Rondônia vive colapso na saúde e culpa nova cepa do covid 19


Enquanto isso, estudos na Inglaterra mostram aumento de 30% na letalidade da nova mutação

André Lucas

O prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, anunciou neste sábado que o sistema de saúde do estado de Rondônia está em caos por conta da pandemia do Covid 19. 

Não tem mais vaga para atender novos pacientes que chegam o tempo todo ao hospital. Os profissionais da saúde suspeitam que a variante do coronavírus registrada em Manaus, seja responsável pelo agravamento dos casos mais rápidos que na primeira onda. 

O Prefeito conta que mesmo construindo mais 50 leitos para os pacientes de covid, não está sendo suficiente para atender os novos casos. 

A explosão de casos é assustadora, em 1° de janeiro  o estado registrava 270 casos, nesse fim de semana já está chegando a 1500, a tendência é o número continuar crescendo. 

O prefeito confirmou as informações de que os pacientes estão piorando de estado muito mais rápido que na primeira onda, informação passada antes pelos médicos da cidade. Hildon  admitiu que o grande aumento de casos aconteceram por conta do relaxamento das medidas de segurança que aconteceram no fim do ano passado. 

Ontem, a Secretaria de Estado da Saúde anunciou que antecipou e disponibilizou mais 21 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) (11 no Hospital de Campanha e dez já existentes no Centro de Reabilitação) para reforçar o atendimento de pacientes com covid-19. A capacidade ocupada da rede era ontem superior a 95%. 

O mutação do vírus. 

O CN (Carvalho News), vem cobrindo as notícias da mutação desde o começo, quando o vírus foi identificado pela primeira vez em Londres. Menos de 2 meses depois e a nova mutação do vírus estar aqui, o primeiro ministro da Inglaterra anunciou neste fim de semana que o novo vírus tem até 30% de mais letalidade que o da primeira onda. 

A afirmação parte de resultados ainda não confirmados de um estudo feita pela NERVTAG (sigla em inglês para Grupo de Aconselhamento para Ameaças de Vírus Respiratórios Novos e Emergentes), que repassou as informações para o governo, a pesquisa ainda estar em estágio Preliminar. 

 Outros estudos já haviam mostrado que essa nova variante pode se espalhar com mais facilidade do que outras versões do vírus. 

“Além de se espalhar mais rápido, agora parece que há evidências de que a nova variante pode estar associada com uma taxa maior de mortalidade”, explicou o Primeiro Ministro Britânico. 

O NERVTAG analisou matematicamente tendências na mortalidade de pacientes infectados com a nova variante do Sars-CoV-2 e com a antiga. A conclusão inicial foi de que a nova linhagem aparenta ser 30% mais mortal do que a antiga. 

Um exemplo para que os dados sejam compreendidos melhor,  a cada 100 pessoas contaminadas pelo Covid na primeira onda, 10 morriam; na nova cepa a cada 100 pessoas contaminadas, morrem 13, um aumento de 30% (números fantasias, apenas por exemplo).  

A notícia boa é que que agora não existe nada que indique ineficácia das vacinas as contra o novo vírus, pelo menos o planejamento da OMS e dos governos europeus é que as vacinas de Oxford e Pfizer funcionem contra o novo vírus. 

Após o período de final de ano, Bahia registra recorde na média móvel de casos do coronavírus


Dados são da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab)

Thais Paim

Apesar da felicidade e expectativa envolvendo o início da imunização, o alerta para o avanço da pandemia segue ativo. A Bahia registrou recorde em dois dias seguidos na média móvel de casos de Covid-19, segundo dados obtidos por meio do boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab). 

 Os números foram estabelecidos na segunda-feira (18) e nesta terça (19), dia do início da vacinação em Salvador e em outros municípios baianos, de acordo com informações da própria secretaria. 

Nesta terça, a média móvel ultrapassou pela primeira vez os quatro mil casos, com 4.066. Na última segunda, foram 3.795. O recorde anterior havia sido registrado apenas em 28 de julho do ano passado, quando a Sesab identificou a média de 3.781 casos.

Sobre o crescimento dos números 

Como a “média móvel de 7 dias” faz uma média entre o número de casos do dia e dos seis anteriores, isso indica que as notificações advindas do período pós-Réveillon estão refletidas nesses dados, momento em que houve registros de aglomerações em diferentes partes do estado.

