Saiba qual o primeiro alvo da Mulher-Maravilha brasileira nos quadrinhos


Thais Paim

Recentemente os fãs DC Comics ficaram bastante empolgados ao descobrirem a estreia de uma Mulher-Maravilha brasileira. Yara Flor, heroína criada pela quadrinista Joëlle Jones, provocou bastante alvoroço e mistério, já que não haviam sido revelados muitos detalhes sobre a trama. 

Além da sua estreia na HQ Future State: Wonder Woman, a Mulher-Maravilha brasileira também vai aparecer em Future State: Superman/Wonder Woman. Nesse quadrinho, o primeiro alvo da heroína serão políticos incompetentes e corruptos no Brasil.

Na cena em questão, a personagem resgata um helicóptero que estava prestes a cair em São Paulo enquanto transportava um vereador. O detalhe? Durante o resgate, Yara aproveita a situação para dar uma lição no passageiro sobre suas responsabilidades como representante do povo e como deveria se importar em melhorar as vias e o trânsito da cidade e não desviar dinheiro da infraestrutura.

Sobre a personagem: 

Yara Flor é uma das personagens que estão estreando no DC Future State, linha editorial de quadrinhos ambientados no futuro, em uma linha do tempo vasta que vai de 2025 até o fim dos tempos.

Mesmo que a HQ solo se desenvolva de forma completamente independente, é válido lembrar que ela também vai dar as caras em outros títulos como Liga da Justiça e Superman/Mulher-Maravilha. 

Cheia de reverência ao folclore nacional, a história começa no meio de um embate entre Yara Flor e uma hidra selvagem. Após algumas páginas com muita pancadaria mitológica, ela derrota o monstro até ser surpreendida pela Caipora. O roteiro é de Dan Watters com arte de Leila Del Duca e Lee Weeks.