Passagem da Tocha Olímpica movimenta Sul baiano


Por volta das quinze horas do último sábado (21), o comboio da tocha olímpica Rio 2016, entrou no município de Ibicaraí na Bahia, e, logo foi saudado por atletas de capoeira com seus timbaus e birimbaus, em seguida, foi à vez dos representantes do candomblé, que saudaram a todos e em especial ao fogo olímpico com banho de pipoca e água de cheiro, desejando há todos muito axé.

O fogo olímpico chegou à Terra Santa, pelas mãos de três alunos do colégio Estadual Eduardo Spínola, também estava presente na recepção, o prefeito Lenildo Santana acompanhado do Deputado Estadual Rosemberg Pinto, de vereadores, do prefeito de Firmino Alves Lero Cunha, de secretários de governo e varias outras autoridades regionais.

Durante todo o percurso, aconteceram apresentações, por parte do alunado das redes estaduais, municipais e particulares de ensino, sempre com o tema voltado para os jogos olímpicos.

Foram os condutores, Raimunda do Correio, Alexon Silva, Joel Gomes, Maria Raimunda, Julival Pereira, Cassio e finalizando e grande campeão Pompilio Céo Neto, todos muito aplaudidos em seus percursos.

Em Itabuna, o revezamento da Tocha Olímpica foi repleto de emoção e alegria.  Desde que o símbolo das Olimpíadas Rio 2016 chegou à Vila Olímpica Professor Everaldo Cardoso, no São Caetano, em todo o percurso de cerca de 5,5 quilômetros atletas condutores e o público pode ver um pouco da diversidade oferecido pela Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC).

Adriely Valter, primeira grávida a conduzir a Tocha
Adriely Valter, primeira grávida a conduzir a Tocha

O evento contemplou a participação de cinco personalidades locais indicadas pelo prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, diante do destacado trabalho de cada um e do empenho e incentivo à prática de esportes ou mesmo pelos resultados alcançados como desportistas. Nesta lista, entraram a professora Oscarlina Magalhães Silva (Kalila), uma das maiores incentivadoras do esporte e atleta de Vôlei do Grapiúna Tênis Clube; Maruse Dantas Xavier, nadadora premiada nacionalmente; Pedro Sebastião Filho (Pedro das Medalhas), medalhista do Atletismo nacional e participante de maratonas; Paulo Roberto da Silva Rezende (Paulão), ex-atleta de Handebol; e Dinamar Guimarães, chefe da Força Tarefa Local que preparou a cidade para o evento.

O momento da passagem da Tocha Olímpica por Ilhéus foi uma oportunidade de mostrar à população e visitantes o potencial artístico-cultural desta terra. No decorrer dos 5,8 quilômetros do percurso, foram realizadas apresentações de diversos segmentos culturais, como as baianas estilizadas, rodas de capoeira, grupos afro e indígena, e talentos da dança e música locais. Na praia do Cristo, a Tocha foi recepcionada pelo show inédito da Orquestra de Berimbau, atração recém-lançada pela Secretaria Municipal de Cultura (Secult).

A Orquestra de Berimbaus emocionou o público com a interpretação do hino nacional no momento em que a Tocha Olímpica chegou à praia do Cristo. A banda é formada por músicos de vários grupos de capoeira, apoiados por meio do programa Calendário da Capoeira, da Secult, que, desde 2014, apoia eventos, projetos e iniciativas voltadas a esse esporte.

Outra manifestação bastante aplaudida pelo público foi a do grupo indígena Paranã, formado por jovens da aldeia Tupinambá, que se apresentou no palco principal, na Avenida Soares Lopes, antes da chegada da Tocha Olímpica. Outro grupo oriundo de Olivença que também se apresentou foi o da Festa do Divino, que atraiu o público com suas bandeiras e cânticos.

Grande parte das atividades realizadas integra programas desenvolvidos pela Secretaria de Cultura. Para o secretário Paulo Atto, “tivemos a oportunidade de dar visibilidade às ações que já empreendemos na secretaria, e momentos emocionantes marcaram o evento com as nossas apresentações artísticas e culturais. Na ocasião, o lançamento da Orquestra de Berimbaus foi um dos pontos altos da festa”.

