Um dia especial para refletir


Dia do Orgulho Gay é comemorado em meio a um período conturbado onde a discriminação e o desrespeito pelo outro é estimulado por parte de alguns governantes

Murillo Torres

O Dia Internacional do Orgulho Gay é comemorado anualmente em 28 de junho em todo o mundo. Também conhecido como Dia Internacional do Orgulho LGBTIA +(Gays, Lésbicas, Bissexuais, Transexuais, Pessoas Intersexo e Assexuada), ou simplesmente Dia do Orgulho Gay, esta data tem o principal objetivo de conscientizar a população sobre a importância do combate à homofobia para a construção de uma sociedade livre de preconceitos e igualitária, independente do gênero sexual.

O Dia do Orgulho Gay também é um reforçopara lembrar a todos os gays, lésbicas, bissexuais e pessoas de outras identidades de gênero, que todos devem se orgulhar de sua sexualidade e não sentir vergonha da sua orientação sexual.

Origem do Dia do Orgulho Gay

O Dia do Orgulho LGBT foi criado e é celebrado em 28 de junho em homenagem a um dos episódios mais marcantes na luta da comunidade gay pelos seus direitos: a Rebelião de Stonewall Inn.

Em 1969, esta data marcou a revolta da comunidade LBGT contra uma série de invasões da polícia de Nova York aos bares que eram frequentados por homossexuais, que eram presos e sofriam represálias por parte das autoridades.

A partir deste acontecimento foram organizados vários protestos em favor dos direitos homossexuais por várias cidades norte-americanas.

A 1ª Parada do Orgulho Gay foi organizada no ano seguinte (1970), para lembrar e fortalecer o movimento de luta contra o preconceito.

A Revolta de Stonewall Inn é tida como o “marco zero” do movimento de igualdade civildos homossexuais no século XX.

Triste realidade do público LGBT

A celebração do “Orgulho Gay” deve ser usado para uma reflexão sobre a real situação desses cidadãos e cidadãs ontem e hoje. É claro que houve avanços, leis foram criadas, mas ainda há um caminho muito longo a ser percorrido para que essas pessoas se considerem aceitas pela sociedade ou melhor, respeitadas como seres humanos que são.

Para se ter uma ideia, só no ano de 2020, 237 LGBT+ (1ésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais) tiveram morte violenta no Brasil, vítimas da homotransfobia: 224 homicídios (94,5%) e 13 suicídios (5,5%). Essa informação consta no É o que mostra o Relatório: Observatório de Mortes Violentas de LGBTI+ no Brasil.

Outro dado triste é a informação de que, de 1980 para cá, é pela primeira vez, que as travestis ultrapassaram os gays em número de mortes: 161 travestis e trans (70%), 51 gays (22%) 10 lésbicas (5%), 3 homens trans (1%), 3 bissexuais (1%) e finalmente 2 heterossexuais confundidos com gays (0,4%).

O relatório mostra ainda que, comparativamente aos anos anteriores, observou-se em 2020 surpreendente redução das mortes violentas de LGBT+: de 329 para 237, diminuição de 28%. O ano recorde foi 2017, com 445 mortes, seguido em 2018 com 420, baixando para 329 mortes em 2019.

Devemos respeitar e aprender a conviver com o diferente. Só assim poderemos nos considerar sociedade. Todo e qualquer tipo de preconceito deve ser abolido. Mais amor e menos ódio!

O desejo de ser adulto


Julia Vitória

Quando somos crianças temos a visão de que ser adulto é demais! Imaginamos que, quando os 18 anos chegar, teremos independência e estabilidade, contudo não é bem assim. A vida de adulto pode ser mais complicada do que os jovens pensam. Responsabilidade, trabalho e muita das vezes pouco  tempo para a diversão, mas afinal o que é, e como é ser adulto? 

Ser adulto não é somente assumir responsabilidades e ter uma vida cheia de regras, o fato que às vezes muitas pessoas não sabem é que a idade adulta implica em realizar aquilo que se quer quando é criança. Afinal, muitos jovens procuram a tão sonhada liberdade. A famosa frase “quando eu for adulto isso irá mudar” ou “quando eu for adulto irei fazer isso” requer muita coragem. De fato, ter a maior idade não quer dizer que se tem a maturidade.

