Itabuna: município terá hospital materno infantil


Marcelo Carvalho

Uma excelente notícia para Itabuna e região! O município vai ganhar um hospital materno-infantil. A novidade foi confirmada na última quarta-feira, dia 14, pelo secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas, durante a celebração dos 100 dias de governo municipal, em solenidade de ocorreu no Teatro Municipal Candinha Dórea. A unidade já havia sido anunciada pelo prefeito Augusto Castro (PSD).

Vilas-Boas afirmou também que o governador Rui Costa já está ciente do projeto e garantiu integral apoio na construção da unidade hospitalar, cujo projeto ainda não tem data para ser iniciado.

100 dias de gestão

O prefeito Augusto Castro realizou diversas melhorias na cidade, entre elas na área da saúde. Itabuna recebeu novos leitos de UTI Covid, que foram instalados no Hospital de Base, na Santa Casa de Misericórdia e o Hospital de Campanha.

Vilas-Boas lembrou que no enfrentamento a esta pandemia, considera por ele a maior do século, a Prefeitura de Itabuna concretizou ações importantes. “A primeira de grande impacto foi a criação do Hospital de Campanha. E, em breve, haverá a solução dos problemas no atendimento materno-infantil”, frisou  o secretário.

O secretário estadual da Saúde também afirmou que em maio será inaugurado um Hospital Materno-Infantil de Ilhéus, com dez de UTIs neonatal, 15 semi-intensivas neonatal, cirurgias ginecológicas e pediátricas. “Teremos um dos maiores complexos materno infantil da Bahia. Haverá um novo cenário da assistência obstétrica do Estado”, disse.

Prefeito Augusto Castro oficializa contrato emergencial do transporte coletivo em Itabuna


Marcelo Carvalho

O prefeito de Itabuna, Augusto Castro, oficializou na manhã da última sexta-feira, 22/01, o contrato emergencial com a Empresa Atlântico Transportes para que o transporte coletivo volte a operar pelo sistema integrado no município. A assinatura ocorreu durante entrevista coletiva de imprensa no Gabinete do Centro Administrativo Firmino Alves. A empresa foi representada pelo gerente operacional do Grupo Atlântico, Adenilson Batista.

O retorno do transporte público por ônibus na cidade acontece após 10 meses de interrupção do serviço em decorrência da pandemia do novo coronavírus. Itabuna foi a única cidade da Bahia a suspender o serviço integralmente, o que gerou problemas aos usuários, com reflexos negativos na atividade econômica, uma vez que o comércio e o setor de serviços também parou.

O prefeito realçou o fato de a população aguardar com serenidade pelo desfecho das tratativas com os empresários. Outra boa notícia, é a garantia do prefeito que a tarifa continua a mesma de R$ 3,70.

O gerente operacional do Grupo Atlântico, Adenilson Batista, informa que a empresa está em fase de instalação de sua sede e organização dos veículos. O próximo passo será se reunir com o Sindicato dos Rodoviários de Itabuna para a contratação da mão-de-obra local, o que inclui motoristas, cobradores e pessoal administrativo e de suporte.

Neste primeiro momento 50 veículos, com acessibilidade, vão operar no sistema integrado nos próximos dias. De acordo com o Secretário de Transporte e Trânsito, Thales Rodrigues da Silva, a expectativa é de que sejam recontratados cerca de 50% dos cobradores e motoristas das duas empresas que operavam o transporte público. “A tendência é ampliar à medida que a demanda for aumentando”, frisou.

Com a proposta de implantar um sistema moderno e de qualidade não somente dos veículos, mas também em todo processo operacional, o secretário anunciou que o aplicativo para celular Sitis (Sistema Integrado de Transporte de Itabuna) estará à disposição dos usuários do transporte coletivo a partir do primeiro dia de retorno do serviço.

“Todos os usuários poderão acompanhar, através do aplicativo, os horários de saída e chegada dos veículos, bem como o itinerário na hora da consulta”, explicou o titular da Settran. Ele realça que com a nova operadora do transporte coletivo a população terá vantagens e segurança em utilizar o serviço, que será fiscalizado pelos agentes da Settran para que opere dentro das normas contratuais.