Itabuna: município cadastra idosos com dificuldade de locomoção para vacinação contra o covid-19


Marcelo Carvalho

Parentes ou cuidadores de idosos com dificuldade de locomoção, já podem fazer o cadastro nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Unidades de Saúde da Família (USF) mais próxima.  A medida é necessária para que tomem a vacina contra o novo coronavírus em casa tão logo novas doses sejam disponibilizadas pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab).

Segundo a coordenadora da Rede de Frio, Camila Brito, são requisitos a carteira de identidade (RG), Cartão SUS, CPF e comprovante de residência. “Após a coleta de dados, vamos distribuir as doses para os profissionais dos postos de saúde iniciarem a vacina em domicílio”, acrescentou. Pode ser efetuado cadastro nas UBS e USF de quaisquer idosos acamados ou com dificuldade de locomoção.

Na quinta-feira, dia 4, em quatro locais da cidade aconteceu, pelo sistema drive- thru, a vacinação para idosos acima dos 90 anos no Centro de Saúde José Maria de Magalhães Neto (antigo Sesp) Praça Antoninho Queiroz, no Bairro de Fátima; Praça do Rotary, no Góes Calmon; e próximo à Faculdade Santo Agostinho, no Nova Itabuna. Foram destinadas 980 doses da Coronav, sendo imunizados 391 idosos.

A secretária municipal de Saúde, Lívia Mendes Aguiar, afirmou em entrevistas que esse modelo de vacinação (drive-thru) foi adotado por dar mais comodidade às pessoas. Lívia informou  que o quantitativo de vacinas usado na primeira dose foi definido pela Secretaria de Saúde Bahia,. “Daqui há quatro semanas vamos receber uma quantidade igual de vacinas para assegurar a segunda dose desse grupo”, afirmou.

A Rede de Frio estipulou que na segunda-feira, dia 8, serão vacinados contra a Covid-19 os motoristas da Secretaria Municipal de Saúde, a partir das 8 horas no antigo Sesp. Na parte da tarde haverá a entrega de vacinas de rotina. Na terça-feira, serão vacinados os Agentes de Endemias, também a partir das 8 h, no mesmo local.

A Secretaria Municipal de Saúde também adverte que calendários falsos de vacinação (fake news) estão sendo divulgados nas redes sociais. Além de prejudicar a programação oficial de vacina, o repasse cria falsa expectativa nas pessoas. A recomendação é: aguardem a divulgação no site eletrônico da Prefeitura e nas redes sociais oficiais.