Vacinação pode começar ainda nesta segunda no Espírito Santo


Julia Vitoria

Nesta segunda dia 18 de janeiro,  o governador do Estado do Espírito Santo Renato Casagrande viajou para São Paulo num ato simbólico para a entrega das vacinas, e a última frase do governador foi que assim que chegar as vacinas no estado as aplicações começam.

Está previsto para que o estado receba 100 mil doses da coronavac- que foi criada pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Butantan  e teve o uso emergencial aprovado pela Anvisa neste domingo, dia 17 de janeiro.

O governador disse que o plano estadual está pronto. O estado tem agulhas e seringas, preparados para a imunização. No ano passado, foram adquiridos mais de 6 milhões de seringas, para aplicação do primeiro lote da vacina contra o Covid-19.

Vacinação no Espírito Santo

Desde o ano passado, o estado se prepara para vacinar a população em janeiro com devida aprovação. Se as primeiras doses chegarem nesta segunda, o Espírito  Santo pode começar a vacinação antes do previsto pelo Ministério da Saúde, e os municípios da Grande  Vitória já estão preparados.

Em Vitória quem  irá receber as vacinas primeiro serão os idosos, que vivem em instituições de longa permanência e o profissionais da saúde que estão na linha de frente no combate a pandemia. Estes profissionais serão vacinados no próprio local onde trabalham. Assim que chegar mais vacina os idosos com mais de segentabe cinco anos serão vacinados e o agendamento será feito online, o grupo de prioridade da cidade pode chegar a trinta e duas mil pessoas, conforme o processo de vacinação for prosseguindo o município vai estudar postos volantes além de outras estratégias.

Na Serra, os idosos com mais de setenta e cinco anos receberão a vacina em casa, a cidade ainda espera saber a quantidade de doses que receberá para montar um estratégias de vacinação, estão previstas as vacinações pelos drives thrus e agendamento pela internet. Maternidades, escolas, associações comunitárias e hospitais poderão servir como pontos de vacinação.

Já em Cariacica os primeiros vacinados serão os idosos que vivem nas instituições de longa permanência, eles receberão a vacina no local mesmo, o sistema de escalonamento tem previsão de aumentar os horários nas unidades de saúde que serão pontos de vacinação, haverá um site para agendar a vacinação. O município também aguarda para saber a quantidade de doses que receberá para ver se implanta o drive thru e outros métodos de vacinação.

Apesar da sinalização do Ministério da Saúde, Bahia não confirma início de vacinação nesta segunda


Previsão é de que posicionamento final seja divulgado ao longo do dia

Thais Paim

Após sinalização do Ministério da Saúde para início da vacinação contra a Covid-19 nesta segunda-feira (18), a expectativa se tornou grande em diversos estados e na Bahia não seria diferente. Até o momento, o governo não confirmou se vai iniciar a aplicação de doses do imunizante ainda hoje. 

A vacinação estava marcada para começar na quarta-feira (20), mas a pasta federal antecipou e abriu possibilidade para que os estados iniciem logo após receber as doses, que já começaram a ser distribuídas a alguns estados. 

O secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, afirmou não ter recebido documento oficial sobre a autorização de antecipação, até o momento. Além disso, segundo ele, o voo com as doses para a Bahia estava previsto para sair de São Paulo, inicialmente, às 8h50min, mas o horário foi mudado para as 18h. 

Com isso, ele afirmou que: “Se for assim, dificilmente haverá possibilidade de iniciar hoje na Bahia”. 

A Bahia não está entre os 10 primeiros estados a receberem as doses. Serão destinadas 319.520 doses das 6 milhões disponíveis no Brasil, de acordo com informações do G1 Bem Estar. 

“O importante é fazer a distribuição com muita cautela e responsabilidade. São produtos imunobiológicos perecíveis que necessitam cuidado especial. Além da questão de segurança”, completou Vilas-Boas.

Secretário da Saúde da Bahia diz que atual comportamento da pandemia impede realização do Enem


Posicionamento foi compartilhado através das redes sociais

Thais Paim

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) está se aproximando e a pressão para que a prova seja adiada novamente aumenta. O motivo? O agravamento da pandemia do novo coronavírus em diversos estados do Brasil, com o crescimento do número de casos e óbitos pela doença. Nesta terça-feira (12), foi a vez do secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, se posicionar e apoiar o movimento que pede um novo adiamento das provas. 

O Enem, marcado para os próximos dois domingos (17 e 24) acontecerá presencialmente, apesar de entidades médicas, políticos, associações científicas e estudantes cobrarem uma nova mudança na data das provas. O exame estava inicialmente previsto para novembro de 2020. 

