportunidade para todo o ano. Em 2020, foi registrado recorde no número de novos Microempreendedores Individuais (MEIs) em cinco anos: 2,6 milhões. Desses, 106 mil são do setor Fornecimento de Alimentos para Consumo Domiciliar, o terceiro setor com maior crescimento em comparação com 2019. 

Pensando em ajudar os empreendedores de todas as regiões do país a se profissionalizarem e não perderem a ocasião, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) está com minicursos on-line e gratuitos de comidas típicas em uma nova plataforma de capacitação em vídeos, chamada SENAI Play.

Sobre a plataforma 

Além das receitas, o aluno também aprende boas práticas de fabricação e mise en place – etapa importantíssima do preparo, de organização dos ingredientes nas quantidades corretas. Os cursos têm de duas a 19 horas de duração e incluem até um momento de perguntas e respostas para garantir que o futuro chef esteja preparado.

Na lista dos cursos oferecidos na plataforma do SENAI Play, também aparecem ingredientes e pratos dignos de polêmica. Quem nunca entrou em uma discussão “é macaxeira, mandioca ou aipim?”, que também tem o nome de castelinha, uaipi, mandioca-doce, mandioca-mansa, maniva, maniveira, pão-de-pobre, mandioca-brava e mandioca-amarga. E se apresenta como um ingrediente versátil e capaz de render diversos pratos.

O milho, por exemplo, é ingrediente obrigatório no cardápio junino. E tem uma explicação: junho é o mês da colheita de cereal – e quem ajuda nessa missão, garantindo as chuvas no período que antecede, é São Pedro, um dos três santos homenageados no período, ao lado de São João e Santo Antônio. Pamonha, canjica, cuscuz, pipoca, milho cozido e bolo de milho são alguns dos doces e salgados mais consumidos.

Símbolo da cultura nordestina, o forrozeiro Genival Lacerda cantava sobre “o mungunzá bom danado”, uma das iguarias que migrou da região e recebeu outros nomes, como manguzá, mukunza, mucunzá, canjica e chá de burro.

Fonte: Portal da Indústria 

Esperando uma oportunidade? Feirão da Caixa com 180 mil imóveis começa nesta sexta-feira


Evento online acontece até dia 04 de julho 

Thais Paim

A Caixa Econômica iniciou hoje (25) o 1º Feirão Digital da Casa Própria da Caixa Econômica Federal (CEF), que terá imóveis com possibilidade de financiamento total – ou seja, de 100%, sem pagamento de entrada e com carência de até 6 meses para iniciar o pagamento das prestações.

A abertura do site foi realizada às 10 horas e estará disponível até 4 de julho, e vai oferecer cerca de 180 mil imóveis em todo o país, com a participação de mais de 800 construtoras, segundo o banco. A expectativa é que o evento movimente cerca de R$ 10 bilhões em novos negócios.

Quer participar, mas não sabe como? Confira as principais dúvidas 

Como acessar

O acesso ao evento poderá ser feito entre os dias 25 de junho e 4 de julho, pelo http://www.caixa.gov.br/feirao.

Quem poder participar

Todas as pessoas interessadas em adquirir um imóvel, além de existir opções para todos os públicos.

Imóveis ofertados 

Serão ofertados 180 mil imóveis novos e mais de 6 mil imóveis Caixa, localizados em todo o país.

Taxas e condições

Para a compra dos 6 mil imóveis Caixa, será possível financiar até 100% do valor, com taxas a partir de TR + 2,5% ao ano + poupança. O prazo de financiamento é de até 35 anos. Nesta modalidade o cliente também poderá optar por carência de 6 meses para início do pagamento da parcela de juros e amortização. Esses imóveis serão anunciados com um valor mínimo, e o comprador será aquele que apresentar a maior proposta.

Para os demais imóveis, o financiamento será em até 35 anos, com taxas a partir de TR + 3,35% ao ano + poupança. Também será possível optar por um prazo de carência de 6 meses para início do pagamento da parcela de juros e amortização. No caso desses imóveis, cabe negociação. Os interessados poderão apresentar à incorporadora uma proposta com valor abaixo do anunciado.

Prédio da Caixa Econômica. Foto: Marcelo Camargo Agência Brasil

Como participar?