O processo de amadurecimento é bem gradual. E, de pessoa para pessoa. A idade não tem muito haver com a maturidade, pois alguém de 20 anos pode ser mais maduro do que alguém de 50 anos.

Ser adulto não é ser um chato com todos. É claro que se assume responsabilidades que vem  com a idade, porém a juventude prevalece em alguns adultos por toda  a vida. Isso não quer dizer que a informalidade. É um meio de imaturidade, os jovens adultos como são chamados só não são tão formais quanto às pessoas acham que devem ser. “Não vejo a hora de terminar os estudos para ter uma estabilidade” também é associada à idade adulta, contudo, isso não só depende de terminar ou não a faculdade, mas sim de ter uma organização. 

E para falar a verdade, nem todo adulto tem essa organização para conseguir uma estabilidade financeira desejada para não apertar o bolso no final do mês. As pessoas conseguem realmente disfarçar as tempestades de forma bem dinâmica, contudo às vezes associam a idade adulta  com a resolução dos problemas e não é bem assim.

Para a psicóloga Roberta Luchi dos Santos, a fase de ser criança  tudo é  limitado, e alguns sentimentos e emoções reprimidas, nos faz idealizarmos que a vida adulta é uma vida livre, em que podemos ter a nossa liberdade. “Ser adulto implica em praticar o ato e ser responsável pelas consequências”, afirma a psicóloga.

À estudante de jornalismo Victoria Camillo fala que ser adulto é saber que infelizmente não há mais pessoas boas como as que víamos nos desenhos e super heróis para aparecer na hora de apuros e nos salvar de uma catástrofe, “ser uma mulher adulta é ter consciência de que todos os privilégios são dos homens, os de sair na rua de noite e não se preocupar, andar por aí com a roupa que quiser e fazer o que quiser da vida, ser adulto é ser julgada dia e noite pelo que você fez, pelo que não fez e principalmente por não ser como as pessoas querem que seja” disse Victoria. 

Muitas vezes os jovens afirmam que a vida adulta é mais complicado ou melhor que a de quando são adolescentes, mas as responsabilidade do dia, as contas no fim do mês ou aquele problema que muitas vezes parece gigante, tomam conta da mente de uma pessoa na idade adulta, o fato é que não se pode falar que se vive de uma maneira só, e que isso implica conquistar pequenas coisas até chegar ao objetivo final saber o que realmente é ser adulto.

Um estado tranquilo, rodeado pelo verde, que no futuro pode se tornar completamente industrializado


Júlia Vitória

Rondônia é um das 27 unidades federativas do Brasil. E, se localiza na Região Norte fazendo fronteira ao norte e ao nordeste com o Estado do Amazonas, a leste e sudeste com o Mato Grosso, a sudeste e oeste com a Bolívia e o Acre. Sua capital é a cidade de Porto Velho.

A região que hoje é o estado de Rondônia, pertenceu à Espanha. Segundo as definições do tratado de Tordesilhas,  de 1722 a 1747, houve uma redefinição dos limites entre Portugal e Espanha, realizada através dos Tratados de Madri e de Santo Ildefonso. Portugal passou então a ter a posse definitiva da região. As demarcações da área ocorreram a partir de 1781.

O difícil acesso à região só permitiu que a mesma fosse povoada a partir do século XIX, quando a Ferrovia Madeira-Mamoré foi construída e o ciclo da borracha começou, causando um grande desenvolvimento da cidade de Porto Velho. O ouro também encantou os bandeirantes que subiram o Rio Guaporé.

 

Rondônia oferece verde e qualidade de vida a população. Foto: divulgação

Em 1956, Rondônia foi denominado território Federal de Rondônia, para homenagear  Marechal Rondon. Somente em 22 de dezembro de 1982 o estado foi emancipado. Na época, não eram eleitos prefeito, governador, muito menos senador, somente deputado federal, pois o povo precisava saber o que era democracia. O estado foi criado, através de uma lei complementar, porém até atingir este patamar e ser reconhecido como um estado, Rondônia percorreu um longo caminho.

