STF determina que Ministério da Saúde esclareça previsão de início de vacinação contra Covid-19 em 48 horas


A previsão é de que mais de 51 milhões de pessoas de grupos prioritários sejam vacinadas

Neste domingo (13), o Ministério da Saúde recebeu o prazo de 48 horas para informar datas de início e término do plano nacional de operacionalização da vacinação contra a Covid-19. A decisão foi tomada pelo ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF). 

Ministro Ricardo Lewandowski. Foto: divulgação

O governou entregou o plano de imunização ao STF na sexta (11) e a divulgação do conteúdo foi feita no sábado (12). De acordo com o documento, a previsão é de que seja disponibilizado 108,3 milhões de doses para mais de 51 milhões de pessoas de grupos prioritários, divididos em quatro fases.

Segundo a TV Globo, o Ministério da Saúde informou que aguarda a notificação para responder à determinação no tempo solicitado.

Entenda o caso 

Apesar da divulgação do plano, o documento não apresenta uma data para o início da vacinação dos integrantes desses grupos, que incluem profissionais de saúde e idosos, entre outros.

O plano encaminhado ao Supremo é acompanhado por uma nota técnica que estima vacinar esses grupos prioritários ao longo do primeiro semestre de 2021.

No despacho, o ministro determina a intimação do ministro da Saúde e do advogado-geral da União.

“Apresentar uma data, especificar um imunobiológico e apresentar informações sem a devida identificação de uma vacina aprovada pela Anvisa, não condiz com as práticas de segurança e eficiência do Programa Nacional de Imunizações da pasta, que não trabalha com fulcro em especulações desprovidas de confirmações técnicas e científicas”, afirmou o Ministério da Saúde em nota divulgada antes da decisão do STF. 

O ministro Ricardo Lewandowski pediu o adiamento das ações que tratam do tema no STF após a entrega do plano. Já o presidente da Corte, ministro Luiz Fux, retirou os casos da pauta. A previsão é de que a análise ocorresse na próxima quinta-feira (17). 

Outra previsão é de que o plano seja apresentado e explicado à população na quarta-feira (16) e que o documento ainda pode sofrer modificações durante o seu processo de implementação, segundo a pasta. 

Chef sai da disputa pela herança deixada por Gugu Liberato


A informação é do site Notícias da TV. Uma reviravolta na disputa pela herança do apresentador Gugu Liberato morto em novembro do ano passado, aos 60 anos. Thiago Salvático, 32, desistiu da luta. O empresário e chef de cozinha afirma que manteve um relacionamento amoroso por mais de oito anos com o apresentador e queria o reconhecimento da união estável dos dois.

Os advogados de Salvático teriam protocolado sua decisão de encerrar a disputa na sexta-feira (29), sendo o documento protocolado pelo juiz José Walter Chacon Cardoso e publicado nesta segunda-feira (1º).

Salvático, que vive na Alemanha, falou pessoalmente sobre a relação que manteve com Gugu há algumas semanas, no programa Fantástico (Globo). Na ocasião, ele afirmou que “foi uma relação baseada em muito amor, cumplicidade e na comunhão de vidas que eu tenho muito orgulho de ter vivido”.

“Posso falar, com a tranquilidade de quem conviveu mais de oito anos com ele, que o maior sonho dele seria poder viver em um mundo sem preconceitos, sem julgamentos pela orientação sexual, em que as pessoas pudessem manifestar livremente o amor, sem sofrer qualquer tipo de consequência”, disse ele.

A reportagem tentou contato com Salvático, mas ele ainda não respondeu. Em nota enviada à coluna Léo Dias, do jornal Metropoles, ele afirmou que a desistência não significa que “abri mão do direito ao reconhecimento da união estável. No entanto, por razões de foro íntimo, prefiro não dar prosseguimento à ação neste momento”.

Globo terá que reintegrar Izabella Camargo


A jornalista Izabella Camargo recebeu uma ótima notícia. A Justiça determinou que a TV Globo a reintegre ao seu quadro de funcionários. Um oficial levou hoje, 04/07, por volta das 13h30, a notificação ao prédio da emissora, em São Paulo. A cena chamou a atenção de quem estava por perto e a notícia pegou de surpresa os colegas da emissora.

Izabella foi apresentadora da previsão do tempo dos telejornais Hora 1 e Bom Dia, Brasil, que vão ao ar respectivamente de madrugada e pela manhã, durante seis anos. Para entrar no ar, ela precisava trocar o dia pela noite. Após voltar de uma licença médica, ela foi demitida. Ia jornalista contou na época que acreditava que a dispensa ocorreu por possuir burnout, síndrome resultante de excesso de trabalho.

Em depoimento a Revista VEJA, em janeiro, Izabella relatou: “Sofri muita incompreensão. Entre um sintoma e outro, levava laudos para meus chefes pedindo só uma mudança de horário. Voltei de uma licença médica e fui dispensada. Uma doença assim não é bem-vista nas empresas. Algumas preferem até dizer que o funcionário quebrou o pé a confirmar a síndrome”.

Casseta & Planeta na Rede TV


casseta-e-planeta-globo
Rede TV pode ter Casseta e Planeta Foto: divulgação

A informação é do colunista Ricardo Feltrin. A RedeTV! estaria prestes a fechar um contrato com os humoristas remanescentes do “Casseta & Planeta”. As negociações entre o canal e os atores já estariam bem avançadas.A ideia inicial seria um programa semanal em horário nobre. Porém, o tempo de duração, nome e formato ainda estariam sendo definidos. A aproximação entre os envolvidos foi promovida pelo novo superintendente artístico da emissora, Ricardo de Barros, que dirigiu os comediantes na Globo, no ano de 2012.É esperar para ver!