O indicativo se manteve acima dos dois mil desde o início de dezembro. Contudo, entre 23 e 30 de dezembro, retrocedeu de 3.232 para 1.940. No último dia de 2020, no entanto, o número teve um tímido aumento para 1.978 e, desde então, cresce progressivamente.

Enquanto a média móvel registra picos nunca antes vistos no estado, a imunização começa, mesmo sendo numa porcentagem reduzida da população.

Plano de imunização 

Em Salvador, o plano de imunização segue nesta quarta-feira (20). A campanha terá prosseguimento a partir das 9h, no Hospital Martagão Gesteira. Na unidade hospitalar, serão 273 profissionais imunizados.

A estimativa é que 5,3 mil doses sejam aplicadas nesta quarta, contemplando trabalhadores de 18 unidades de saúde, a exemplo de hospitais de grande porte, UPAs es gripários. Uma equipe formada por 30 vacinadores percorrerá as unidades para efetuar a imunização, que só termina por volta das 18h. 

Segundo o secretário municipal de Saúde (SMS) de Salvador, Leo Prates, o plano é finalizar a primeira parte da campanha até sábado (22). “Já dei a missão aqui ao meu COE [Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública] para que a gente termine essa vacinação até sábado com os nove pontos ativos”, resumiu, em entrevista ao programa Bahia Notícias no Ar, da rádio Salvador FM 92,3, nesta terça.

O cuidado com as unhas é primordial para conquistar a autoestima


Julia Vitória

Primeiramente, muita gente acha que não precisa cuidar de suas unhas. O fato de pintá-las, fixá-las ou até mesmo hidratá-las é muito importante. Porém, como a maioria das pessoas desconhece alguns pontos importantes para o melhor cuidado com as unhas, tanto das mãos quanto dos pés. Vale destacar que o estado das unhas pode alertar a pessoa,  a forma como crescem ou até mesmo se ficam quebradiças.  sobre algum problema de saúde. Ou seja, cuidar das unhas não é apenas pura questão de estética, mas sim a valorização de uma parte do próprio corpo.

Além disso, uma boa apresentação pessoal, simpatia, educação, podem abrir as portas para a sociedade. De uma certa forma a autoestima pode crescer com as unhas bem feitas. Nesse sentido, mesmo que não estejam pintadas, o cuidado é notado por todos. Portanto, as unhas  há muito tempo  ocupam uma posição de destaque. Sendo, atualmente, tratadas de forma especial. O valor e a importância dada a essa parte do corpo vem sendo reconhecido.

Marketing Pessoal

Para a manicure Liliane dos Anjos, unhas bem feitas podem aumentar a autoestima da mulher. “As pessoas  fazem as unhas para o dia a dia ou para uma ocasião especial, elas buscam ficar mais belas e as unhas têm um papel bem importante” afirma a profissional. 

Do mesmo modo, pensa a pedagoga Francine Corrêa, que não esconde ser bem vaidosa. Para ela, unhas bem feitas e cuidadas é muito importante. “Uma unha bem feita é bem importante, pois ajuda a manter a minha estima elevada”, revela a pedagoga.
O trabalho das manicures é essencial nesse processo. Afinal, cuidar do exterior é tão importante quanto o interior. Se sentir bela é algo essencial para uma boa autoestima e as unhas estão presentes neste processo.

Manicure, Liliane dos Anjos. Foto: reprodução do Instagran

Origem do Dia Nacional da Manicure

A profissão de manicure passou a ser oficialmente reconhecida no Brasil a partir da Lei nº 12.592, de 18 de janeiro de 2012. A mesma lei instituiu o Dia Nacional da Manicure, além da comemoração de outras profissões ligadas à beleza.

Assim, no dia 18 de janeiro também se comemora o Dia Nacional do Cabeleireiro, do Barbeiro, do Esteticista, do Pedicure, do Depilador e do Maquiador. O Carvalho News felicita a todas as manicures, cabeleireiros, barbeiros e pedicures pelo seu dia!

Coronavírus: Ministério da Saúde solicita estoques de fabricantes de seringas para vacinação


A informação foi confirmada nesta segunda-feira (04)

Thais Paim

A vacina contra o novo coronavírus, que já se tornou realidade em alguns países, ainda é motivo de dúvidas e muita expectativa no Brasil. Na última segunda-feira (04), o Ministério da Saúde anunciou que irá solicitar os estoques excedentes dos fabricantes de seringas e agulhas do país como parte dos preparativos para a campanha de vacinação. 

