Professor de história faz sucesso com audios de WhatsApp e cativa os alunos


Cenário de pandemia fez com que profissional precisasse se adaptar 

Thais Paim

O professor da rede estadual do Ceará, Octavianus Cesar, acabou se destacando pela forma que se adaptou e passou a lhe dar com os seus alunos através do WhatsApp. “Na escola que trabalho, cada turma ficou com um professor responsável como padrinho para encaminhar as atividades dos outros professores. Ou seja, esse professor assumiu o papel de intermediador entre os alunos e a escola, para a realização das atividades. Esse foi o meu caso e sentia que precisava otimizar os canais de comunicação com os estudantes”, explica ele. 

O desejo de mudar e inovar nessa comunicação veio da experiência do ano passado e que também precisou ser realizada de forma online. Segundo Cesar, ele teve a ideia de mandar áudios para os alunos todos os dias quando abria o grupo e no início, a intenção era somente começar as atividades com um áudio positivo, alegre e lembrando as atividades do dia, mas depois, tentando melhorar o formato, passou a fazer áudios com músicas e sempre tentando relacionar as músicas com os estudos ou com a época em que estavam: dia das mães, dia da mulher, dia dos namorados, músicas temas de filmes ou séries como “A Casa de Papel”, “Rock: o lutador”,  “Missão Impossível”, “A Pantera Cor de Rosa” e, por último, um mês inteiro com temas juninos.

Os áudios são curtos, a maioria não passa de dois minutos e contém mensagens que misturam bom humor e motivação, sem esquecer de salientar que os alunos devem entrar na plataforma do Google Sala de Aula e fazer as atividades, mantendo o foco nos estudos. 

O professor explica como essa interação dinâmica tem desempenhado um importante papel no desempenho da turma: “Perguntam sobre o que falei, sobre as atividades, riem, comentam, e, dos 35 alunos da turma, com exceção de dois com necessidades educacionais especiais que não interagem muito e um desistente, todos os outros 32 entregam as provas parciais e bimestrais – sendo que a maioria entrega as atividades propostas pelos professores”, pontua ele.

De acordo com Cesar, a iniciativa trouxe resultados tão positivo que com o passar dos meses, outros professores começaram a querer utilizar os seus áudios em outras turmas também. Atualmente, ele todos os dias dois áudios pela manhã, um para a sua turma e outro mais geral, para ser usado indistintamente por outros professores. 

“Isso sem falar nos parentes de outros estados que também envio para reforçar o vínculo, já que a presença física ainda está difícil. Acredito que nessa pandemia todos tivemos que nos reinventar, mas o principal foi reaprender a utilizar os nossos sentidos. Ver quem gostamos ao vivo, ficou sendo pelo celular ou pela tela do computador, beijar, também ficou mais difícil, um abraço, o toque, esse também não pode, mas o que mais foi exercitado, foi o escutar”, conclui ele. 

Fonte: Por Vir 

Cantor Marcos Val participa de Live Solidária


O objetivo do evento é arrecadar a maior quantidade possível de alimentos para serem doados aos artistas da cidade, que há mais de um ano estão impedidos de fazer shows.

Marcelo Carvalho

No próximo sábado (29), a partir das 21h, Marcos Val estará participando da Live Solidaria. O show contará com a participação de mais de 25 artistas no palco principal, e será transmitido pelas redes sociais do cantor @marcosvaloficial , TV Opinião, OMB, Tôa toa, a transição internacional será feita pela Skyline.

Para esse grande espetáculo o cantor já vem se preparando juntamente com sua banda e equipe que prometem uma grande performance na apresentação.

Detalhe, o mês de maio é muito importante para Marcos Val, pois é o mês de seu aniversário! “Desde criança sempre tive a vida ligada à arte, na adolescência participava de teatro na Escola e praticava o canto na Igreja a qual frequentava”, lembra.

Atualmente, o novo trabalho artístico do cantor foi a gravação do clip ‘Não mexe comigo’. Para assistir clique no link ao lado. https://youtu.be/jUmcdjTsz-w

 “Estou muito feliz em poder levar alegria através da música, ainda mais em tempos tão difíceis que estamos vivendo… Só em saber que irei contribuir com o alimento na mesa de outras pessoas já me sinto totalmente realizado”, diz o cantor.

Talk show da Maísa estreia sábado


Se você é um dos muitos fãs da apresentadora Maísa Silva, então anote na sua agenda: no próximo sábado, 16/03, às 14h15min, estreia o talk show da prodígio. Ao lado do humorista Oscar Filho, Maisa estreará um programa de entrevistas e desafios, sempre com dois convidados famosos, em uma conversa estilo “lá em casa”. Seus primeiros convidados serão Fernanda Souza e Matheus Ceará a partir das 14h15.