Em sua rede social, o titular da Sesab fez uma publicação em que argumenta que o comportamento da pandemia em todo o Brasil impede que o exame seja realizado.  

“O comportamento assimétrico e de franca expansão da pandemia no Brasil impede a realização do ENEM na data de 17 de janeiro de 2021. Em praticamente todos os Estados do Brasil diversas regiões de saúde apresentam alto risco de transmissão da COVID-19”, afirmou Vilas-Boas no Twitter. 

Ele seguiu afirmando que “diante do iminente início do processo de vacinação da população brasileira, entendemos ser oportuno e necessário prorrogar a realização do exame”. Além disso, a hashtag #adiaenem também foi usada por ele. 

Além do secretário da Saúde da Bahia, senadores e deputados baianos têm se manifestado a favor do adiamento da prova. 

Por sua vez, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), ligado ao Ministério da Educação e responsável pelas provas, não pretende mudar as datas.

Sesau anuncia criação de grupo técnico para vacinação contra Covid-19 em AL


Decisão foi publicada no Diário Oficial desta quarta-feira (06)

Thais Paim

A vacinação contra a Covid-19 tem se tornado a cada dia uma realidade mais próxima e foi pensando nisso que a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) instituiu o grupo técnico que vai acompanhar o processo de imunização da população. 

Segundo informações da secretaria, as ações e estratégias para a operacionalização do Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19 em Alagoas serão acompanhadas pelo grupo. É também através dele que serão definidos o público-alvo e grupos prioritários para imunização. 

Além disso, os municípios também vão contar com orientações sobre todo o processo. O grupo foi instituído nesta quarta-feira (06), após a decisão ter sido publicada no Diário Oficial do Estado (DOE), sendo assinada pela gestão da Sesau.

Confira abaixo a composição da equipe: 

Presidido pelo secretário estadual de Saúde, Alexandre Ayres, também terá na sua composição, Herbert Charles Silva Barros (coordenador-geral); Renilda Santos Barreto (representante do Conselho Estadual de Saúde); Rodrigo Buarque Ferreira e Larissa Cândido Guimarães (do Conselho de Secretários Municipais de Saúde); além de Micheline Tenório (Ministério Público Estadual) e Roberta Lima Barbosa Bomfim (do Ministério Público Federal).

De acordo com a portaria, as ações do grupo técnico serão norteadas aos parâmetros apresentados pelas equipes técnicas da Secretaria de Estado da Saúde. Nenhum deles vai receber salário por este trabalho.

Sobre o processo da vacina 

Atualmente, há inúmeras vacinas contra a Covid-19 em estudos de fase III (testes em humanos), e algumas já estão sendo utilizadas emergencialmente em alguns países, embora não haja, ainda, um imunizante registrado na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Recentemente o governador Renan Filho anunciou que o Estado tem a intenção de adquirir 1 milhão de doses da vacina Coronavac, que está sendo desenvolvida no laboratório brasileiro Butantan, em São Paulo, a partir de matéria-prima fabricada em laboratório chinês. O Governo Federal, por outro lado, aposta na vacina de Oxford (do Reino Unido), mas ainda não divulgou uma data precisa para início da imunização.

Itabuna: prefeitura convoca pais e responsáveis para vacinação de crianças contra a poliomielite


Essa informação é para você morador de Itabuna (BA) e possui crianças com idade entre um e cinco anos (01 a 05). A prefeitura municipal, através da Secretaria Municipal de Saúde, convoca os pais e responsáveis de crianças com idade entre 01 e 05 anos, para vacinação contra a poliomielite. É preciso comparecer ao posto de saúde mais próximo de sua residência, munido de caderneta de vacina e cartão do SUS da criança. Importante lembrar que também devem levar cópia da primeira página da caderneta e da página do controle de vacinas, para que sejam atualizados os dados das crianças no sistema da Secretaria Municipal de Saúde.

Efeitos Pandemia

Infelizmente, por conta da pandemia da COVID-19, muitos pais têm deixado de ir ao posto de saúde para vacinar suas crianças, o que levou até o momento, a menos de 50% de cobertura vacinal. Vale ressaltar, que estão sendo adotadas todas as medidas de segurança. A imunização ocorre em todas as unidades de saúde da cidade. Vale ressaltar que no bairro Santo Antônio, onde o posto de saúde está em reforma, a vacinação ocorre no Grupo Escolar Luiz Viana Filho, situado na avenida José Monstans.