Recentemente, a baixa quantidade de material para realizar a imunização foi motivo de críticas no governo e o anuncio traz novas expectativas sobre a realidade da vacinação estar mais próxima.

 “Isso, enquanto não se concluiu o processo licitatório normal, que será realizado o mais breve possível. Essa requisição visa a atender às necessidades mais prementes para iniciar o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19”, afirma a pasta por meio da assessoria de imprensa.

O ministério também declarou que aguarda a informação sobre as quantidades disponíveis em estoque e que pretende iniciar o pregão para compra desses insumos “o mais rápido possível”.

Segundo informações, o pronunciamento sobre a requisição feita pelo ministério acontece depois de uma licitação aberta pela pasta no final de 2020 ter conseguido comprar apenas cerca de 8 milhões de unidades dos insumos, quando o objetivo era conseguir mais de 330 milhões.

Outra medida adotada para tentar controlar a produção e uso desses materiais foi o anuncio de que o governo vai passar a exigir uma licença especial para que fabricantes de seringas e agulhas exportem esses produtos para outros países. 

Mochila analisa o cérebro enquanto o usuário se locomove


Júlia Vitória

À mochila que  ajudará no estudo da epilepsia e da compreensão humana  tem um dispositivo sem fio Como um computador avançado  e analisa o cérebro humano 

Sendo o órgão mais complexo do corpo humano e principal alvo dos estudos científico o celebro tem encantado cada vez mais os cientistas que buscam compreende-lo desta vez com uma mochila especial equipada com um sistema único e computacional que permite ler ondas cerebrais  dos usuários. Como não possui fios faz com que as ondas podem ser analisadas enquanto o usuário se locomove os testes iniciais com o novo dispositivo revelam alguns segredos relacionados ao rastreamento de objetos e pessoas essas descobertas foram publicadas da revista nature.

O projeto desenvolvido por cientistas dos Instituto Nacional de Doenças Neurológicas e Derrame (NIH, em inglês), nos Estados Unidos. Tem como objetivo auxiliar a compreensão da cognição humana. O John Ngai, diretor do projeto fala que muitas das conquistas mais importantes na sobre o cérebro foram tecnológicas e o Brain Initiative (BI) tem esse objetivo desafiar os pesquisadores a criar ferramentas para revolucionar nossa compreensão do cérebro. Em parceria com os cientistas da Universidade da Califórnia fizeram uma mochila para pesquisas neurocientificas. A mochila não possui fios e conta com um cristal robusto que ajuda na realização de experimentos mais complexos.

Até hoje todos os estudos cerebrais tinham os pacientes ficassem deitados e quietos em um scaner cerebral , já essa mochila liberta o paciente tendo assim uma nova formando estudar o órgão mais complexo. Os primeiros testes ficaram em saber se o computador alocado na mochila conseguiria conectar os outros dispositivos eletrônicos. As análises abriram portas para a segunda fase de testes focada no desenvolvimento do cérebro enquanto uma pessoa se locomove.

A equipe trabalhou com pessoas que tem epilepsia resistentes aos medicamentos que receberam implantes para controlar as crises. Os dispositivos ficam no centro da memória o lóbulo temporal médio, e eles descobriram que em ratos eram o controle da navegação e ajudam a saber onde os outros ratos estão, e eles queriam saber se também ocorria isso em humanos.

Para examinar isso, os pesquisadores pediram pata que os pacientes participantes entrassem em uma sala vazia, com as paredes coloridas numeradas de um a cinco. Um alto falante pedia para que os participantes fosse até um ponto da sala e depois procurassem um ponto negro escondido em algum lugar da sala e assim a mochila registrava as ondas cerebrais com o movimento.

A mochila revelou um padrão distinto quando os participantes estavam a procura de algo, os níveis era mais elevados diferente de quando os participantes estavam somente vagando pela sala, o que mostra que a atividade neural ajuda o cérebro diante uma navegação espacial princioamnete qundo se está a procura de algo. Os cientistas observaram semelhança de quando eles viam outris oaryicioange procurarem algo, o cérebro usa um código para buscar elementos em comum e também localizar pessoas quando estamos em ambientes sociais, vários indícios apontavam sobre isso, mas somente agora conseguiram validar as suspeitas.

À mochila tecnológica será usada para estudo relacuonados a locomoção humana, o principal objetivo é entender melhor como o cérebro denuma pessoa desenvolve noção de tempo e espaço com a proximidade de outros indivíduos. As atividades cotidianas exigem uma constante navegação em ambientes sociais e os cientistas agoram podem explorar a fundo essa questão, sem se limitar apenas ao laboratório.