O secretário de Esporte e Turismo, Josenaldo Cerqueira, que chefiou a força-tarefa local do revezamento, destacou o apoio de todos envolvidos para o êxito do evento. “Temos que agradecer o empenho de todas as equipes envolvidas, tanto no governo como na sociedade civil. Houve um trabalho conjunto de todas as secretarias, e outros apoiadores como as forças policiais, voluntários, enfim, todos aqueles que se empenharam para que conseguíssemos realizar um belo evento”, concluiu.

 

Ilhéus: revezamento da tocha vai contar com Virada Esportiva


No dia 21 de maio, sábado, a Tocha Olímpica chegará a Ilhéus. Para recepcionar um dos símbolos dos jogos Olímpicos do Rio 2016, a Secretaria Municipal de Turismo e Esporte prepara um percurso de cerca de 9 quilômetros pelas ruas da cidade, além de celebrações, como shows musicais e a Virada Esportiva, entre os dias 21 e 22, para marcar ainda mais esse momento histórico.

Entre os eventos esportivo estão disputa de basquete 3×3, corrida noturna, vôlei de praia, futevôlei, beach tênnis, apresentações de karatê e tae-kwon-do. A programação ocorrerá ao longo da Avenida Soares Lopes, como na quadra poliesportiva, Praça Dom Eduardo (Catedral de São Sebastião), e na praia. De acordo com o titular da Setur, Josenaldo Cerqueira, essas atividades coroam a passagem da tocha por Ilhéus, criando um clima esportivo de incentivo aos atletas locais, além da recreação à comunidade em geral.Tocha Olímpica passa por Itabuna em 21 de maio

A participação nos eventos acontecerá mediante inscrições prévias. Para participar do basquete 3X3, os integrantes das equipes precisam ter 18 anos ou mais e podem se inscrever pelo email [email protected] e pagar taxa de R$ 40 por time, até o dia 13 de maio. Já nos demais eventos as inscrições serão feitas na Secretaria de Turismo e Esportes, até o dia 15 de maio, e o registro nas atividades será gratuito.

Itabuna: Museu Itinerante “Se Prepara Brasil” já recebe visitas


Uma manhã de conhecimento e descobertas sobre as Olímpiadas. Foi assim que a estudante Samanta Santos, 9 anos, classificou sua visita ao Museu Itinerante “Se Prepara Brasil — O Caminho do Esporte até o Rio de Janeiro” sobre uma carreta estacionada na Praça Otávio Mangabeira (Camacan), no centro de Itabuna. A menina, acompanhada da avó Wanuzia Martins, foi uma das primeiras itabunenses a interagir com a avançada tecnologia que exibe histórias e fatos sobre o maior evento esportivo mundial. A visitação foi aberta hoje às 9 horas e prossegue até às 18 horas de amanhã com acesso gratuito ao público.

A exposição reúne peças dos acervos do Comitê Olímpico Internacional (COI), do Comitê Olímpico do Brasil (COB) e do Comitê dos Jogos Rio 2016, além de coleções particulares. “O Museu é muito lindo. Aqui tem os mascotes das Olimpíadas Rio 2016, chuteiras dos jogadores de futebol, mas o que mais gostei foi da mesa digital, que a gente pode mexer para ler as informações sobre os jogos olímpicos e também sobre a cidade do Rio de Janeiro”, a pequena Samanta, que não continua sua felicidade.

O Museu Itinerante também foi visitado por um grupo de 34 crianças do Centro Comunitário de Assistência Social da Legião da Boa Vontade (LBV). As crianças e adolescentes, entre cinco e 14 anos, assistiram com atenção os vídeos exibidos com relatos e caracterização das Olimpíadas ao longo da história e a exposição. O grupo esteve acompanhado da educadora Nilma Lucas, que também se mostrou bastante entusiasmada. “Os alunos estão encantados com esta visitação que, além de diversão, é conhecimento, já que é um museu bastante interativo. Puderam manusear a mesa digital e aprender sobre a história das Olimpíadas e do Brasil e das cidades por onde a Tocha Olímpica passará”, comentou.

Para o estudante William Gonçalves, que se disse apaixonado por tecnologia, a visita despertou muito interesse pela história do Maracanã, um dos estádios onde os jogos olímpicos serão realizados. “Li as informações exibidas pela mesa digital sobre o Maracanã, que para receber as Olimpíadas foi ampliado e agora tem espaço 60 mil pessoas. Antes tinha capacidade para 45 mil lugares”, relatou. “Também vi os novos modelos de chuteiras coloridas usadas pelos jogadores muito diferentes daqueles do passado que pareciam duras e desconfortáveis”, acrescentou.