Itacaré: vacinação contra sarampo irá até o dia 31 de agosto


Através da Secretaria Municipal de Saúde, a Prefeitura de Itacaré estará realizando até o dia 31 de agosto a Campanha de Vacinação contra o Sarampo. O público alvo são pessoas na faixa etária de 20 a 49 anos. O objetivo é imunizar um número cada vez maior de pessoas contra a doença. Em Itacaré a vacinação está disponível na Unidade Básica de Saúde Otto Alencar, no centro da cidade, e nos postos de saúde dos bairros da Passagem e Santo Antônio. Já no distrito de Taboquinhas a vacinação está sendo feita no Posto de Saúde Maria de Lourdes.
O sarampo é uma doença viral aguda, considerada uma das mais contagiosas, com potencial para ser extremamente grave, afetando principalmente crianças menores de 5 anos, especialmente as mal nutridas e bebês não vacinados, mas que pode acometer também pessoas em qualquer idade não vacinadas. A única medida efetiva de prevenção contra o sarampo é a vacina Tríplice Viral, distribuída gratuitamente nos postos de saúde e que também imuniza contra caxumba e rubéola.
 Os sintomas iniciais apresentados pelo doente são: febre acompanhada de tosse persistente, em geral seca e irritativa, irritação ocular (sensibilidade à luz), corrimento do nariz, dores pelo corpo e manchas vermelhas na pele. Entre as complicações da doença, que podem advir da doença, estão: infecções respiratórias, inflamação nos ouvidos, encefalite com dano cerebral, surdez e lesões severas de pele. Em gestantes, o sarampo pode provocar um aborto ou um parto prematuro.

Itabuna: alunos da rede municipal de ensino precisam ter vacinação atualizada


A Prefeitura de Ilhéus, através da Secretaria de Saúde (Sesau) está convocando pais e responsáveis de estudantes já matriculados na rede municipal de ensino à comparecerem às salas de vacinas do município para atualização da carteira/cartão de vacinação de crianças e adolescente. De acordo com nota técnica emitida pelo governo estadual, a ausência da declaração não impossibilita a matrícula ou rematrícula. Contudo, os pais ou responsáveis têm que regularizar a situação em um prazo máximo de 30 dias.

Se isso não ocorrer, a escola é obrigada por lei a comunicar a situação ao Conselho Tutelar para providências cabíveis. Em até 60 dias da notificação aos pais, mães e ou responsáveis, as unidades escolares deverão emitir uma lista nominal das crianças e adolescentes em situação vacinal irregular. A ação, que conta com o apoio da Secretaria Municipal de Educação (Seduc) atende cumprimento da Nota Técnica Nº 02/2019 e a Portaria Conjunta Nº 1 de agosto de 2018, divulgada pelas secretarias da Saúde e de Educação do Estado da Bahia (SESAB/SEC).

As vacinas ofertadas pelo Programa Nacional de Imunização (PNI) estão à disposição nas salas de vacinas do município, permitindo o acesso de crianças, adolescentes, adultos e idosos. Entretanto, apesar dos esforços e conquistas, atualmente há risco potencial de reintrodução no Brasil de doenças imunprevencíveis já eliminadas ou em fase de eliminação, em decorrência de um expressivo contingente populacional que não está com situação vacinal em dia, embora reconheça-se a importância da imunização para prevenção de doenças.

Relação das salas de vacinas ativas no município de Ilhéus:

Módulo Sul

  • ·         ESF Nossa Senhora da Vitória 1, 2 e 3: de segunda à sexta-feira, das 7 às 12h e das 13 às 16h.
  • ·         ESF Ilhéus 2: de segunda à sexta-feira, das 13 às 16h.
  • ·         UBS Nelson Costa: de terça à sexta-feira, das 7 às 15h.
  • ·         UBS Olivença: de segunda à sexta-feira, das 7 às 15h.
  • ·         UBS Hernani Sá: de segunda à sexta-feira, das 7 às 22h

Módulo Centro

  • ·         UBS Conquista: de segunda à sexta-feira, das 7 às 17h
  • ·         CAE III: de segunda à sexta-feira, das 7 às 17h

Módulo Norte

  • ·         UBS Sarah Kubitschek/CSU: de segunda à sexta-feira, das 7 às 12h

Módulo Oeste

  • ·         UBS Euler Ázaro: de segunda à sexta-feira, das 7 às 17h
  • ·         Vila Cachoeira: uma vez na semana
  • ·         Banco da Vitória: de segunda à sexta-feira, das 7 às 12h
  • ·         Salobrinho:  de terça à quinta-feira, das 7 às 12h
  • ·         Morada do Porto: segunda-feira pela manhã

Itabuna: meta é vacinar mais de 11 mil crianças contra pólio


Já está tudo pronto para a Campanha Nacional de Vacinação contra a Pólio e Sarampo em Itabuna. A equipe técnica da Secretaria Municipal de Saúde, estudantes de Curso de Enfermagem, além de outros voluntários já estão mobilizados para iniciar a imunização em crianças com idade entre 12 meses e menores de cinco anos, a partir da próxima segunda-feira (6), em todas as unidades de saúde do município.