Sendo a única unidade da federação a ter todas as regiões povoadas, e a dar certo com a reforma agrária no país. Quando se tornou estado, Rondônia já tinha 590 mil habitantes. Hoje a população ultrapassa os 1 milhão de habitantes. Trata-se de um estado que continua em crescimento, apresentando desenvolvimento fora da média. Tendo uma agricultura diversificada se desenvolve cada vez mais com o agronegócio. A imigração na época que o estado começou também foi muito importante para o crescimento. 

O carro chefe da economia rondoniense é o agronegócio, porém há grandes chances de se tornar uma terra industrializada. Suas produções diversas como com laticínios entre outros movimentam a economia e fazem o estado crescer cada vez mais. 

Rondônia teve um gigante  impacto na história do Brasil, com o processo de migração.  Entre 1970 e 1982 mais de 500 pessoas chegaram lá, nunca se viu algo assim no Brasil.  Porém isso também provocou impactos ambientais e culturais.

 

Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon, o Marechal Rondon, sertanista que atuou na integração do oeste e norte do Brasil e na defesa dos povos indígenas. Foto: divulgação

Apesar disso, Rondônia  também passou por diversos ciclos além do da borracha, como o da abertura da BR 364 sendo muito importante para para o Estado e o ciclo do ouro que se estendeu  até 1992, e que contratou com Porto Velho. 

Diversas famílias de vários lugares, principalmente do Nordeste e Sul do país, se instalaram no estado e até hoje trabalham nos diversos setores que que fortalecem a economia de Rondônia e desenvolvendo cada vez mais o estado. A emancipação de Rondônia ocorreu em 22 de dezembro de 1982, contudo é comemorado somente no dia 4 de janeiro devido a posse do governador, coronel Jorge Teixeira de Oliveira. O dia é celebrado como feriado de aniversário de Rondônia. O site Carvalho News (CN) felicita aos rondonenses pelos 38 anos de emancipação do estado. Um estado rodeado por terras verdes, sendo ideal para os que tentam fugir da correria dos grandes centros!

Truques para atrair mais rápido futuros inquilinos para seu imóvel em Salvador


Não há dúvidas de que, hoje em dia, a demanda de imóveis de aluguel representa um vasto público. Geralmente integrantes das classes C, D e E, o brasileiro parece estar disposto em ingressar nessa oferta, uma vez que as condições para a aquisição de um imóvel não são tão favoráveis e residir em uma casa de “favor” restringe sua privacidade. Fato é que, no país, a aceleração do mercado imobiliário foi constatada na segunda metade do século passado, fruto do desenvolvimento urbano observado nas metrópoles, e, desde então, a oferta se apresenta muito plural, oferecendo imóveis de inúmeros tamanhos, cômodos, preços, condições de financiamento e possibilidade de locação, que não estabelece vínculo com o bem em longo prazo.

Neste sentido, grande parte da população associou a compra de um imóvel à qualidade de vida e, diante desta percepção, milhões passaram a dedicar horas de trabalho com o principal objetivo de concretizar o sonho da casa própria. No entanto, não foram todos que puderam ser contemplados com essa aquisição, tendo em vista os elevados montantes a serem aplicados que um financiamento exige e, com isso, a alternativa mais viável tornou-se o aluguel de casa em Salvador, cuja demanda impulsionou-se nos últimos anos. Embora a maioria dos cidadãos ainda preze pela compra desse patrimônio, muitos já desconsideraram esse sonho e, atualmente, não abrem mão da locação de um imóvel, que não está necessariamente atrelada a uma residência simples e humilde.

Desta forma, até mesmo os consumidores respaldados por um elevado padrão de vida podem optar por um aluguel em detrimento de uma aquisição de imóvel, cujas vantagens correspondem à liberdade e possibilidade de se mover a uma outra moradia mediante o pagamento de uma multa. Ainda assim, muitos potenciais inquilinos acabam não se deparando com aquele imóvel totalmente alinhado às suas expectativas, devido à falta de comunicação e estratégias de marketing efetivas. Por isso, neste artigo, indicaremos os truques para atrair seu imóvel a novos inquilinos de forma rápida. Sendo assim, prossiga conosco!

