Itapé: Kalunga foi a grande atração da 2ª Feira do Livro


Nem mesmo a chuva apagou a animação dos participantes

A Praça Municipal Helena Iglessias, em Itapé (BA), serviu de sede para a 2ª Feira do Livro na cidade. Organizado pela Escola Pingo de Gente, o evento foi realizado no dia de hoje (10/06), entre 9h e 17h. Estiveram presentes a diretora da instituição Maria Jeane da Silva, o coordenador pedagógico Luan Felisardo, o Vice-prefeito do município, Júnior Borges, a secretária da Educação, Luzinete Miranda, o poeta, contista, artista, compositor e palestrante Carlos Heráclito Mello Neves (Kalunga), os escritores locais Eliana Trindade, Roque Mendonça e Paulo Santos, o vereador Cledson Gomes Alves (o Pocado), além de educadores, equipe de colaboradores da Pingo de Gente e moradores da região.

De acordo com Maria Jeane, a realização da feira é de fundamental importância para facilitar o acesso ao livro e, ao mesmo tempo, a circulação do mesmo em Itapé. “Significa a democratização do livro e da leitura”, afirma.

A 2ª Feira do Livro contou como apoio da Prefeitura Municipal de Itapé, através da Secretaria Municipal da Educação, do Circuito Nacional de Feiras do Livro, Kalunga o Show e das editoras Sucesso e Luz do Saber.

 

Itapé: tudo pronto para a 2ª Feira do Livro da cidade


A 2ª Feira do Livro de Itapé será realizada, no dia 10, e contará com a participação de escritores locais e do poeta gaúcho Kalunga (Carlos Heráclito Mello Neves). O evento é promovido pela Escola Pingo de Gente com apoio da prefeitura da cidade, através da Secretaria Municipal da Educação e Cultura, Circuito Nacional de Feiras do Livro, editoras Sucesso e Luz do Saber e Kalunga – o escritor show.

feir do livro 1 edicção
Primeira edição da Feira do Livro de Itapé (BA) Fotos: divulgação

Segundo informações da idealizadora do evento, a diretora da Escola Pingo de Gente, Maria Geane Felisardo, a feira tem como objetivo possibilitar a compra de livros a preços mais convidativos, incentivar o manuseamento e a apreciação de livros expostos para se habituarem a fazer escolhas fundamentadas, abrir oportunidades para mobilizar os pais para que ofereçam livros aos filhos e oportunizar a população um maior contato com a literatura.

“A realização da feira do livro é de fundamental importância para facilitar o acesso ao livro e, ao mesmo tempo, a circulação do mesmo na cidade… significa a democratização do livro e da leitura”, garante a educadora.

Saiba mais

2ª Feira do Livro de Itapé

Data: 10 de junho de 2018

Local: Praça Municipal de Itapé, Helena Iglesias

Horário: 9h às 17h

Entrada Franca

www.pingodegenteba.wix.com/feiradolivro

Informações à Imprensa: Luan Felisardo ([email protected])

(73) 3248 2512/ (73) 988512429

Itapé: oficina literária terá a participação do escritor Kalunga


A Escola Pingo de Gente promoverá uma oficina de Poesia e Musicalização Infantil, com a participação do poeta e escritor gaúcho, Carlos Heráclito Mello Neves, o Kalunga. Destinado a professores, estudantes e demais profissionais da Educação. O evento, que recebeu o nome de ‘Cantando e Recontando a Literatura Infantil’, será realizado, no dia 09 de junho, das 8h30min às 11h30 min, na Pingo, localizada à Rua Feliciano Santos nº 101 – Centro – Itapé.

As inscrições devem ser realizadas através do e-mail: [email protected]. O valor do ingresso é de R$25,00. Maiores informações podem ser obtidas através do Whatsapp:( 73) 98851-2429.

Petroleiros contrariam decisão do TST e entram em greve


Mais um problema sério para o Governo Temer gerir. Já circula nas redes sociais os avisos de início de greve por parte da Federação Única dos Petroleiros (FUP), já nos primeiros minutos do dia de hoje (30/05). O grupo não se intimidou com as ameaças do TST (Tribunal Superior do Trabalho) que considera o movimento ilegal.

Um comunicado da FUP publicado pouco depois da 1h relata que os funcionários “não entraram para trabalhar” nas refinarias de Manaus (Reman), Abreu e Lima (Pernambuco), Regap (Minas Gerais), Duque de Caxias (Reduc), Paulínia (Replan), Capuava (Recap), Araucária (Repar), Refap (RS), além da Fábrica de Lubrificantes do Ceará (Lubnor), da Araucária Nitrogenados (Fafen-PR) e da unidade de xisto do Paraná (SIX).r

Também não houve troca dos turnos da zero hora nos terminais de Suape (PE) e de Paranaguá (PR). Na Bacia de Campos, as informações iniciais eram de que os trabalhadores também aderiram à greve em diversas plataformas.

