Wanessa Camargo comandará especial de fim de ano no Espírito Santo


Júlia Vitória

Jornalista e capixaba André Vinícius, foi o responsável por liderar a equipe de gravação do especial da Wanessa Camargo no Espírito Santo a gravação ocorreu na serra na casa da cantora. Com 10 anos de rede vitória André já passou por diversas áreas como o jornal online e a rádio, e agora faz parte da TV vitória, ele fala que o jornalismo é uma paixão e que se entra na faculdade com intenção de mudar o mundo, contudo quando se ver que não consegue mudar o mundo completamente vai aprendendo que cada reportagem pode mudar a vida de alguém e isso já é o reconhecimento necessário. 

Para ele o telejornalismo é poder contar boas histórias e mudar a vida, rotina ou fazer o bem para as pessoas. A notícia tem o poder de impactar a vida das pessoas. O especial da cantora Wanessa Camargo foi o primeiro trabalho de direção com a cantora e vai ocorrer no dia vinte e seis de dezembro às duas da tarde. segundo ele quando foi convidado ficou surpreso pois é alguém que se acompanha sempre pela tv e redes sociais, ele não consegue descrever para ele o que a cantora representa no cenário musical nacional e internacional, pois ela é um ícone. 

Quando as pessoas veem o processo pronto na tv acham que é bem fácil, contudo a gravação pode levar horas e neste caso durou sete horas para que tudo ficasse pronto. É um trabalho de meses com diversos roteiros e reuniões para que tudo fique especial para o público. Tendo um ótimo elenco para as gravações o time se completa fazendo cada cena ficar bem trabalhada, André ressalta que a equipe se completa e que quando a equipe se compromete e trabalha pensando no produto final tudo fica ótimo. 

O especial tem a playlist em segredo, mas os capixabas podem esperar um repertório bem interessante, os convidados para participar são artistas renomados do Espírito Santo e também teve surpresa para a Wanessa Camargo algo que a emocionou muito. Alguns convidados são a Banda Macucos, Higino e Gabriel, também estarão presentes Luan Murilho, Marcos e Rogério (Aço Doce) e Sué. 

O especial comemora os vinte anos de carreira da cantora e a artista diz que já é capixaba e relembrou grandes sucessos. A transmissão ocorrerá no dia vinte e seis de dezembro às 14 horas, na TV vitória e também pelo jornal online Folha vitória, os fãs também poderão acompanhar tudo pelas redes sociais da cantora 

Itabuna: FICC Itinerante oferece música e teatro no Calçadão da Rui Barbosa


Música, teatro e muita animação marcaram mais uma etapa do Projeto FICC Itinerante no calçadão da Rui Barbosa, atraindo um público de empresários, profissionais liberais, políticos e consumidores que transitaram na área no último sábado (30). A inovação ficou por conta da interdição ao tráfego do Beco do Fuxico, onde foi instalado um palanque e toda a infraestrutura para as apresentações.

A programação foi aberta com uma apresentação de teatro de rua encenada pelo grupo Vem Prá Cá, coordenado por Marquinhos Nô, com a peça “Quem come capim dá bom dia a cavalo”. O espetáculo, de caráter educativo e metafórico, destaca a valorização e a importância do conhecimento, bem como a necessidade da sua difusão, um trabalho de caráter experimental que vem sendo realizado em diversos bairros da cidade.

As atrações musicais ficaram por conta das apresentações da dupla Val e Sel, com uma incursão na MPB passando também pela música sertaneja e forró, o que agradou o público. A última atração ficou com Dey James, com um repertório variado e incursões bem sucedidas no rock, no samba e na MPB.

O presidente da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania, Daniel Leão, acompanhou a ação do projeto e fez uma avaliação positiva dos resultados, o que deve assegurar a sua continuidade no próximo ano, com algumas modificações pontuais. Ele também pretende desenvolver parcerias para o FICC Itinerante, que tem como meta a difusão da cultura e a valorização de artistas da comunidade.

Para o presidente da Associação de Comerciantes do Calçadão – Núcleo I, Pedro Josino Santos Neto, que inclusive participou de reuniões de planejamento da FICC para esta etapa do projeto, “a ideia é muito interessante, até porque Itabuna é uma cidade carente de eventos e de opções de lazer. Além do mais, o Beco do Fuxico é um centro de comércio e um local por onde transitam diariamente milhares de pessoas”.