A diversidade encontrada entre os imóveis para locação

Assim como os produtos e serviços são desenvolvidos visando impactar, prioritariamente, uma específica demanda, norteando-se pelas necessidades e desejos desse público, no mercado imobiliário essa tese é seguida à risca, tendo em vista a edificação de imóveis que podem oferecer soluções a uma família e não a outra.

Em virtude disso, podemos observar empreendimentos apresentando as mais diversas características, desde poucos até muitos dormitórios, situados ou não em condomínios, integrantes ou não de prédios, localizados em bairros mais acessíveis ou não, entre outras. Diante deste cenário, torna-se fundamental que, mediante o auxílio de uma corretora, imobiliária ou não, você seja adepto de métodos que contribuem para o estímulo de famílias em alugarem seu imóvel.

Orientações que contribuirão para a locação do seu imóvel rapidamente

Primeiramente, a vistoria prévia ao espaço faz-se fundamental, ajudando a identificar as lacunas a serem melhoradas e quais são as prioridades. Na sequência, a escolha por simples reparos ou reformas deve ser definida, desta maneira, beneficiando o restauro estrutural da casa e valorizando os espaços, de maneira que o inquilino se sinta seguro.

Posteriormente, não desconsidere a possibilidade de investir na identidade visual da residência, cuja pintura e distribuição adequada de espaços favorecerá o fechamento de negócios. Tratando-se de casas ou apartamentos para alugar em Salvador, não aja com ambição desmedida e pratique um valor de locação que represente o padrão da região, afinal, a crise econômica no país não permite investimentos exorbitantes.

Além disso, você deve explorar a tecnologia ao máximo e, adotando ferramentas de divulgação e promoção próprias para um imóvel, tenha convicção que um potencial inquilino encontrará essa oferta o quanto antes, facilitando a desfecho positivo da negociação o mais rápido possível.

Gostou deste artigo sobre Truques para atrair mais rápido futuros inquilinos para seu imóvel? Não perca tempo e compartilhe-o em suas redes sociais!

Miguel, Gabriel e Rafael: os Arcanjos


Viviane Barcellos

Religioso ou não, com certeza, você já deve ter ouvido falar nos arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael. Cristãos, judeus e até os islãos rendem a eles homenagens. Cada um deles é reconhecido como integrantes dos sete espíritos puros de Deus. O arcanjo Miguel, ou São Miguel para os católicos, é o ‘anjo do arrependimento e da justiça’. Em hebraico, o significado de Miguel seria equivalente a “aquele que é similar a Deus”. Este arcanjo é considerado o padroeiro dos fuzileiros navais, marinheiros, motoristas de ambulância, paramédicos, policiais, paraquedistas, radiologistas e da Santa Igreja Católica Apostólica Romana.

De acordo com a descrição bíblica, o Arcanjo Miguel também é líder de exércitos celestiais de anjos, que defendem as pessoas das ações do demônio, sendo este manifestado através do ódio, da mentira e da violência.

São Gabriel, ou arcanjo Gabriel, é o anjo da anunciação. Atualmente, ele é considerado o padroeiro dos serviços de telecomunicação, dos mensageiros e dos correios. Este arcanjo seria o responsável por trazer importantes notícias e revelações de Deus para os seres humanos. De acordo com a Igreja Católica, a palavra “Arcanjo” é um título que significa “Anjo Principal”, ou seja, são os principais mensageiros de Deus.

Aliás, nos relatos bíblicos, o Arcanjo Gabriel é descrito como o mensageiro que anunciou a gravidez de Maria, que carregava em seu ventre o Messias, Jesus Cristo.

São Rafael, ou arcanjo Rafael é considerado o “anjo da Providência”.Etimologicamente, Rafael é formado pela junção do termo hebraico rafa, que significa “cura” e El, que quer dizer “Senhor” ou “Deus”, formando o significado de “Cura de Deus” ou “Curador divino”.

De acordo com as escrituras bíblicas, Rafael teria sido o único anjo a assumir a forma de um ser humano e viver entre os mortais durante alguns meses. São Rafael Arcanjo é o líder de todos os anjos da guarda, e é tido como o principal guardião da saúde e do bem-estar.