Paralisação de 72h

Os petroleiros decidiram parar as atividades por 72 horas em solidariedade ao movimento dos caminhoneiros e para pedir a destituição de Pedro Parente do comando da estatal, entre outras reivindicações.

O TST tomou a decisão de declarar ilegal a greve por causa de sua “natureza político-ideológica”. O tribunal estipulou multa de R$ 500 mil em caso de descumprimento da ordem.

Temer, Maia e Oliveira pedem fim da grave dos caminhoneiros


Os presidentes da República, Michel Temer, da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), divulgaram uma nota conjunta nesta terça-feira pedindo aos caminhoneiros que voltassem ao trabalho, depois do acordo fechado com o governo, e que evitem que o movimento seja usado com “objetivos políticos”.

“Em face do acordo firmado para por fim à greve dos caminhoneiros, que tiveram as suas reivindicações acolhidas, os presidentes da República, Michel Temer, do Senado Federal, Eunício Oliveira, e da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, conclamam todos os envolvidos nas manifestações a retornarem ao trabalho e propiciar normalidade à vida de todos os brasileiros”, afirma a nota conjunta.

“Há necessidade indispensável de abastecer todos os setores da economia nacional, particularmente aos que dizem respeito a alimentação, medicamentos e combustíveis.”

Na nota, os três presidentes se comprometem ainda a aprovar a colocar em prática “no menor tempo possível” as medidas do acordo assinado com os caminhoneiros e afirmam que “este momento, os Poderes Executivo e Legislativo estão unidos na defesa dos interesses nacionais”.

Fonte: Agência Reuters

Fábrica clandestina de explosivos em Muritiba é desmontada pela PM


A Polícia Militar desmontou, na tarde de segunda-feira (28), uma fábrica clandestina de explosivos, na cidade de Muritiba. No local foram apreendidos pouco mais de meia tonelada de pólvora e 125 kg de materiais utilizados, na confecção dos artefatos.

Uma denúncia anônima levou as equipes do Pelotão do município até a zona rural, nas proximidades do Hotel Fícus. No local indicado, um sítio, os PMs encontraram 590 kg de pólvora, 100 kg de salitre, 25 kg de enxofre, um saco de carvão pilado, balança e misturador industriais, além de uma socadora automatizada.

Um homem, ainda não identificado, foi encontrado, no local, e conduzido para a Delegacia Territorial de Muritiba. “Fundamental flagrante que resultará na redução ainda maior dos roubos a banco com explosivos. Temos que agradecer a ajuda da população”, destacou o comandante do Policiamento na Região Leste, coronel Luziel Andrade.

 

Brunet faz desabafo após perder processo contra Parisotto


O mundo caiu para a ex-modelo e empresária, Luiza Brunet. Ela perdeu na Justiça uma ação que movia contra seu ex “namorado”, o bilionário Lírio Parisotto. Luiza, que queria reconhecimento da união estável usou o seu Instagram para se pronunciar. Pasmem: No processo, Brunet pedia R$ 100 milhões ao empresário, que segundo o colunista Leo Dias, do jornal O Dia, correspondem a metade dos bens ganhos por ele durante o período em que o casal ficou junto. Segundo a Forbes, Parisotto tem uma fortuna estimada em 1.43 bilhões de dólares.

Os dois namoraram de 2012 a 2014 e depois de uma pausa, voltaram a se relacionar no começo de 2016. Meses depois, a atriz terminou o relacionamento e acusou o empresário de agressão. Com a decisão, Luiza terá que pagar as custas do processo. Segundo estimativas, o valor beira 1 milhão de reais.

Veja o desabafo Luiza Brunet!

“Bom dia! Nunca fugi do meu papel de pessoa pública. Foi assim desde que me lancei na moda, com minha biografia, as reportagens e redes sociais. Com todos os ônus e bônus que isso traz para a vida pessoal. E foi tornando pública uma parte triste da minha vida pessoal que me deu uma visão transformadora da minha própria trajetória. Ter sido agredida por um homem, ter tido a coragem de denunciar e ajudar mulheres no Brasil e no mundo a tomar esse tipo de iniciativa, me orgulha demais. E exigir meus direitos nesse processo é algo que não abro mão. Meus advogados vão recorrer da decisão do Tribunal de Justiça por não ter reconhecido a união estável com o empresário que me agrediu. A sentença não reflete as provas e eu continuo acreditando na justiça. E agradeço a manifestação de apoio de todos vocês, disse ela.

Mostra DeAaZ Decor apresenta Quarto Montessoriano


Um quarto Montessoriano está em exposição na Mostra DeAaZ Decor, no Paço Alfândega, até o dia 27 de maio. Quem assina o ambiente são as arquitetas Malu Carvalho, Cyntia Luna, Almides Mendes e Vanessa Almeida.