É preciso acessar o site do feirão e ter o aplicativo Habitação Caixa no celular.

Para imóveis Caixa:

Acesse http://www.caixa.gov.br/feirao

Clique em “Pesquise seu imóvel”

Após encontrar sua casa própria, clique em “Simule seu financiamento”

Decidiu que vai comprar? Apresente sua proposta on-line e participe das disputas. Você será direcionado ao portal “X Imóveis” (www.caixa.gov.br/ximoveis), para cadastro e formalização da proposta.

Para os demais imóveis:

Acesse http://www.caixa.gov.br/feirao

Clique em “Pesquise seu imóvel”

Após encontrar sua casa própria, clique em “Simule seu financiamento”

Solicite atendimento do vendedor através do chat

Decidiu que vai comprar? Solicite atendimento de um correspondente Caixa Aqui através do chat, e envie sua proposta pelo app Caixa Habitação.

Fonte: G1 (Foto capa: Tânia Rego Agência Brasil)

Programa Cidadão Digital tem inscrições abertas até 20 de abril


Não é possível transformar a internet em um lugar mais seguro e cidadão se não envolvermos quem está ocupando de fato esses espaços digitais. 86% dos brasileiros entre 9 e 17 anos estão conectados à internet, ante 70% da média geral. É o percentual mais alto entre as faixas etárias no país, segundo a pesquisa TIC Kids Online Brasil 2018, saltando para 94% entre os adolescentes de 15 a 17 anos de idade.

É por isso que nós da SaferNet Brasil, ONG referência na defesa e na promoção dos direitos humanos na internet, buscamos colocá-los no centro de nossas atividades.  Por meio do nosso curso EAD, voltado para educadores da rede pública de ensino, já impactamos mais de 2 milhões de brasileiros em idade escolar. Agora, queremos ampliar o alcance das ações de conscientização sobre o uso responsável e crítico da internet através da formação de jovens multiplicadores em todo o país.

Assim nasceu o programa Cidadão Digital, uma parceria da SaferNet com o Facebook, que pretende democratizar o acesso a informações sobre educação, bem-estar e segurança na internet por meio de ações de mobilização online e atividades presenciais lideradas por jovens mobilizadores nascidos na era digital. De maio a dezembro de 2020*, 10 jovens selecionados receberão formação, mentorias e uma bolsa mensal para atuarem como embaixadores do projeto em sua região. As inscrições para o processo seletivo estão abertas. Escolas e projetos sociais podem cadastrar suas instituições para receberem ações dos jovens selecionados.

Se você tem entre 19 e 25 anos e se interessa por temas relacionados à cidadania digital, não deixe de se inscrever! Se conhece alguém que tenha esse perfil ou tem uma base de seguidores que pode fazer essa oportunidade chegar a mais pessoas, compartilhe nas suas redes sociais ou e-mail.

Falar sobre cidadania digital de um jeito simples, didático e convidativo é um desafio que a gente abraça diariamente em ações e campanhas realizadas com nossos parceiros, como o #ÉDaMinhaConta, de combate ao bullying,  o #DigitalSemPressão, sobre bem-estar digital e o #PareaSextorsão. O programa Cidadão Digital é mais um movimento nesse caminho. E, mais uma vez, a gente conta com você.

Equipe SaferNet Brasil

 

SAIBA MAIS SOBRE O PROGRAMA CIDADÃO DIGITAL

O que é o programa?

É um projeto SaferNet Brasil com o apoio do Facebook para formação de jovens multiplicadores na área de cidadania e educação digital.

Até  dezembro de 2020, jovens de 10 UFs atuarão nas suas comunidades, desenvolvendo estratégias de mobilização digital e atividades presenciais em escolas e projetos sociais.

Quem pode se inscrever?

Jovens de 19 a 25 anos que estejam cursando ou possuam ensino superior ou que tenham uma atuação reconhecida como mobilizador social na sua região.

A ficha da inscrição está em www.safernet.org.br/cidadania-digital e segue até o dia 20/04*.

Como funciona a seleção?

Para a primeira etapa, após a análise das fichas de inscrição, 30 jovens serão convidados para a próxima fase. Eles participarão de webinars com especialistas da área de bem-estar, cidadania e segurança digitais.