36ª Expoita Itabuna está confirmada


A edição de 2017 da Expoita já tem data confirmada. O evento será realizado, no Parque Antônio Setenta, em Itabuna, no período de 26 de setembro e 01 de outubro. O tradicional encontro irá movimentar toda a região. Leilões, Concurso leiteiro, Julgamento de Equinos, Exposição de Bovinos, Marcha Equestre, Equiprovas, Parque de Exposições, Concurso Garota Expoita, uma excelente e imensa praça de alimentação com shows regionais abertos ao público, e muito mais estão na vasta programação da Expoita 2017. Além disso, grandes shows, como Zezé di Camargo e Luciano, e Léo Santana, na sexta-feira, 29.

leosantana
Léo Santana Foto: divulgação

Ilhéus: Paralamas do Sucesso agita 50 mil pessoas


As quase duas horas de show que a banda Paralamas do Sucesso fez na noite de encerramento do Aleluia Ilhéus Festival, neste sábado, 26, vão ficar marcadas na vida de boa parte das cerca de 50 mil pessoas que foram à Avenida Soares Lopes assistir ao espetáculo. Sucessos como “Lanterna dos Afogados”, “Que país é este?” e “Alagados”, fez o público acompanhar e cantar cada música cantada na voz do líder da banda, Herbert Vianna, que agradeceu o convite e a receptividade.

Antes, o público curtiu o show Tributo ao Pop Rock com a participação de talentos da música locais, que lembram sucessos de Cazuza, Raul Seixas, Legião Urbana, entre outros. Os artistas ilheenses Gabriela Maia, Laís Marques, Nozinho, Camilo, Brenna Gonçalves e Eloah Monteiro embalaram a noite final do Aleluia Ilhéus, mesmo com ocorrência de chuvas, até o início do show de Paralamas.

Para a contadora itabunense Anália Sousa, 43, “foi um dos melhores shows que já pude ver, de graça, aberto ao público, com músicas que fazem parte da história de muita gente, não tinha como ser melhor”. A produção do Aleluia Ilhéus Festival e a Polícia Militar contabilizaram cerca de 50 mil pessoas na última noite da festa, superando um dos maiores públicos do evento, em 2013, com show da banda Roupa Nova.

O prefeito Jabes Ribeiro fez um rápido balanço do festival e disse que “a presença do público, a movimentação turística nesses quatro dias e a resposta positiva das pessoas que compareceram, compraram chocolate ou artesanatos, assistiram aos shows confirmam o que já havíamos dito: o Aleluia é um sucesso e a partir deste ano entra em definitivo para o calendário de festas da Bahia”.

Festival – O show da banda Paralamas do Sucesso – que completa 39 anos de estrada em 2016 – atraiu ilheenses e pessoas de outras cidades, como Carla Mota, 32, que veio de Cruz das Almas com a família passar o feriado em Ilhéus e aproveitou o show. Ela contou que, antes, visitou os estandes de venda de chocolates e se encantou com as apresentações itinerantes pelos pavilhões do festival, a exemplo dos palhaços do grupo Maktub.

O presidente da Associação de Turismo de Ilhéus, Marco Lessa, afirmou que “o Aleluia cumpre o seu papel atraindo visitantes de várias partes da região e do estado, e oferece uma exclusiva e grandiosa alternativa de lazer e cultura a todos. Além da praia e da história, os milhares de turista que lotam os hotéis, descobrem o chocolate e a religião como atrativos e reposicionam Ilhéus, ampliando as possibilidades de curtir esse destino tão especial”.

O Aleluia Ilhéus Festival, maior evento de artes integradas do Estado da Bahia, é uma realização da Prefeitura Municipal de Ilhéus, do Convention Bureau Costa do Cacau e Associação de Turismo de Ilhéus (Atil), com o patrocínio do Governo do Estado, através da, Secretaria de Turismo da Bahia, Bahiatursa, Bahiagás, Bahiapesca, Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (Car), Sebrae, Supermercados Meira, entre outros parceiros institucionais. (Fotos: Alfredo Filho)

 

Ilhéus: show de Jorge Vercillo reúne 15 mil pessoas


Nem a forte chuva que caiu em Ilhéus, a partir das 23 horas, na noite desta sexta-feira, 25, afastou o grande público que prestigiou o show do cantor Jorge Vercillo, um dos mais esperados da terceira edição do Aleluia Ilhéus Festival, e de artistas locais, durante o evento realizado na avenida Soares Lopes. Por volta das 23h20min, o violonista e compositor Jorge Vercillo entrou no palco do Festival para apresentar o primeiro show dessa turnê, cantando músicas de seu novo trabalho, denominado “Vida é Arte”, como as belas “Pra Valer”, “Muamba” e “Talismã Sem Par”.

