Falsificador é preso no Rio Grande do Sul com R$ 500 mil em notas falsas


Uma operação da Polícia Civil do Rio Grande do Sul desbaratou um laboratório gráfico que falsificava notas de real em Costa do Sol, na divisa entre Balneário Pinhal e Cidreira, no litoral gaúcho. Durante a ação, que ocorreu na tarde da última terça-feira (27), um homem foi preso em flagrante e foram apreendidas diversas notas falsas de cem reais já prontas para circulação, somando o montante de 500 mil reais.

A Polícia já monitorava indivíduos que passaram notas falsas no comércio da região e chegaram até o local, onde foram encontradas impressoras, tintas e demais insumos para impressão, além das notas falsas já impressas.

O homem preso possui antecedentes por falsificação de moeda nacional e estava foragido, segundo a Polícia Civil. Conforme a investigação, ele teria repassado cerca de 200 mil reais em cédulas falsas à organização criminosa gaúcha. O caso será apresentado à Polícia Federal e agentes da organização vão fazer a perícia no local.

Homem agride “soldado” para defender “Jesus Cristo”


Uma atração com emoções muito fortes. Assim podemos definir a encenação da Paixão de Cristo no município de Nova Hartz, no Rio Grande do Sul, ocorrida no dia 30 último. A cena em que um “soldado romano” machuca “Jesus Cristo” com uma “lança”, transcorria como o ensaiado até que, para surpresa de todos os presentes, um homem invade o palco e dá um golpe de capacete na nuca do “soldado”.
Segundo informações do jornal Panorama, da região do Vale do Paranhana, após a primeira agressão, o invasor ainda trocou socos com outro ator e acabou rendido por outros participantes da peça no próprio palco. Um irmão do agressor apareceu no local e explicou que ele sofreria de surtos psicóticos e teria acompanhamento de medicamentos. Os atores agredidos registraram um boletim de ocorrências.

Cidade gaúcha sofre com tempestade


A tempestade que atingiu São Francisco de Paula, na Serra Gaúcha, nesse domingo foi, na verdade, um tornado, segundo a Metsul. Os dados obtidos, analisados e as condições atmosféricas presentes na região no momento do episódio sustentam a conclusão sobre o registro do fenômeno sobre a cidade, diz a Metsul. O tornado veio acompanhado de uma super célula de tempestade severa. Em em razão da magnitude dos danos estruturais totais, o vento em alguns pontos da cidade pode ter atingido a velocidade de 150 km/h.

O fenômeno ingressou de Oeste para Leste a partir do sentido Canela-Litoral com atuação em parte da área urbana, afetando principalmente quatro bairros. O tornado foi resultado do avanço de uma frente fria sobre o Estado que organizou uma potente linha de tempestades com raios, granizo e vento forte. Sobre a Serra Gaúcha atuava uma corrente de jato – corredor de vento em baixos níveis – transportando ar quente. Este tipo de corrente costuma criar condições propícias à formação de tornados ao interagirem com sistema frontais de rápido deslocamento.

sao francisco de paula
Saldo foi de 500 casas destruídas Foto: Halder Ramos

Rastro de destruição

O município vai decretar estado de calamidade pública devido ao temporal que causou destruição em quatro bairros. Segundo o coordenador municipal da Defesa Civil, Maurício da Silva Borges, a medida será tomada porque uma pessoa morreu em decorrência da tempestade. A Defesa Civil do Estado divulgou na manhã desta segunda-feira um boletim sobre os danos causados informando que a cidade teve 500 casas destruídas e contabiliza 70 desalojados. Ao todo, 1,6 mil pessoas foram afetadas.

Os desabrigados estão sendo levados para o Ginásio municipal, que fica ao lado do corpo de Bombeiros, e a defesa civil pede auxílio de moradores de outras cidades da região que possam fazer a doação de lonas, telhas, alimentos, água, colchões e cobertores. “Estamos precisando de ajuda porque não conseguimos precisar 100% do desastre, que foi muito grande”, ressalta Maurício.

Fonte: Correio do Povo