Maisa afirma querer manter o programa tão agitado quanto ela, tornando o programa sempre mutável e adaptável de acordo com o convidado que for recebido.

“Temos vários quadros que sempre mudam a cada programa, até por que a minha vida nunca para! Por isso, quero trazer essa flexibilidade, né? Quero mostrar viagens e outras coisas bacanas sempre que possível”, concluiu a apresentadora.

Entre os diversos quadros, Maisa contará com uma banheira para ser uma espécie de divã, no qual a jovem especialista em boas respostas ajudará os convidados a lidarem com os ataques na internet no quadro “Banho de Sabedoria”.

Além disso, o programa contará com o momento “Submaisa”, uma espécie de cápsula do tempo, que, por meio dos arquivos do SBT, fará com que a jovem “mergulhe” e revele algum fato curioso sobre os convidados.

Cada detalhe da atração será totalmente a cara da adolescente, inclusive, a primeira pergunta que ela fará para cada convidado: “O que você fazia quando tinha dezesseis anos?”, que poderá ter respostas surpreendentes.

Naeliton Rosa Pinto


O atual prefeito do Município de Itapé, Naeliton Rosa Pinto concedeu gentilmente uma entrevista para o Blog Carvalho News. Na pauta está uma análise sobre seu primeiro ano à frente da prefeitura, críticas, planos para o futuro, desafios na administração, como a população pode auxiliar na gestão e muito mais. Curioso (a) para ouvir o que o prefeito vai dizer? Então não perca tempo!

 

A força do querer: autora já escreveu o final da trama


Segundo informações do Jornal Extra (RJ),  Gloria Perez já escreveu os últimos capítulos de “A força do querer” , e a coluna descobriu alguns dos principais desfechos da trama, que voltou a colocar uma novela na boca do povo.

Se nada mudar, Rubinho (Emílio Dantas) vai morrer num confronto com a polícia. Bibi (Juliana Paes), que já estará separada do marido, vai terminar ao lado de Caio (Rodrigo Lombardi).

Assim como aconteceu na vida real, Bibi será inocentada pela polícia e vai lançar um livro contando sua história. A ideia de Gloria Perez é que a verdadeira Fabiana Escobar participe do lançamento da obra e receba o primeiro autógrafo do livro de Bibi. Mas a participação da escritora ainda não está 100% confirmada por causa de algumas críticas sobre a glamourização do crime

Com Bibi e Caio se acertando, Jeiza (Paolla Oliveira) volta com Zeca (Marco Pigossi), para a felicidade da enorme torcida #Jeizeca.

A força do querer
Paola Oliveira, Isis Valverde e Julina Paes Foto: divulgação

Já Ritinha (Isis Valverde) tem o final mais original escrito por Gloria Perez. Ela deixa o filho, Ruyzinho (Lorenzo Berbet), com Zeca e Ruy (Fiuk), e volta para o rio, em Parazinho, onde vai viver livre, leve e solta como sereia.

O desfecho de Ivan (Carol Duarte) é o único que está em aberto. O mais provável é que ele termine com Cláudio (Gabriel Stauffer), que volta na última semana da novela e leva um susto ao ver a ex. Mas ele consegue enxergar a namorada como Ivan. A morte do personagem, que conquistou o público, está completamente descartada por Gloria, que dará um final feliz para o trans.

A novela termina apenas no dia 20 de outubro e a expectativa é de que a audiência cresça ainda mais. A prisão de Bibi Perigosa na noite de segunda-feira mobilizou o Brasil. A novela registrou 41 pontos, no PNT. E seis de cada dez domicílios com TV ligada no país estavam vendo a novela de Gloria Perez, o que significa que “A força do querer” alcançou 54,5 milhões de telespectadores só nesse dia!

O dublador Márcio Dondi


A voz dele é conhecida por muitos de vocês que apreciam os documentários dos canais Discovery, Nat Geo, Fox Life e TV Escola. Há também que o reconheça pelas dublagem dos personagens “Ultron, em Os Vingadores – A Era de Ultron”; Teobaldo da Novela do SBT “Coração Indomável”; O imperador  Zarkon em “Voltron – O Defensor do Universo”, “Contratempo em Ben 10”, entre outros. Márcio é graduado em Publicidade e Propaganda e apaixonado pelo que faz. “A dublagem é uma especialidade do ator, somos “atores em dublagem”, declara. Márcio recebeu gentilmente a reportagem do Blog Carvalho News para falar sobre a dublagem e também sua carreira. Boa leitura!