Cirurgias eletivas na Bahia são suspensas pela Sesab


Decisão tem provocado reações de funcionários dos hospitais

Thais Paim

Um anuncio feito recentemente pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) tem provocado insatisfação de alguns funcionários. O motivo? A determinação de que todas as cirurgias eletivas nos hospitais estaduais da Bahia estão suspensas por prazo indeterminado. 

De acordo com a gestão, o motivo é de que os leitos e recursos estão sendo remanejados para o combate e atendimento de pacientes com coronavírus. Apesar da justificativa, as críticas seguem. 

A decisão, tomada na semana passada, provocou reações. Um exemplo dessa movimentação foi uma manifestação feita na frente do hospital Dia do Hospital Roberto Santos (HGRS), no Cabula, em Salvador, após os funcionários da unidade receberem aviso prévio. O ato aconteceu na manhã desta segunda-feira (4). 

O secretário da Saúde, Fábio Vilas-Boas, concedeu uma entrevista ao Jornal da Manhã e explicou que a decisão atinge várias unidades estaduais e também foi adotada em outros estados do país. De acordo com ele, os procedimentos eletivos podem “tranquilamente ser remarcados”.

No caso específico do Hospital Roberto Santos o atendimento está suspenso por prazo indeterminado, e a gestão vai “reavaliar o funcionamento do hospital dentro do perfil de toda a região de saúde leste com inauguração de várias outras unidades”.

Além disso, os pacientes que tinham cirurgias agendadas já estão sendo informados sobre a necessidade de suspensão do procedimento, de forma temporária, de acordo com a Sesab. Valendo lembrar que as outras atividades do hospital continuam funcionando normalmente.

Hblem recebe equipamento de ressonância magnética de última geração


Marcelo Carvalho

O Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães (Hblem), localizado em Itabuna, na última terça-feira, 23 de dezembro, um aparelho de Ressonância Magnética, que auxiliará nos exames de rotina e também no diagnóstico dos médicos, seguindo os mais rígidos protocolos de segurança e de qualidade.
Nos últimos quatro anos, o Hblem passou por uma profunda transformação, com inúmeros avanços, tornando-se a principal referência hospitalar do sul da Bahia. A unidade teve quatro enfermarias completamente reformadas, adquiriu equipamentos como Raio-x digital, Tomógrafo, além de novos Centros Cirúrgicos. Para o conforto dos acompanhantes, 160 poltronas reclináveis foram adquiridas e colocadas nos leitos. Mais recentemente, o Hospital ampliou a capacidade da usina de oxigênio instalou leitos clínicos e de UTI exclusivos para pacientes com a Covid-19.

Centenas de ciclistas participam do “Pedal da Prevenção” em Itabuna


Marcelo Carvalho

O evento “Pedal da Prevenção” foi realizado no último domingo 06, com a participação de mais de 250 pessoas. A iniciativa fez alusão ao Dezembro Vermelho, campanha de conscientização para o tratamento precoce da síndrome da imunodeficiência adquirida e de outras infecções sexualmente transmissíveis. Com um percurso de 23km o “Pedal da Prevenção” saiu da Alameda da Juventude às 8h, percorrendo ruas e avenidas da cidade.

Realizado pela Prefeitura Municipal de Itabuna, através da Secretaria Municipal de Saúde/Coordenação Municipal IST/AIDS Itabuna, o evento teve a parceria de diversas entidades e instituições do município, como o Pedal Livre, Pedal da Luluzinha, Pedal dos Peixes, Selva do Pedal, além dos órgãos de segurança Sesttran, Polícia Militar, e das ONGs (GAPA, Grupo Humanus, MNCP).

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a campanha Dezembro Vermelho prossegue com uma programação de atividades visando intensificar as ações de prevenção e diagnóstico do HIV-AIDS, e demais infecções sexualmente transmissíveis.

Vacina Pfizer avança nos EUA e pode conseguir liberação da Anvisa para uso emergencial


O presidente da Pfizer no Brasil, Carlos Murillo, afirmou que empresa pode vacinar 2 milhões de pessoas até março de 2021

André Lucas

Na comissão externa ontem, os deputados perguntaram sobre a logística da vacinação com a Pfizer. “Nós estamos trabalhando para começarmos a vacinar, quase imediatamente depois da autorização do uso emergencial da vacina, por isso é tão importante também assegurar o contrato desse memorando agora depois em definitivo uma vez depois disso começar a disponibilizar quase imediatamente a vacina…” declarou o gestor.