Durante o show, o artista carioca, que já vendeu mais de 1 milhão de CDs e DVDs, elogiou o Aleluia Festival e afirmou: “É um prazer começar esse trabalho, que deve rodar todo o país, em uma cidade tão bonita”. Segundo ele, o novo trabalho marca uma fase diferente na sua carreira. “E isso acontece porque estão presentes neste espetáculo os velhos sucessos. No entanto, pela primeira vez, estarei apresentando em um show várias músicas de um novo CD”, explicou o cantor. Segundo os organizadores da terceira edição do ‘Aleluia Festival’, cerca de 15 mil pessoas foram à avenida Soares Lopes na noite de 25 de março.

Jorge Vercillo lembrou que trazer para o palco músicas novas, que foram sendo lançadas na Internet desde o ano passado, é um risco. “Apesar disso, felizmente, já na passagem de som, que aconteceu horas antes do show, deu pra perceber a generosidade e a musicalidade do público ilheense”, reconheceu, e acrescentou: “o CD e a turnê trazem uma canção chamada ‘Noite dos Jangadeiros’, que fala da Festa de Iemanjá, celebração que tem tudo a ver com Ilhéus, a Bahia e Jorge Amado”.

Ao se referir ao evento, Vercillo comentou que o Aleluia Ilhéus Festival dinamiza diversos aspectos da vida cotidiana das pessoas. “Contudo, uma das coisas que mais me chamaram atenção foi o plano espiritual. Fico muito feliz cada vez que a igreja e os órgãos públicos se colocam como instrumentos de renovação, de estar junto da sociedade e de relembrar os bons valores. Então, uma festa dessa, na minha opinião, promove e reforça tudo isso”, avaliou. Durante o show, como Jorge Vercillo já havia anunciado, o público pôde cantar e se emocionar com seus velhos sucessos, como “Que Nem Maré”, “Homem Aranha” e “Encontro das Águas”.

Tributo à MPB – Antes do show de Jorge Vercillo, o Ilhéus Aleluia Festival abriu espaço para os talentos musicais do Sul da Bahia através de um grande tributo à Música Popular Brasileira (MPB). Pelo palco da Soares Lopes, passaram Jane Poeta, Keketa, Itassucy, Robson Carvalho, Nado, Leonardo Léo, Bebeto, Djalma Assis e Anne de Cidra. Para este sábado, 26, último dia do Aleluia Ilhéus Festival 2016, o evento reserva um belo Tributo ao Pop Rock e um grande e aguardado show com o Paralamas do Sucesso.

Acompanhando a passagem de som de Jorge Vercillo, o ilheense Moisés Vieira, que possui 32 anos e mora no Outeiro de São Sebastião, elogiou bastante a festa. “Evento fantástico, estrutura maravilhosa e atrações ainda melhores. Tudo lindo”, opinou, parabenizando o governo municipal pela realização, que, segundo ele, não só possibilita opções importantes de lazer e de cultura para o povo, como, também, auxilia o turismo.

Aleluia – Além de grandes nomes da música nacional, como Jorge Vercillo e Paralamas do Sucesso, o Aleluia Ilhéus Festival, que acontece na avenida Soares Lopes até este sábado, dia 26, também é marcado por uma série de atividades, como exposições literárias, pavilhão de marcas de chocolate, vernissages de artistas plásticos baianos, e exposição de agricultura familiar e de artes e feiras de economia criativa.

O Aleluia Ilhéus Festival, maior evento de artes integradas do Estado da Bahia, é uma realização da Prefeitura Municipal de Ilhéus, do Convention Bureau Costa do Cacau e Associação de Turismo de Ilhéus (Atil), com o patrocínio do Governo do Estado, através da, Secretaria de Turismo da Bahia, Bahiatursa, Bahiagás, Bahiapesca, Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (Car), Sebrae, Supermercados Meira, entre outros parceiros institucionais. (Fotos: Alfredo Filho)