marcio dondi dublador(1)
Márcio Dondi Fotos: divulgação

 
Blog Carvalho News – Por que decidiu se tornar um dublador?
Márcio Dondi – Sempre tive um registro de voz grave, por isso ouvi durante todo início de minha vida, de pessoas de meu círculo de amigos e família, que devia tentar trabalhar com a voz e então minha fascinação pela dublagem veio crescendo e aos 24 anos dei início a minha carreira.
CN – Como foi o início de sua carreira?
 Márcio Dondi – Comecei estudando locução em 1994 e como sempre tive facilidade pra leitura (estudava quando criança, lendo de frente para o espelho como se estivesse de frente para uma platéia), comecei como locutor publicitário em RD/TV.
Em 1999 estudei dublagem pela primeira vez com o ator e dublador já falecido Hamilton Ricardo, depois disso meu amor pela profissão só cresceu, eu ainda não era ator mas fiquei encantado com aquele trabalho, e percebi que era exatamente aquilo que queria de meu futuro, de minha vida, daí não parei mais, tudo que fiz foi direcionado a minha carreira e felizmente tive um bom retorno.
CN – Chegou a fazer algum curso de aprimoramento ou especialização ligado a área de dublagem?
Márcio Dondi – Sim. Não poderia ser diferente.Em primeiro lugar cursei artes cênicas, a dublagem é uma especialidade do ator, somos “atores em dublagem”.Minha profissão de locutor me ajudou muito no teatro, é claro, além de participar também como auxiliar de produção, aprendiz para ser mais claro, também fiz gravações de áudio para várias produções, e só conclui o teatro em 2005.A partir daí comecei  efetivamente meu caminho na dublagem, quando conheci um dos Papas da comunicação, o locutor, narrador e dublador Marcio Seixas.Com Marcio passei dois anos me especializando não só em dublagem, mas também em locução.Marcio Seixas foi o diferencial em minha vida profissional, grande parte do pouco que sei, aprendi com esse sujeito e tenho uma gratidão de vida eterna com ele. Depois disso, já atuando, estudei mais um ano de dublagem com outra doce e competente amiga, a atriz e dubladora Fernanda Crispim, uma das vozes mais doces e gostosas de se ouvir, com quem também aprendi mais um pouquinho e tenho também outra dívida de gratidão.
marcio_dondi98
CN – Para quais personagens já emprestou sua voz?
Márcio Dondi – Tenho um carinho especial por todos os meus personagens, sempre me dedico a dar o meu melhor para cada um deles, seja no cinema ou na TV, em longas, séries ou novelas, mas alguns sempre marcam mais e ficam na lembrança como por exemplo o vilão ULTRON em “VINGADORES – A ERA DE ULTRON” onde dublei James Spader. O divertido JULIUS na série da FOX “SURVIVOR’S REMORSE” onde dublei o hilário Mike Epps.O correto DEPUTADO AGUSTIM MORALES em “A DITADURA PERFEITA”, um longa da Netflix onde dublei Joaquim Cosío e o sensível TEOBALDO na novela do SBT  “CORAÇÃO INDOMÁVEL” onde dublei Manuel Landeta.
CN – A dublagem brasileira é mesmo uma das melhores do mundo?
Márcio Dondi -Difícil afirmar isso, acho até que seria deselegante com colegas de outros países, e a verdade é que ultimamente temos sido surpreendidos com alguns trabalhos fora do eixo Rio/São Paulo que tem deixado muito a desejar.
CN – Em relação à remuneração: qual é o salário de um dublador iniciante?
marcio_dondi99
Márcio Dondi – Isso varia de profissional para profissional, dependendo da qualidade do trabalho.
CN – Como você avalia o mercado de dublagem brasileiro, nos dias atuais?
Márcio Dondi – Acho que o otimismo faz parte de minha vida, acredito sempre que estamos e estaremos bem, mas alguns colegas estão muito desapontados com esses “trabalhos” sem qualidade vindos de praças sem nenhum histórico de dublagens, inclusive de fora do país também como Buenos Aires e Miami, o que tem contribuído para algumas críticas bem negativas.
Precisamos que o público se manifeste mais, que reclame, que deixe de assistir a determinada emissora que não se preocupa com a qualidade do serviço oferecido (vendido) aos telespectadores. O manifesto e a opinião pública são fundamentais!

VLT-character-zarkon
Imperador Zarkon – Voltron: O Defensor do Universo

CN – Quais os aspectos positivos de atuar como dublador?
Márcio Dondi -Sou suspeito para responder essa questão, porque sou um apaixonado pela minha profissão e estou sempre pronto a dar minha colaboração para condições melhores.
CN – Existe algum aspecto negativo?
Márcio Dondi -Sim. Justamente essa concorrência desleal que mencionei nas respostas anteriores, de trabalhos vindo de praças que não valorizam a qualidade do trabalho artístico, pensam somente na questão financeira e não se preocupam em se gabaritar para oferecer um trabalho digno, que respeite o telespectador. Por tudo isso, pesquisas e entrevistas como a sua, são fundamentais para que o grande público entenda um pouquinho mais de nossa arte, de nossa grande paixão! Muito obrigado a todos, fiquem bem e na paz!