Carlos Murillo também explicou que a vacina tem que ser armazenada de forma especial. Também citou a distribuição aos centro de saúde e disse que vai trabalhar junto ao ministérios das saúde para garantir o bom funcionamento de tudo. O presidente da Pfizer revelou que a vacina deve ser administrada em duas doses, no intervalo de 21 dias.

Carlos Murillo criticou a demora do governo. “Essa tem sido a dinâmica. Alguns países assinaram tempos atrás e por isso já estão começando a vacinar. No Brasil, acho que estamos perto, vamos conseguir, mas ainda não assinamos. Cria obviamente uma limitação de segurança da disponibilidade de doses”, declarou.

A Pfizer é uma das quatro que estão sendo testadas no Brasil, na lista de espera para aquisição do uso emergencial, a vacina deu um passo a frente ao conseguir autorização de uso emergencial contra o covid 19 nos EUA, a divulgação da FDA (Agência de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos) sobre o processo da Pfizer não levantou questionamentos sobre a vacina. No mês passado as sócias Pfizer(EUA) e BioNTech, concluíram seus testes que apontaram 95%  de eficácia em uma administração de 2 doses, o resultado agendou ao planejamento do grupo, e foi encaminhado um pedido de uso emergencial ao órgão governo responsável, FDA. Ainda não existe data para começar a vacinação nos EUA, mas a Pfizer já estar sendo aplicada no Reino Unido por exemplo. “Não há surpresas aqui. A eficácia e a segurança são condizentes com o que ouvimos e esperávamos. Parece mesmo que a vacina é segura, ao menos no curto prazo”, disse o doutor Daniel Culver, chefe de Medicina Pulmonar da Clínica Cleveland.

Albert Bourla, executivo da farmacêutica afirmou que espera uma comissão externa com o congresso estadunidense ainda essa semana. Além de Reino Unido, a União Europeia formalizou um pré contrato para compra de 300 milhões de doses, dividido em duas vezes. Primeiro 200 milhões depois 100 milhões.

Uma notícia que acelera o processo e beneficia a Pfizer, é a lei 14.006 que foi aprovada no congresso. A lei obriga a Anvisa a aprovar a vacina em 72 horas ou três dias, caso a vacina ter sido aprovada no exterior. Ou seja, se a Pfizer conseguir autorização da FDA em janeiro e começar a ser aplicada nos EUA, 3 dias depois estará sendo aplicada no Brasil.

Comitê técnico para acompanhar vacina de Oxford é criado pelo Ministério da Saúde


Decisão foi publicada no Diário Oficial da União

Thaís Paim

Foi anunciada nesta segunda-feira (07) a criação de um comitê técnico para acompanhar o desenvolvimento da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e pela farmacêutica AstraZeneca contra a covid-19. A iniciativa foi feita pelo Ministério da Saúde.

Segundo informações, o objetivo é realizar o acompanhamento das ações de pesquisa, desenvolvimento, produção, contratualização, transferência e incorporação tecnológica da vacina. A portaria que prevê a criação desse comitê técnico foi publicada no Diário Oficial da União de hoje.

O comitê técnico será composto por representantes do gabinete do ministro da Saúde e das secretarias executiva; de Vigilância em Saúde; e de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde – todas do Ministério da Saúde. Além disso, está previsto que será feito o envio de relatórios quinzenais sobre o acompanhamento das ações.


Especificações do comitê técnico

Cada representante terá um suplente, que o substituirá em caso de ausências ou impedimentos e a coordenação será de responsabilidade da secretaria executiva.

O comitê técnico terá a duração de até 180 dias, contando a partir da data de publicação da portaria e pode ser prorrogado por igual período. Através de sua coordenação, o conselho poderá convidar agentes públicos, especialistas e pesquisadores de instituições públicas e privadas para participar de suas reuniões.

As reuniões irão ocorrer, em caráter ordinário, quinzenalmente, e, em caráter extraordinário, sempre que o coordenador convocar. De acordo com a portaria: “A participação no comitê técnico será considerada prestação de serviço público relevante, não remunerada”. Pensando no deslocamento durante o cenário de pandemia, está previsto que os membros e convidados do comitê que se encontram no Distrito Federal possam se reunir presencialmente. Já os membros e convidados que residam em outras unidades federativas vão participar da reunião por meio de videoconferência.