Lado místico do turismo religioso


Júlia Vitoria

Religiosos ou não, os turistas do Estado do Espírito Santo (ES) buscam o lado místico da vivência humana. ES possui conventos, igrejas e terreiros e até um  dos maiores mosteiros zen-budistas do Brasil.

O cartão postal capixaba mais famoso é o convento de Nossa Senhora da Penha que fica  localizado  em Vila Velha. As homenagens à padroeira do estado trazem visitantes e devotos de todas as partes do Brasil.A maioria se impressiona com quadros a capela,  imagens e a vista privilegiada do templo que tira o fôlego de muita gente. 

O branco das paredes sobre a luz natural harmoniza com o azul das portas e janelas, o convento da Penha traz uma leveza e sensação de refúgio das coisas que acontecem fora dali. Mas ele é somente um dos refúgios que tem no estado, no norte do Espírito Santo tem a igreja dos Reis Magos  no século 16, localizado no bairro de NoVa Almeida na Serra, ele recebe os visitantes com uma praça com palmeiras imperiais, e um mirante que permite ver as ondas do mar, dando uma harmonia a tudo. 

Santuário da Virgem

Santuário Nossa Senhora das Lágrimas tem uma história repleta de reviravolta. Ela está ligada às aparições da Virgem Maria, além de ocorrências de fenômenos sobrenaturais, uma dessas ocorrências e as chamadas formigas bordadeiras que até então começaram a desempenhar mensagens cifradas e desenhos religiosos até frases legíveis, na árvore que pertence a casa, isso tudo estaria alertando sobre um tempo onde  discórdia entre homens e mulheres traria guerra a humanidade.

Dentro do santuário existe uma exposição das folhas que já foram desenhadas pelas formigas mensagens formadas por pontos quase invisíveis a olho nu ou informações e imagens perfeitamente legíveis desenhadas por elas, o fato é que o museu é o lugar ideal para investigar o enigma: é ver para crer, como diz o ditado  popular.

Obras de proteção na terceira ponte começam em abril


Julia Vitoria

No mês de abril, a terceira ponte ganhará obras para a implantação de  ciclovia e proteção na ponte que liga Vitória e Vila  Velha, Fábio Damasceno Secretário de Estado de Mobilidade e Infraestrutura falou que já estão montando o canteiro de obras, o projeto está sendo finalizado para em abril começarem as obras, e que agora está sendo feita a compra do material. O secretário também falou que as obras acontecerão durante a madrugada e o dia, não atrapalhando as quatro faixas de trânsito.

As obras serão finalizadas em dois anos e meio. A melhor proposta apresentada para as obras foi do Consórcio Ferreira Guedes Metalvix com serviços básicos e a obra custará ao governo cerca de cento e vinte e sete milhões de reais. A obra prevê uma proteção contra suicídio, e uma ciclovia da vida que irá conta com uma barreira De metal que também contará como proteção. A capacidade do trânsito aumentará em quarenta por cento pois será criada mais duas faixas além das quatros que já existe a ponte tem oito quilômetros de extensão. 

A inclusão das faixas fará com que as que já existem fiquem mais estreitas junto com as proteções centrais e laterais.  Como começará a ser de uso exclusivo de coletivos as pistas laterais terão 3,80 metros cada e as centrais 2,80 metros de largura.

O secretário também falou sobre o final das obras em Portal do Príncipe, na capital do estado a obra que começou em agosto de 2020 conta com a implantação de uma rede subterrânea de cabeamento um alargamento de Via e novas calçadas e ciclovias além de uma ponte para pedestres essa obra custou ao governo mais de R$42 milhões.

Vila Velha: Prefeitura quer reabrir espaços culturais no município de Vila velha


Museu Homero Massena, a Casa de Cultura e o Teatro Municipal estão na lista para serem reabertos

Julia Vitoria

A baixa em apresentações de artistas locais em Vila Velha se dá ao fato de que todos os ambientes que poderiam esses eventos estão fechados para obras que parecem nunca ter fim, os grandes eventos da cidade sempre tem acontecido em locais particulares. Um dos ambientes culturais da cidade o Teatro Municipal será reformado e tem previsão de ser entregue ano que vem, a reforma deve custar bastante ao bolso do governo é uma das primeiras que o Executivo municipal está planejando celebrar.

O investimento na cidade será o maior da história segundo Paulo Renato Fonseca Junior, Secretário de Cultura  de Vila Velha ele fala que o município terá grandes investimentos e que isso virá da articulação da rede do prefeito,  gerando  mais empregos e oportunidades para quem não está tendo principalmente os jovens. Alguns pontos das obras deverão ser analisados, o Museu Homero Massena e a  Casa de Memória estão em reforma atualmente e a ordem de serviço do Teatro Municipal já foi assinada pelo governador do estado Renato Casagrande.

À data de abertura da Casa de Memória ainda será definida, a reforma está em andamento, mas o secretário adiantou que estão conversando com os fornecedores para entender o atraso e definir um prazo além de fazer algumas modificações no projeto, na Casa de Memória também está localizado o acervo do Instituto Geográfico de Vila Velha. Sobre o Museu Homero Massena o secretário preferiu não falar sobre, pois ainda precisam estudar melhor a situação real do ambiente.

À gestão anterior já cogitava em fazer a Casa de Memória uma espécie de point para a cultura, realizando pequenos eventos e alguns vernissage, além de encontros culturais o que movimentaria a economia da cidade. A ideia é montar junto com a Secretaria de educação um trabalho de turismo nas escolas, para que os alunos cresçam gostando do lugar onde moram.

Mas o desafio ainda pode ser grande em ano de pandemia o orçamento dedicado a cultura é pouco, Mas o secretário disse que isso não irá acontecer ele fala que podem criar políticas públicas para levantar os recursos necessários para os projetos acontecerem para gerar renda aos trabalhadores do esporte turismo e cultura.