Promova sua imagem da forma correta


E aí, tem cuidado da sua imagem pessoal? Muitos ainda não se deram conta, mas a forma como somos vistos, seja no ambiente profissional, acadêmico ou na vizinhança, é muito importante, podendo influenciar de forma decisiva no nosso progresso como cidadão. Num mundo competitivo como o nosso é necessário ter objetivos definidos e utilizar de estratégias para alcança-los.

O Marketing Pessoal pode nos ajudar bastante nessa tarefa delicada. Ele é uma ferramenta usada para a promoção pessoal de modo a alcançar êxito. Uma estratégia usada para “vender” a imagem, e influenciar a forma como as pessoas olham para quem a utiliza.

Que tal melhorar ainda mais a visão que as pessoas têm de você? Separamos algumas dicas que podem ser muito úteis, fazendo a diferença ao seu favor:

Sua forma de falar – procure não usar gírias, busque o equilíbrio entre uma linguagem formal e a coloquial. Tente sempre pensar um pouco antes de se manifestar para que possa ser entendido da maneira correta, evitando assim mal entendidos ou ruídos na comunicação;

Sua apresentação pessoal – muitas vezes somos julgados pela roupa que estamos usando. Portanto, tenha atenção redobrada nesse quesito.  Procure vestir-se de forma adequada ao local que você frequenta ou irá visitar;

marketing pessoal

Sua relação com colegas e superiores – procure ser sempre cordial e atencioso, evitando se envolver em fofocas e diz que diz que. Lembre-se: uma pessoa que fala mal de outra pelas costas, pode falar em breve de você também;

Tenha humildade – o humilde sabe admitir seus erros e tem a consciência de que dos fracassos podemos adquirir conhecimentos úteis para a vida;

Seja positivo (a) – quanto maior o otimismo, mais motivação haverá para batalhar e atingir seus objetivos. Portanto, aprenda a cultivar o positivismo em você.

Não se exponha nas redes sociais de forma desnecessária– Facebook, Twitter, Instagran e demais mídias sociais chegaram para ficar. Elas fazem parte da nossa realidade sendo uma importante ferramenta de integração e divulgação. Mas tudo isso pode ser uma faca de dois gumes. Por isso, cuidado para não se expor demais nas redes. Algumas empresas, inclusive, costumam visitar perfis de candidatos a vagas que as mesmas estão oferecendo, para ter uma noção de como é o perfil do futuro colaborador. Conheço pessoas que já perderam ótimas oportunidades profissionais por esse motivo.

Lembre-se nosso nome é uma espécie de marca que deve ser implementada e bem promovida e esse trabalho quem deve realizar é você. Portanto, invista em você, estude, trabalhe estabeleça metas claras e conquiste seu valor.

 

Banda Pholhas


Eles são como o vinho: melhores a cada ano que passa. O Grupo Pholhas está a todo vapor e com planos de lançar seu novo cd em breve. “Temos a pretensão de realizá-lo e lançá-lo ainda em 2017”, garantem. Sobre o atual cenário musical, os músicos acreditam que não mudou muito: “o mais difícil é repetir o sucesso mais de uma vez, mas na verdade, sempre foi assim, realizar um novo hit é raro, e isso também depende de mídia adquirida e mais outros ‘n’ fatores”, avaliam. A banda recebeu a reportagem do Blog Carvalho News para falar sobre sucesso, projetos, fãs e muito mais. Quer saber das novidades deste talentoso grupo? Então, não perca tempo! Boa leitura!

foto face
Banda Pholhas Fotos: divulgação

Blog Carvalho News – Quanto tempo a Banda Pholhas tem de estrada?

Banda Pholhas – Os Pholhas completaram 48 anos de atividade em fevereiro de 2017, sendo assim uma das mais longevas no cenário artístico musical brasileiro.

CN – Há alguma banda ou cantor que serve de inspiração para vocês?

Banda Pholhas – primeiras influências vêm da década de 1960, com Beatles, Rolling Stones, The Who, Steppen Wolf, Bloodrock, Grand Funk Railroad,  falando dos roqueiros e Bee Gees,  Classics IV, B.J.Thomaz, Johnny Rivers, dos baladeiros.

CN – Como vocês avaliam o nosso atual cenário musical?

Banda Pholhas – O cenário musical não só brasileiro, mas mundial, atualmente é muito dinâmico devido ao tipo de comunicação existente, absurdamente frenética, que conduz os artistas a uma produção desenfreada e em função de um filtro cada vez mais exigente produz sucessos fugazes, porém popularíssimos. O mais difícil é repetir o sucesso mais de uma vez, mas na verdade, sempre foi assim, realizar um novo hit é raro, e isso também depende de mídia adquirida e mais outros ‘n’ fatores.