Após essa etapa, serão selecionados os 10 jovens, que serão embaixadores do projeto.

O que o embaixador fará?

Após passar pela formação e mentoria com especialistas na área de checagem de informação, bem-estar, educação e segurança digital, eles desenvolverão estratégias de mobilização e promoverão atividades presenciais* e online.

Cada embaixador receberá uma bolsa auxílio mensal de até R$ 1.500,00 durante o programa.

Não posso me inscrever no programa, mas gostaria de participar ou ajudar de alguma forma. É possível?

Sim! Se você é influenciador, compartilhe a convocação para as inscrições do programa entre seus seguidores marcando a @safernetbr. Se você é educador, divida a oportunidade entre seus alunos e registra sua escola para receber as atividades do programa. Se você é mobilizador, divulgue a iniciativa nas suas redes sociais.

*As ações presenciais ocorrerão em cronograma ajustado a partir da reabertura oficial das instituições, seguindo normas do Ministério da Saúde em relação à Covid-19.

Ilhéus: prefeitura abre inscrições para credenciamento de bandas e artistas


A Prefeitura de Ilhéus, por meio da Secretaria Municipal da Cultura e do Turismo (Secult) publicou o edital de chamamento público para o credenciamento de serviços artístico-culturais, no biênio 2019-2020. As inscrições tiveram início em 25 de novembro e se estenderão até 4 de setembro 2020. Contudo, os interessados em participar do calendário de eventos ainda deste ano devem se inscrever até o dia 15 de dezembro.

O chamamento visa credenciar Grupos Artísticos e Culturais, Bandas e Blocos Afro para compor a programação artística-cultural do Réveillon, Puxada do Mastro, Lavagem da Escadaria da Catedral, Carnaval Cultural, Aniversário da Cidade, São João dos Bairros, Semana Jorge Amado de Cultura e Arte, Projeto Seis e Meia e projetos e atividades apoiados pela Prefeitura.

Baixe Aqui os Documentos e Edital

Itapé: Prefeitura firma parceria com o Cebrac


A Prefeitura Municipal de Itapé, através da Secretaria da Educação e Cultura, firmou uma parceria com o Centro Brasileiro de Cursos (CEBRAC) de Itabuna. A escola profissionalizante estará nos dias 8 a 11 de abril realizando uma pesquisa. Os participantes concorrerão a treinamentos gratuitos  e a bolsas de estudos de até 70%. Maiores informações poderão ser obtidas através dos telefones (73)9884-6231 ou 9914-5989.

Caravana de Oportunidades chega a Itapé


Uma excelente notícia para você que sonha em ingressar numa universidade ou está em busca de um emprego. A instituição de ensino Unime Itabuna, em parceria com a Prefeitura Municipal de Itapé, através da Secretaria da Educação, promove mais uma edição da Caravana de Oportunidades.

Jeferson Evangelista, Luzinete Miranda, Lariceia Correia e Narjara Morais. Foto: divulgação
Jeferson Evangelista, Luzinete Miranda, Lariceia Correia e Narjara Morais(D). Foto: divulgação

O evento será realizado na próxima sexta-feira, dia 14, a partir das 9h, no Centro Educacional de Itapé, localizado à Rua Bernardo de Andrade, 106 – Centro – Itapé. Para participar, basta doar 1kg de alimento não perecível. Segundo informações da organização da Caravana, com apenas uma redação é possível se matricular, concorrer a vagas de emprego, bem como, obter ofertas especiais de matrícula e bolsas de estudos.

Atrações do evento:

#Vestibular solidário;
# Encaminhamento de vagas de emprego;
# Marcação de consulta odontológica e psicológica.

Negros, mulheres e nordestinos são mais afetados pelo desemprego


A taxa de desocupação no Brasil caiu para 11,9% no terceiro trimestre de 2018, mas chega a 14,4% na Região Nordeste, a 13,8% para a população parda e a 14,6% para a preta – grupos raciais definidos na pesquisa conforme a declaração dos entrevistados. Quando analisado o gênero, as mulheres, com 13,6%, têm uma taxa de desemprego maior que a dos homens, de 10,5%.

