Itapé: prefeito Naeliton anuncia mais obras de pavimentação


Desta vez os moradores contemplados são dos Bairros Luís Viana Filho e do Jorge Amado

Marcelo Carvalho

Os moradores das ruas Bela Vista e Boa Vista, ambas no Bairro Luís Viana Filho, e os da Rua D, no Jorge Amado, têm motivos para comemorar. Na manhã de hoje (1º) o prefeito do Município de Itapé, Naeliton Rosa Pinto, assinou a ordem de serviço das obras de Pavimentação destas três vias. Segundo o gestor municipal, as obras serão iniciadas em oito dias.

Prefeito de Itapé, Naeliton Rosa Pinto discursa durante o evento. Foto: divulgação

As informações foram divulgadas durante evento realizado, pela manhã, no Bairro Luís Viana Filho, que também contou com a participação do vice-prefeito, André Jatobá, de vereadores, como por exemplo, Eduardo de Badalo, Gidalva Paixão Evangelista (Índia Evan, Ericlisson Menezes De Souza (Lico), Ive de Reinaldo (Ive Cléia Alves Pinto De Almeida) e Tiara Silva Araújo Alves (Tiara de Fredo), da Secretária da Educação, Luzinete Miranda, da Presidente do Conselho Municipal de Educação, Célia Alcântara, da diretora do Centro Educacional de Itapé, Adriana Trindade, além de membros da equipe da Prefeitura de Itapé e a comunidade.

Obras irão beneficiar centenas de moradores. Fotos: Marcelo Carvalho

Rosa Pinto destacou o auxílio dos deputados Carlos Robson Rodrigues da Silva (Robinho) e Ronaldo Carletto responsáveis pelas emendas que possibilitaram que as obras saíssem do papel. “Desde 2018 insistimos em solicitar, reivindicar e por fim conquistarmos investimentos para darmos início às obras de pavimentação”, comemora o gestor municipal.

Cidades ainda investem pouco em saneamento


Entre os 5.570 municípios brasileiros, 2.126 têm política de saneamento básico, mesmo que não seja regulamentada por instrumento legal, o que equivale a 38,2% do total. Apesar do baixo percentual, o índice avançou 10 pontos percentuais desde 2011, quando 28,2% tinham uma política estruturada para a área, que engloba os serviços de abastecimento de água, esgotamento sanitário, manejo de águas pluviais e manejo de resíduos sólidos.

Os dados foram divulgados hoje (19) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no suplemento Aspectos gerais da gestão da política de saneamento básico, dentro da Pesquisa de Informações Básicas Municipais (Munic) 2017.

O levantamento foi feito de abril a setembro por meio de questionários às prefeituras. A pesquisa não avalia a qualidade e a efetiva prestação dos serviços.

Conforme a pesquisa, 24,1% dos municípios estavam elaborando política de saneamento básico no ano passado. Quanto ao plano municipal de saneamento, que traz o detalhamento das ações, diagnóstico, objetivos e metas de universalização, o percentual passou de 10,9% em 2011 para 41,5% em 2017.

Itacaré: prefeitura discute com Funasa sobre PMSB


No último dia 14, representantes da Prefeitura de Itacaré se reuniram com o presidente da Fundação Nacional de Saúde, Rodrigo Sérgio Dias, em Brasília, para tratar da conclusão do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) e convalidação do convênio entre o município e Funasa. Na ocasião, os secretários municipais de Administração e Desenvolvimento Urbano da Prefeitura de Itacaré, Júnior Andrade e Ademar Sá, respectivamente, solicitaram não somente a prorrogação do prazo para a conclusão do PMSB, como também o apoio técnico e financeiro da Funasa para a finalização do plano. A audiência contou ainda com a presença do deputado federal Márcio Marinho (PRB).

No ofício protocolado na Funasa os representantes da Prefeitura de Itacaré destacaram a importância do município concluir seu PMSB como instrumento fundamental para seu desenvolvimento sustentável e ressaltaram os reflexos positivos que a implementação do plano trará para a saúde pública do município. Também confirmaram o compromisso do prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, de concluir e ampliar o PMSB para garantir muito mais saúde para os itacareenses e turistas.

O Plano municipal está sendo elaborado pelas prefeituras de todos os municípios do país e aprovado pelo Governo Federal para que eles possam receber recursos para obras de saneamento. Além disso, o PMSB abrange quatro áreas: serviços de água, esgotos, resíduos sólidos e drenagem das águas pluviais urbanas. O Plano municipal deve garantir a promoção da segurança hídrica, prevenção de doenças, redução das desigualdades sociais, preservação do meio ambiente, desenvolvimento econômico do município, ocupação adequada do solo, e a prevenção de acidentes ambientais e eventos como enchentes, falta de água e poluição.