CN -My Mistake e She Made Me Cry são alguns de seus hits. O que é necessário para que uma canção caia no gosto popular?

Banda Pholhas – Quando se consegue emplacar um primeiro sucesso, a mídia e o público se preparam para a próxima novidade, facilitando assim sua divulgação inicial, porém o produto tem que ser bom e de acordo com a expectativa. No caso dos Pholhas, assim ocorreu com os seguidos sucessos ‘She made me cry’ e ‘Forever’ – foram 3 discos de ouro na sequência, praticamente um a cada ano de 1973 a 1975.

CN – O que os membros do grupo costumam ouvir e apreciar?

Banda Pholhas – Cada um com seu gosto individual em função de suas experiências musicais, o Paulinho Fernandes(bateria) ouve muito Jazz Contemporâneo, Fusion(JazzRock) e algumas pérolas da MPB tais como Ivan Lins, Djavan, Dori Caimmy, Milton Nascimento e Elis Regina;   Bitão(guitarra) curte Rockn’Roll, MPB e World Music;  João Alberto(contrabaixo) ouve Jazz em todas suas nuances, e Elias Jó(teclados)curte também muito Jazz, MPB em suas variadas modalidades e Rockn’Roll.

CN – Sobre o repertório. Como é feito esse processo de composição e escolha das melodias?

Banda Pholhas – Os Pholhas em toda sua carreira sempre trabalharam juntos, e as principais canções foram assim compostas, normalmente durante os ensaios e trabalhos em estúdio com as contribuições individuais que ao final redundavam no ‘jeito’ ou ‘estilo’ Pholhas. Dessa forma foi feito o último produto, as 4 músicas do novo EP – Pholhas cantam as músicas do Rei Roberto Carlos – nova roupagem às canções originais dos anos 1960.

CN -“Pholhas 45”. O que esse cd representa para vocês?

Banda Pholhas – Pholhas 45 anos – possibilitou-nos, em algumas músicas, agregar detalhes tanto instrumentais como vocais que trouxeram uma sonoridade atualizada e, em outras, novos arranjos que satisfizeram nossos planos antes da gravação em si. Trouxe um envolvimento bom e genuíno entre os componentes, e também com os técnicos de gravação como há muito não se via na banda. A colaboração foi total e o resultado muito nos satisfez, motivando-nos a novos trabalhos.

CAPA PHOLHAS 02

CN – Como anda os preparativos para o novo cd?

Banda Pholhas – Estamos na fase de pesquisa, composição e algumas decisões sobre o formato desse novo trabalho, e temos a pretensão de realizá-lo e lançá-lo ainda em 2017.

CN – O Pholhas já levou sua música para fora do país. Qual a melhor lembrança que vocês guardam dessas turnês?

Banda Pholhas – HOJAS – êsse é o nome do LP que a gravadora RCA lançou na Espanha e países de língua espanhola da América Latina. Para isso, os principais sucessos My mistake e She made me cry foram regravados em espanhol na época. Apesar de não ter sido lançado nos EUA, a comunidade hispânica tomou conhecimento do disco em vinil, o que nos possibilitou realizar um belo show em New Jersey em fevereiro de 1975.

CN – Quais os projetos da banda? Há alguma novidade que possa nos adiantar?

Banda Pholhas – Os projetos não param e a banda Pholhas investe em novidades frequentes para as apresentações ao vivo com um moderno audiovisual e as gravações com novas canções que devem ser realizadas ainda êste ano. Além disso, existe o trabalho junto ao seu grande número de fãs, utilizando as ferramentas da internet, imprescindíveis hoje para comunicação rápida e criativa.

CN – Vocês muitos fãs. Qual a mensagem que gostaria de deixar para eles?

Banda Pholhas – A mensagem que toda comunidade ‘Pholhas’ espera é “o show não pode parar” e novidades estarão por aí para muito breve.  Uma banda com todo êsse sucesso alcançado ao longo dessas décadas todas não tem como ser brecada pois já atingiu velocidade de cruzeiro. E assim continuará.

 

 

Narciso Santiago o Cowboy Apaixonado


Ele é considerado a nova revelação do Arrocha Sertanejo. Narciso Santiago, o Cowboy Apaixonado, natural de Nova Canaã (BA) é um cantor que encanta pela simplicidade, talento. Seu hit “Joia Falsa”, sua atual música de trabalho vem cativando pessoas de norte a sul do Brasil. O artista recebeu a reportagem do Blog Carvalho News para falar de carreira, projetos, frustrações e muitos mais. Quer conhecer melhor esse Cowboy? Então não perca mais tempo e leia essa entrevista.

Narciso
Narciso Santiago, o Cowboy Apaixonado                Fotos: divulgação

Blog Carvalho News – De onde surgiu o nome Cowboy Apaixonado?