O ambiente foi preparado para crianças desde o nascimento e durante a primeira infância. A proposta é permitir que o espaço seja vivenciado com liberdade. O principal objetivo é proporcionar acesso livre às descobertas, onde tudo esteja ao alcance, dando oportunidades adequadas para desenvolver a independência e autonomia.

Tudo acessível com aconchego e muita segurança. Um dos aspectos primordiais é a ausência do berço ou camas altas. Assim, as arquitetas utilizaram colchões num tablado no chão para que a criança possa se deitar e se levantar quando quiser.

Há um cantinho de atividades com uma árvore em Madeira Pinus, sustentável, elemento lúdico que permite a interação da criança, além da mesa e banquinhos e quadro negro com papel de parede que escreve com giz de cera. Há ainda o cantinho de leitura, com cabaninha e livros pendurados ao alcance da criança.

A proposta traz ainda nichos com brinquedos dispostos de forma que a criança possa pegá-los à vontade, uma cômoda que serve também como trocador e armário para pendurar as roupinhas. Nas paredes, um papel de parede pintável, onde a criança pode colorir e exercitar sua criatividade.

O espelho em forma de casinha serve para que a criança possa se conhecer e entender que é uma pessoa distinta da mãe. Assim, ao se enxergar, começa a se reconhecer como indivíduo, auxiliando no desenvolvimento da autonomia e da força de vontade.

Fixada abraçando o espelho temos a barra montessoriana com objetivo que o bebê se apoie para ficar de pé e começar a andar.

O Quarto Montessoriano foi totalmente pensado para a criança e não para o adulto. Onde o objetivo é oferecer um lugar com móveis e objetos na altura dos olhos da criança para que possa desenvolver a autonomia e liberdade com segurança para que ela sinta-se a vontade para explorar o espaço.

Junho terá bandeira vermelha


A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nesta sexta-feira, 25, que as contas de luz terão a bandeira vermelha em seu segundo patamar no mês de junho. Com a bandeira vermelha no patamar dois, no mês que vem, a tarifa terá um adicional de R$ 5,00 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. No mês passado, vigorou a bandeira amarela, que adicionava R$ 1,00 a cada 100 kWh consumidos. De janeiro a abril, vigorou a bandeira verde, que não tem custo adicional.

De acordo com a Aneel, a seca levou à redução do nível dos reservatórios das hidrelétricas, especialmente na Região Sul. Isso elevou o risco hidrológico (GSF) e o preço da energia no mercado de curto prazo (PLD), que são os indicadores que determinam a cor da bandeira. O órgão regulador destacou ainda que a previsão de chuvas para junho será inferior à média histórica.

O sistema de bandeiras tarifárias leva em consideração o nível dos reservatórios das hidrelétricas e o preço da energia no mercado à vista. Na bandeira verde, não há cobrança de taxa extra. Na bandeira amarela, a taxa extra é de R$ 1,00 a cada 100 kWh consumidos. No primeiro patamar da bandeira vermelha, o adicional é de R$ 3,00 a cada 100 kWh. E no segundo patamar da bandeira vermelha, a cobrança é de R$ 5,00 a cada 100 kWh.

O sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo da energia gerada e tem o objetivo de possibilitar aos consumidores o uso consciente de energia elétrica. Anteriormente, o custo da energia era repassado às tarifas uma vez por ano, no reajuste anual de cada empresa, e tinha a incidência da taxa básica de juros, a Selic. Agora, esse custo é cobrado mensalmente e permite ao consumidor adaptar seu consumo e evitar sustos na conta de luz. A Aneel deverá anunciar a bandeira tarifária que vai vigorar no mês de julho no dia 29 de junho.

Educação a distância cresce mais que presencial


Uma pesquisa divulgada, recentemente, pela Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES) – que representa grande parte do ensino superior particular do país – mostra que 44% dos entrevistados optariam por essa modalidade, enquanto 56% dizem que preferem o ensino presencial. Nesse ritmo de crescimento, o Brasil terá mais alunos estudando a distância que nas salas de aula tradicionais, em 2023. A educação a distância cresce em ritmo mais acelerado que o ensino presencial e já é opção para quase metade das pessoas que buscam uma graduação.

O estudo mostra ainda que, se informados de que os cursos a distância podem ter etapas presenciais, a aceitação aumenta para 93% dos estudantes pesquisados. Para os 7% restantes, ainda há um desconforto em ter a maior parte das aulas pela internet. Outro ponto destacado por esses alunos que não optariam pela EaD é a percepção de que o mercado de trabalho ainda não valoriza adequadamente a qualidade desses cursos.

A pesquisa inédita Um ano do Decreto EAD – O impacto da educação a distância foi feita pela ABMES em conjunto com a empresa de pesquisas educacionais Educa Insights. Ao todo, foram entrevistados 1.012 homens e mulheres de 18 a 50 anos, sendo 256 alunos e 756 potenciais candidatos a educação superior em março deste ano.