Executada pela Secretaria de Saúde de Itabuna por meio da Rede de Frio, a campanha de vacinação que tem 18 de agosto como o Dia D de imunização, está sendo antecipada no município e se estenderá até o dia 31 deste mês, para garantir que todas as crianças consideradas público alvo, sejam imunizadas.

Todas as unidades de saúde atenderão durante o período da campanha, das 07h30min às 17 horas, de segunda a sexta-feira, a exceção do dia 18 (sábado, Dia D da campanha nacional) que funcionará durante todo o dia. É importante que os pais ou responsáveis levem o cartão de vacinação da criança, como lembra a coordenadora da Rede de Frio, Camila Silva Brito.

Segundo ela, o município pretende imunizar 11.360 crianças contra a poliomielite e a tríplice viral que incluem sarampo, rubéola e caxumba, visando atingir a meta do Ministério da Saúde que é de 95% das crianças dessa faixa etária. Camila informa ainda que nesse período não será realizada vacinação para adultos. “Nossa prioridade no momento é atender nosso público infantil contra doenças que podem ser evitadas por meio da vacina”, frisou.

MPF exige que municípios adotem as medidas para garantir a vacinação de crianças


Prefeitos de 312 municípios brasileiros foram oficiados pelo Ministério Público Federal (MPF) para que adotem as medidas necessárias a fim de garantir a adequada vacinação de crianças.

Dados do Ministério da Saúde apontam que a cobertura vacinal para a poliomielite nessas cidades está abaixo dos 50%, quando a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é que o índice se mantenha em 95%.

No ofício, a procuradora federal dos Direitos do Cidadão, Deborah Duprat, solicita que seja ampliado o horário de funcionamento das salas de vacina, a fim de assegurar a pais e responsáveis a possibilidade de atendimento fora do horário comercial.

O MPF também pede que seja rigorosamente observado o Calendário Nacional de Vacinação, ainda que se tenha que aplicar mais de uma dose por vez – exceto se houver recomendação médica em contrário.

As 312 prefeituras terão de assegurar a implantação do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização e o treinamento adequado de servidores responsáveis pela utilização do sistema, para que as informações de cobertura vacinal cheguem regularmente ao ministério.

Devem ser adotadas ainda medidas para que profissionais da atenção básica – inclusive agentes comunitários de saúde – façam busca ativa de crianças de sua área de abrangência que não estejam com a caderneta de vacinação em dia.

As escolas também deverão ser chamadas a contribuir com o cumprimento do calendário, sendo orientadas a verificar, no momento da matrícula, a caderneta de vacinação do aluno e a informar à família e às autoridades sanitárias casos de ausência de doses obrigatórias.

Surto de sarampo ataca Amazonas e Roraima


Um surto de sarampo atinge os estados do Amazonas e de Roraima. Até o último balanço, divulgado hoje (2) pelo Ministério da Saúde, já haviam sido registrados nos dois estados perto de 500 casos da doença no ano. O surto na região colocou em alerta autoridades estaduais e o Ministério da Saúde.

No total, já foram confirmados 263 casos de sarampo no Amazonas, além de 1.368 ainda em investigação pelos órgãos de vigilância e 125 já descartados. Do total, 82% das ocorrências foram registradas na capital, Manaus.

Em Roraima, os casos confirmados chegaram a 200, com 177 em investigação e 35 já descartados. Em duas situações, ocorreram mortes em decorrência da doença. No estado, a disseminação da doença é associada por autoridades à chegada de venezuelanos, vindos fugindo do país natal.

Vacinação

Segundo o Ministério da Saúde, foram encaminhadas aos dois estados mais de 700 mil doses da vacina tríplice viral, usada para sarampo, caxumba e rubéola. Deste total, 487 mil foram para o Amazonas e 224 mil para Roraima.

No Amazonas, a campanha de vacinação foi adiantada para o mês de abril. O foco foi estabelecido na região metropolitana de Manaus, nas cidades com mais de 75 mil habitantes e nas áreas de fronteira.

Em Roraima, a campanha de vacinação ocorreu em 15 municípios entre os meses de março e abril. Foram administradas 112 mil doses.