Narciso Santiago – Quando eu sai da Banda Love Sertanejo, para fazer carreira solo, precisava de uma identidade, ai lembrei do cantor que sou fã da nossa região que usa o nome de Netinho do Forró, o Vaqueiro Cantador, e, como sempre curti o estilo romântico, decidi em uma pesquisa que havia feito usar o nome de Narciso Santiago o cowboy apaixonado, que por sua vez foi bem aceito pelos meus fãs e amigos e pelo publico em geral.

CN – Quando você descobriu que possuía talento musical?

Narciso – Comecei ainda muito cedo, aos 11 anos. Iniciei fazendo participações especiais na igreja e em seguida, devido ao meu desempenho e técnicas vocais que estava adquirindo com certa facilidade, logo fui convidado a participar do coral masculino na igreja e logo após comecei a fazer parte do coral principal.

CN – Você foi vocalista da dupla sertaneja Santana & Santiago e integrante da Banda Love Sertanejo. De lá para cá, o que mudou em sua vida?

Narciso – Bom posso dizer que mudou tudo e radicalmente, pois sempre dividi o palco com outras pessoas, e de repente me vi fazendo carreira solo e tendo que encarar os palcos sozinho, então com isso aumentou a minha responsabilidade e vontade de cada vez mais dar o melhor de mim.

CN – Você é natural de Nova Canaã (BA). Qual sua relação com sua cidade e suas origens?

Narciso – Sim,  nasci e me criei em Nova Canaã e também minha família são todos de lá, e a relação minha e a cidade é de uma insatisfação muito grande da minha parte, pois a 12 anos cantando profissionalmente, nunca pude me apresentar em minha cidade, ou seja os gestores e administradores de Nova Canaã nunca me deram oportunidade e me contratou pra fazer um show para meu povo minha gente, posso dizer que no Brasil ou no mundo eu Narciso Santiago, sou o único artista cantor que nunca se apresentou na própria cidade de origem e nascimento (terra natal) a população me abraçou e está ansiosa para ver um show meu ao vivo. Mas, infelizmente ainda não aconteceu, e para amenizar um pouco cheguei a distribuir gratuitamente para a população mil CDs, através de amigos e da rádio Canaã FM. No meu entender e pelos acontecimentos, na cabeça de alguns não é viável valorizar os artistas da terra.

 

CN – Você parece ser muito apegado à família. O que ela significa para você?

Narciso – Família é a base de tudo, e comigo não é diferente, fui educado dessa forma valorizar sempre uma das obras primas de Deus que é a família.

Narciso2a

CN – O cenário musical mudou bastante nos últimos tempos. Você acredita que atualmente está mais complicado se tornar um artista de sucesso?

Narciso – Não acredito nisso não, sabemos que realmente é difícil porem quem insiste e persiste acaba conseguindo fazer sucesso com certeza. O incrível disso tudo é que chega uma hora que ninguém mais acredita em você e nos teus sonhos. E é ai que a pessoa não pode parar ou desistir. Eu penso assim tipo, (a verdadeira condição para um milagre, são as dificuldades, e a verdadeira condição para um super milagre, é a impossibilidade e é ai que Deus atua).

CN – Quem o Cowboy Apaixonado costuma ouvir?

Narciso – Eu ouço de tudo um pouco, sou bem eclético, porem curto bastante além do meu estilo que é o arrocha sertanejo, o sertanejo raiz e a musica gospel.

CN – Jóia Falsa é a sua atual música de trabalho. Ela possui alguma história?

Narciso – Verdade, essa musica conta a história de um homem que tinha a sua mulher e vivia dando umas puladinhas de cercas e entre uma pulada e outra, se iludiu com uma mulher que não tinha só ele como parceiro ou melhor, como homem. E ela vivia ficando com mais de uma pessoa nas noitadas, e ele se apaixonou e iria deixar a mulher com a qual já vivia há um tempo para ficar com a que estaria apaixonado. Foi ai que ele acordou e abriu os olhos, conseguindo enxergar na verdadeira mulher dele um amor que ele achava não mais existir e acabou ficando com a mulher que verdadeiramente o amava.

CN – Como você escolhe o seu repertório?

Narciso – Meu repertorio é escolhido sempre com muito carinho pois eu preso em dar o melhor pra meus fãs e amigos, devido a ser de uma família tradicional e de maioria evangélica, eu busco sempre musicas com letras que não fazem nem um tipo de apologias errôneas ou letras epicenas e que não tem nem um tipo de agressividade.

Narciso3

CN – Quais as parcerias musicais que gostaria de formar?

Narciso – Tenho sonhos como todo mundo e dois deles é um dia poder dividir o palco com Leonardo e Chitãozinho e Xororó.

CN – Quais os seus projetos?