Além da carreta com Museu Itinerante, os estudantes da LBV também visitaram os estandes montados pelo 4º Grupamento de Bombeiros Militares e a Secretaria Municipal para um trabalho de divulgação e prevenção das doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) pelo pessoal do Centro e Referência, Assistência e Tratamento (CERPAT). A exposição estará aberta ao público das 9 às 18 horas.

A coordenadora do Comitê Olímpico em Itabuna Dinamar Guimarães informou que as escolas da rede pública e particular podem agendar a visita com as consultoras da Bradesco Seguros, na Praça Otávio Mangabeira. Também visitaram a carreta olímpica, os quatro condutores da Tocha Olímpica indicados pelo prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, os atletas de futebol Paulo Roberto Rezende (Paulão); do atletismo Pedro Sebastião Filho, o Pedro das Medalhas; da natação Maruse Dantas Xavier; e a professora aposentada de Educação Física Oscarlina Magalhães Silva (Kalila).

Também prestigiou a abertura do evento o vice-prefeito Wenceslau Junior, que representou o prefeito Claudevanen Leite, o secretário municipal de Esportes e Recreação, José Evaristo Cardoso Neto, a presidente da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania, Nilmecy Gonçalves, o ex-secretário Evans Maxwel Silva, o representante da Polícia Rodoviária Federal, 4º Grupamento de Bombeiros e 15º Batalhão de Polícia Militar e desportistas.

Fotos: Gabriel de Oliveira

 

Itabuna fará exposição que conta a história da Olimpíada


Tocha Olímpica passa por Itabuna em 21 de maio

Uma readequação na logística e itinerário das duas carretas que ercorrerão o território nacional com o “Projeto Se Prepara Brasil” resultou na mudança de data para Itabuna receber a exposição que conta a história das Olimpíadas e a participação brasileira no maior evento esportivo do planeta. O novo período anunciado pela Comissão Organizadora será de 9 a 11 de abril. Antes a marcada para a exposição itinerante era de 29 de março a 1º de abril.

Apesar da mudança, o local permanecerá o mesmo: Praça Camacan, centro de Itabuna. A exposição ficará aberta das 9 às 19 horas, com acesso gratuito da população.

Entre as 329 cidades brasileiras que farão parte do trajeto da Tocha Olímpica Rio 2016, Itabuna está entre as 44 que receberão o “Projeto Se Prepara Brasil”, patrocinado pelo Bradesco Seguros. Uma carreta, com 16 metros de comprimento e quatro metros de largura, vai expor filmes, imagens e objetos que contam a história da competição e a trajetória de atletas de todo o mundo. Duas carretas foram preparadas pelos organizadores para percorrer o país de norte a sul, simultaneamente.

Ao ter acesso à carreta, o visitante vai se deparar com três telões onde serão exibidos filmes sobre a história da Olimpíada, as conquistas e participações nacionais e como ocorreu a candidatura do Rio para sediar o maior evento esportivo do planeta. Em seguida, os visitantes vão ter acesso a dois totens interativos, onde poderá conhecer o desempenho do Brasil por modalidades, ficar a par da trajetória de atletas brasileiros na competição e ainda “matar” curiosidades a respeito da participação brasileira em Olimpíadas.

Uma grande vitrine trará réplicas e materiais originais do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e a cadeia evolutiva da tocha olímpica, com seus mais diversos designers e mudanças tecnológicas. “Tudo foi planejado para ser autodidático, mas teremos pessoas especialmente preparadas auxiliando a visita”, explica Caco Lopes, coordenador do projeto. Até 20 pessoas, simultaneamente, poderão visitar a exposição.

Caco explica que a realização da exposição, antes da passagem da Tocha Olímpica por Itabuna, tem o objetivo de reforçar na população sul-baiana a vontade de conhecer o espírito olímpico. “Daí a nossa proposta de integração com escolas, comércio, indústrias, etc.” destaca. A exposição “Se Prepara Brasil” é uma realização do Bradesco Seguros, com incentivo do Ministério da Cultura e o apoio local da Prefeitura de Itabuna.