Os dados foram divulgados hoje (14) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A taxa consta na Pesquisa Nacional Por Amostra de Domicílios Contínua Trimestral (Pnad Contínua Tri). É considerada desocupada a pessoa com mais de 14 anos que procurou emprego e não encontrou.

Quatro estados do Nordeste estão entre os cinco com maior desemprego: Sergipe (17,5%), Alagoas (17,1%), Pernambuco (16,7%) e Bahia (16,2%). Apesar disso, a maior desocupação verificada no terceiro trimestre de 2018 foi no Amapá, onde o percentual chegou a 18,3%.

A Região Sul tem a menor taxa de desocupação do país, com 7,9%, e Santa Catarina é o estado com o menor percentual, de 6,2%. No trimestre anterior, a Região Sul tinha taxa de desocupação de 8,2% e o Nordeste, 14,8%.

Do contingente de 12,5 milhões de pessoas que procuraram emprego e não encontraram, 52,2% eram pardos, 34,7% eram brancos e 12% eram pretos. Tais percentuais diferem da participação de cada um desses grupos na força de trabalho total: pardos (47,9%), brancos (42,5%) e pretos (8,4%).

O IBGE informou ainda que, no terceiro trimestre de 2018, o número de desalentados somou 4,78 milhões de pessoas. O contingente ainda está próximo dos 4,83 milhões contabilizados no segundo trimestre, o maior percentual da série histórica. O IBGE considera desalentado quem está desempregado e desistiu de procurar emprego.

O percentual de pessoas desalentadas chegou a 4,3% e tem sua maior taxa no Maranhão e em Alagoas onde chega a 16,6% e 16%. O Maranhão também tem o menor percentual de trabalhadores com carteira assinada (51,1%).

No terceiro trimestre deste ano, 74,1% dos empregados do setor privado tinham carteira assinada, percentual que ficou estável em relação ao trimestre anterior.

Além de ter a menor taxa de desemprego do país, de 6,2%, Santa Catarina também tem o menor percentual de desalentados, de 0,8%, e o maior percentual de trabalhadores com carteira assinada, de 88,4%.

A taxa de subutilização da força de trabalho no Brasil foi de 24,2%, o que representa 27,3 milhões. Esse número soma quem procurou emprego e não encontrou, quem não procurou, quem procurou e não estava mais disponível para trabalhar e quem trabalha menos de 40 horas por semana e que gostaria de trabalhar mais.

A população ocupada somou 92,6 milhões de pessoas. Esse total tem 67,5% de empregados, 4,8% de empregadores, 25,4% de pessoas que trabalharam por conta própria e 2,4% de trabalhadores familiares auxiliares.

Lojas Riachuelo oferece oportunidades para trainees


A rede de lojas de departamento, Riachuelo, abriu inscrições para o programa de trainees 2018 da companhia. Os interessados podem se cadastrar até 18 de julho pelo site da empresa. As oportunidades estão disponíveis para jovens graduados nos cursos de administração, economia, moda, comunicação, engenharia, dentre outros.

Com duração entre 12 e 18 meses, o programa de trainees da Riachuelo oferece duas possibilidades de carreira: carreira de loja, executivo responsável por uma unidade de negócios; e carreira de produto, executivo responsável pela gestão comercial e negociação de uma linha de produto. É necessário disponibilidade para residir em qualquer região do país.

Partiu Estágio oferece 2.702 vagas


O Governo do Estado abre, nesta quarta-feira (21), 2.702 novas vagas para o Partiu Estágio. O edital do programa, que entra no segundo ano e já contratou 5 mil jovens no serviço público estadual, está disponível para consulta no site da Secretaria da Administração (Saeb). As inscrições podem ser feitas até o dia 12 de março, por meio do site do programa (www.programaestagio.saeb.ba.gov.br). 

O anúncio das vagas foi feito pelo governador Rui Costa, nesta terça (20), durante o #PapoCorreria, transmitido ao vivo pelo Facebook (facebook.com/ruicostaoficial). “O programa é aberto a estudantes de qualquer universidade, seja pública ou privada. São diversas áreas, de engenharia à saúde. Com o Partiu Estágio, nós unificamos a forma de seleção no Estado, com uma inscrição centralizada e dando prioridade a quem mais precisa. Com transparência absoluta, os jovens são selecionados a partir de critérios técnicos”, afirmou Rui.