Narciso – Tenho alguns, por exemplo: continuar cantando sempre, e criar em minha cidade um (centro de recuperação de idoso, um lugar onde os idosos terão estímulos e cuidados necessários). E também um que é muito importante pra minha cidade, criar uma praçaoteca é uma espécie de biblioteca em todas as praças, para estimular a pratica de leituras para as crianças, adolescentes, jovens e adultos, dizem os sábios que quem ler mais, são mais inteligentes.

CN – Já passou por alguma situação engraçada envolvendo fãs?

Narciso – Já, engraçada não sei, talvez constrangedora, uma vez realizando um show teve um pequeno intervalo pra ir ao banheiro desci do palco e caminhei sentido ao banheiro e ao me aproximar me deparei com uma mulher que estava curtindo o show com o marido ou companheiro dela, deu pra ver que ela estava usando aliança e ai ela queria me agarrar e me beijar a força, perguntei mas você não esta acompanhada ela me disse que sim, mas falou com ele (companheiro) que também iria ao banheiro pra ele não levantar suspeita e que ela queria de qualquer forma me beijar porque ela disse que sentia atrações por homens de barba ai dei risadas e pedir logo ajudas a um dos produtores do evento, foi que o rapaz veio e me ajudou a me livrar daquela situação.

CN – Qual a mensagem que gostaria de deixar para seus fãs?

Narciso – Quero dizer a todos os meus amigos, fãs, simpatizantes do nosso trabalho em geral que: por mais difícil que seja o seu problema nunca desista de lutar, eu, você ou melhor nós somos uma das obras primas de Deus. Ele sendo Deus nunca desistiu de nós então não devemos desistir nunca dos nossos sonhos e objetivos. A melhor forma de conseguir vencer qualquer batalha e obstáculos, é dobrando e jogando os joelhos no chão, orar e conversar com Deus. Quero agradecer a todos que de alguma forma contribuíram para que tudo isso viessem acontecer, grato a Deus sempre.

 

Lívia Andrade


livia-andrade
Lívia Andrade Foto: divulgação

Ela é linda, espirituosa, alegre, franca e talentosa. Lívia Regina Sorgia de Andrade, ou Lívia Andrade é uma daquelas artistas que agrada de crianças a idosos. Ela também é sinônimo de carnaval talvez por sua longa passagem à frente da bateria da escola de Gaviões da Fiel de São Paulo. Lívia também é presença certa no quadro dominical “O Jogo dos Pontinhos”, no Programa Sílvio Santos (SBT), geralmente dando respostas muito engraçadas. Difícil imaginar que, quando jovem, a atriz era inibida. “Na época da escola eu era muito tímida”, revela. Entre um compromisso e outro, Lívia recebeu gentilmente a reportagem do Blog Carvalho News para falar da carreira, inveja no meio artístico, planos e muito mais. Quer saber mais? Então leia a entrevista a seguir.

Blog Carvalho News – Você iniciou sua carreira aos 13 anos, como modelo, realizando algumas campanhas publicitárias. Naquela época quais eram os seus planos?

Lívia Andrade – Naquela época eu só queria começar a trabalhar para ter minha independência financeira e começar a ser alguém na vida, o meio da moda e o meio artístico meio que entraram na minha, e como entrava uma grana legal, achei interessante, afinal eu queria ganhar meu dinheiro.

Blog Carvalho News – De que forma essa rotina de trabalho impactou sua vida?

Lívia Andrade – Mais jovem eu tinha muita disposição para trabalhar e não queria perder nada, porém dependia da ajuda da minha mãe ou tio pra me levar e acompanhar, é um meio perigoso cheio de gente querendo tirar proveito e eu já sabia que deveria tomar alguns cuidados como não ir sozinha pra lugar nenhum, acho que atrapalhei a vida deles um pouco (risos). Eu estudava nessa época e sempre fui boa aluna, nunca repeti ou fiquei de recuperação. A única coisa chata e que me atrapalhava as vezes eram os outros alunos, como eu aparecia na TV ou em alguma campanha ficava ouvindo gracinhas e provocações o tempo todo. Isso me dava preguiça e tinha dias que eu não queria ir pra escola para não ter que passar por isso, era muito tímida na época.

livia andrade 53535
Lívia: “A música sempre me perseguiu” Foto: divulgação

Blog Carvalho News – Você já gravou dois álbuns nos estilos Pop e Funk Carioca, além da música “Sou Corinthiana”. Quando percebeu que possuía talento musical? E por que não investiu nessa área?