A ideia da prefeitura é contar com suporte financeiro das empresas privadas para colocar os projetos mais robustos para funcionar ainda não sabem como será o processo, mas que terá a participação das empresas privadas. O secretário fala que nada será feito sem pesquisa, porém que isso ajudará a cidade e é algo que nunca foi feito. O secretário presente enviou as obras citadas para ajudar os artistas.

Aquaviário em Vitória


A obra  contará com quatro terminais ao longo da baía de Vitória

Júlia Vitória

Nesta terça-feira, dia 12, o governador do Espírito Santo por  meio da Semob (Secretaria de Mobilidade Urbana e Infraestrutura) divulgou o edital para contratação de empresas para a construção dos pontos de paradas do novo aquaviário de Vitória. A obra custará mais de 6 bilhões de reais segundo a publicação e prevê a construção de quatro terminais ao longo da baía de Vitória. A abertura da sessão da licitação começa dia 11 de fevereiro às 14 h. 

Nas redes sociais, o governador do estado Renato Casagrande falou que os terminais de passageiros estão previstos para serem construídos na Prainha localizada em  Vila Velha, na Praça do papa e no centro de Vitória também será construído em Porto de Santana no Município de Cariacica. Na postagem o governador destacou que esse é um passo importante para retomar um modelo de transporte. O novo aquaviário terá ar condicionado e sistema wi-fi, também terá  um local para as bicicletas, porém o valor será mais caro do que o ônibus transcol. 

As embarcações terão cerca de cem a cento e cinquenta lugares e os terminais contará com sala de espera que os passageiros irão esperar o embarque e para acessar os barcos terá uma ponte que será coberta como abrigo quando chover. A embarcação vai ter sistema interligado com o transcol, ainda não se sabe como irá funcionar, contudo já se sabe que o valor da passagem será mais caro devido o custo de manutenção ser maior que a dos ônibus. A previsão de entrega dos terminais é para novembro de dois mil e vinte e um.

As balsas do sistema começaram a ser utilizadas no estado em 1978, circulou no sistema mais de 400 mil pessoas no mês e tinha os terminais de embarque no centro da capital e em Paul e na Prainha que fica em Vila Velha, contudo por causa do alto custo de de manutenção em 1998, o sistema parou de funcionar e os terminais aquaviários foram desativados. 

Festa da Penha terá eventos com número reduzido de pessoas e formato virtual em 2021


Tema da festa e imagem lúdica de Nossa Senhora para o evento também foram apresentados nesta sexta-feira (11)

Júlia Vitória

Com um formato híbrido a Festa da Penha (ES) do ano que vem será presencial com a capacidade de pessoas reduzidas e também virtualmente. Esse ano a Festa da Penha foi totalmente virtual, devido a Pandemia do novo coronavírus. A terceira maior festa mariana do Brasil, precisou ser totalmente online. Contudo surpreendeu os devotos de Nossa Senhora das Alegrias que puderam acompanhar o evento de casa e em segurança. 

Mas não para por aí, mais uma vez o evento será adaptado às condições do momento, nesta sexta feira dia onze de dezembro foi anunciado o tema e a imagem lúdica de Nossa senhora,  para a festa que ocorrerá ano que vem. A próxima edição  da festa acontecerá entre os dias quatro e doze de abril de dois mil e vinte e um, o evento continuará mantendo os cuidados por causa da pandemia, contudo será parcialmente presencial de acordo com a avaliação das autoridades, mas também será mantida a forma virtual e interativa que começou este ano. 

Segundo o Frei Paulo Roberto, guardião do convento falou que os tempos atuais não favorecem um planejamento antecipado de algum evento, contudo não se pode descuidar da organização necessária da maior festa religiosa do espírito santo e a terceira maior do Brasil. Por isso hoje houve uma reunião virtual, para anunciar os primeiros passos para o evento. O frei também falou que entre as atividades virtuais será mantida o programa Salve Mãe das Alegrias, ao vivo, com entrevistas e notícias em um formato inovador, Oração do terço e a consagração a Nossa Senhora também serão realizados todos os dias assim como as transmissões das missas.

Já as atividades presenciais, como o primeiro dia do oitavário e o encerramento da festa acontecerá com o controle de público, conforme as orientações do governo, mas todas as programações inclusive as presenciais serão transmitidas. 

A imagem lúdica de Nossa Senhora da Penha, foi elaborada para está nas peças de comunicação ligadas a festa com uma finalidade de criar empatia no público especialmente nos mais jovens.  O tema da festa em dois mil e vinte e um será “Vosso olhar a nós Volvei”, em referência ao canto de devoção a Nossa Senhora  e o poder do olhar misericordioso de Maria sobre o vosso povo . Segundo o Frei Paulo o tema faz referência com o que está acontecendo no momento em que se deve renovar os votos de fé. Para que Nossa Senhora interceda por cada um, mas que também tem outro significado deste período de pandemia.

Em tempos de pandemia onde os rostos estão tapados por uma máscara, o olhar se torna especial, pois eles são o espelho da alma. E como não se pode ver um sorriso por exemplo o olhar faz diferença pois neles pode se encontrar o que procura.  Para o Frei, os olhos São um caminho para o encontro e um adeus para a invisibilidade, criando uma aproximação com as pessoas.”O olhar de Nossa Senhora em seus diversos ensinamentos também estará presente nos temas escolhidos para o Oitavário durante os dias de homenagem à Padroeira”, afirma o Frei 

Este ano, a festa completou 450 anos e se tornou o maior evento religioso do Espírito Santo e uma das maiores festas do país trazendo devotos de todos os lugares.