Lívia Andrade – .A música sempre me perseguiu, fiz até umas aulas de canto porque cantar era uma maneira de ganhar dinheiro, ter o que vender no caso, no Programa Fantasia a gente já fazia shows pelo Brasil cantando e dançando, depois veio o grupo Mallandrinhas e a gente se apresentava cantando também. Na época eu não gostava de cantar, ficava bem nervosa e irritada dentro do estúdio pra colocar voz. Já quiseram investir nisso no passado, eu iria gravar o álbum no Japão e lançar aqui mas não quis ir… cantei em Carrossel, tem música minha em dois CDS e fiz muitos shows de Carrossel pelo Brasil todo. Cantei o tema de final de ano do SBT. Já fiz parceria com outros grupos e já tive músicas tocando em rádios pelo Brasil todo ficando entre as mais pedidas. Mas sempre vou pra onde a vida me leva, pra onde está rendendo mais (risos) não dou murro em ponta de faca, sou ansiosa e imediatista. Como artista acho que tenho que fazer um pouco de tudo e que mais me encanta são os shows, toda produção para uma apresentação e acho que meu talento musical é limitado perto de tantos talentos que temos por aí.

livia e silvio
Lívia e o apresentador Sílvio Santos. Reprodução do Instagran

Blog Carvalho News – “Você já atuou na peça “Aconteceu com Shirley Taylor”, no filme “Simplesmente Natasha”, bem como nas novelas “Corações Feridos” , “Carrossel” e “Vende-se Um Véu de Noiva” Como se preparou para interpretar esses personagens?

Lívia Andrade – Estudei teatro por um tempo, trabalhei com grandes talentos e aprendi muitas coisas na prática com grandes artistas dos quais tive o prazer de trabalhar, fiz parte do elenco da Praça é Nossa por uns anos e acho que tenho uma certa facilidade para me transformar. Sempre quis fazer parte do elenco de uma novela, fiz muitos testes até chegar a minha vez e conseguir um papel… comecei fazendo figuração, depois participações , até conseguir um papel. O primeiro foi Janaina em Corações Feridos, depois veio Suzana em Carrossel e Barbara em Chiquititas.

Blog Carvalho News – Suas características mais evidentes são a espontaneidade e a coragem para dizer o que pensa. O que dá medo em você?

Lívia Andrade – Aprendi a ter coragem pra enfrentar a vida de frente, não ter medo! O que me assusta são as pessoas cada vez mais superficiais, sem personalidade, sem voz ativa! Acabam perdendo a essência e a individualidade, vivem fazendo média e política, tentando se enquadrar ou seguindo padrões  Como não faço média e nem política perco muitas oportunidades, mas mesmo assim não tenho medo é preciso aceitar o sistema e ir até onde eu posso e suporto pois preciso ter paz para ser feliz. No dia que perder minha essência ou mudar meu jeito de ser perco a paz e aí pra mim não serve!

Blog Carvalho News – Quais as melhores lembranças que você guarda na memória?

Lívia Andrade – São muitas… muitos momentos de total felicidade, coisas estranhas que aconteceram também, momentos de risco e perigo dos quais passei e superei. Da pra escrever um livro (risos) memórias boas ou ruins todas foram importantes e fizeram de mim quem sou hoje.

Livia new 2
Lívia é presença marcante no carnaval Foto: Léo Franco Ag. News

Blog Carvalho News – Muitos afirmam que o ambiente televisivo é cruel, em virtude da grande concorrência, vaidade, fofoca e inveja. Como você se protege desses sentimentos e de pessoas negativas quando as identifica?

Lívia Andrade – Em todo lugar tem..  mas o meio artístico é realmente premiado (risos) além de ter muita fé, rezar bastante eu me afasto, evito contato e quando tenho que conviver trabalhando, quando  chego em casa tomo um belo banho de sal grosso ou ervas pra descarregar as energias negativas.

Blog Carvalho News – Ser uma pessoa pública tem um lado bom e outro ruim. Qual sua estratégia para manter sua vida pessoal preservada?

Lívia Andrade – Não usar coisas da vida pessoal ou pessoas para se promover… o que devemos divulgar é o nosso trabalho apenas. Se não tenho nada de interessante, fico quietinha na minha. A partir do momento que você abre sua vida pessoal vai ser cobrada para sempre. Não gosto de expor as pessoas e nunca precisei usar alguém ou um relacionamento para aparecer ou me promover, então nunca tive esse tipo de problema.

Blog Carvalho News – Quais são seus projetos?

Lívia Andrade – Não faço projetos. Não lido bem com as mudanças de planos do meio do caminho, prefiro me surpreender sempre do que me frustrar com algo que pode não dar certo! Deixo a vida me levar…

Blog Carvalho News – Qual a mensagem que gostaria de deixar para os leitores do blog?

Lívia Andrade – Estejam preparados para receber as oportunidades que a vida dá… nem sempre o que está reservado pra gente é o que queremos. Sonhem mas mantenham os pés no chão. O nosso destino e os planos de Deus com certeza são melhores e maiores do que a nossa vontade própria.