Em todo 29 de setembro, homenageamos esses representantes de Deus. Em tempos tão complicados como os que vivemos atualmente. É necessário fortalecer ainda mais nossa fé, bem como, nos apegarmos a tudo que seja positivo e possa nos fazer bem.

Viviane Barcellos é psicóloga graduada pela Universidade Federal da Bahia

Promova sua imagem da forma correta


E aí, tem cuidado da sua imagem pessoal? Muitos ainda não se deram conta, mas a forma como somos vistos, seja no ambiente profissional, acadêmico ou na vizinhança, é muito importante, podendo influenciar de forma decisiva no nosso progresso como cidadão. Num mundo competitivo como o nosso é necessário ter objetivos definidos e utilizar de estratégias para alcança-los.

O Marketing Pessoal pode nos ajudar bastante nessa tarefa delicada. Ele é uma ferramenta usada para a promoção pessoal de modo a alcançar êxito. Uma estratégia usada para “vender” a imagem, e influenciar a forma como as pessoas olham para quem a utiliza.

Que tal melhorar ainda mais a visão que as pessoas têm de você? Separamos algumas dicas que podem ser muito úteis, fazendo a diferença ao seu favor:

Sua forma de falar – procure não usar gírias, busque o equilíbrio entre uma linguagem formal e a coloquial. Tente sempre pensar um pouco antes de se manifestar para que possa ser entendido da maneira correta, evitando assim mal entendidos ou ruídos na comunicação;

Sua apresentação pessoal – muitas vezes somos julgados pela roupa que estamos usando. Portanto, tenha atenção redobrada nesse quesito.  Procure vestir-se de forma adequada ao local que você frequenta ou irá visitar;

marketing pessoal

Sua relação com colegas e superiores – procure ser sempre cordial e atencioso, evitando se envolver em fofocas e diz que diz que. Lembre-se: uma pessoa que fala mal de outra pelas costas, pode falar em breve de você também;

Tenha humildade – o humilde sabe admitir seus erros e tem a consciência de que dos fracassos podemos adquirir conhecimentos úteis para a vida;

Seja positivo (a) – quanto maior o otimismo, mais motivação haverá para batalhar e atingir seus objetivos. Portanto, aprenda a cultivar o positivismo em você.

Não se exponha nas redes sociais de forma desnecessária– Facebook, Twitter, Instagran e demais mídias sociais chegaram para ficar. Elas fazem parte da nossa realidade sendo uma importante ferramenta de integração e divulgação. Mas tudo isso pode ser uma faca de dois gumes. Por isso, cuidado para não se expor demais nas redes. Algumas empresas, inclusive, costumam visitar perfis de candidatos a vagas que as mesmas estão oferecendo, para ter uma noção de como é o perfil do futuro colaborador. Conheço pessoas que já perderam ótimas oportunidades profissionais por esse motivo.

Lembre-se nosso nome é uma espécie de marca que deve ser implementada e bem promovida e esse trabalho quem deve realizar é você. Portanto, invista em você, estude, trabalhe estabeleça metas claras e conquiste seu valor.

 

Aprenda a lidar com a inveja


Emoção muito presente nos dias de hoje, a inveja pode causar a ruína tanto de quem a possui como para quem dela é o alvo

Marcos Wellington Stocler

Um dos sentimentos mais desagradável é a inveja. No ambiente de trabalho, ela pode ser ainda mais devastadora. Mas não se iluda, pois quem ganha destaque e leva vantagem no âmbito profissional é suscetível a se tornar alvo da inveja. Ser respeitado pelos colegas, promovido rapidamente, ganhar moral com o chefe, ou até possuir um computador melhor podem ser motivos que despertam o invejoso.  O desejo de ser como o outro é, ou ter o que o outro tem, é mais comum nas empresas e instituições públicas do que imaginamos.

Um estudo recente realizado por pesquisadores das Universidades de Valência (Espanha), Groningen (Holanda) e Palermo (Argentina) sugere que, nas organizações, essas questões envolvem algumas diferenças de gênero. A pesquisa concluiu que as mulheres são mais afetadas pela competição sexual do que os homens. Já as habilidades sociais dos colegas podem provocar inveja profissional igualmente em ambos os sexos. A inveja foi considerada uma resposta ao sucesso, qualidades ou habilidades de outra pessoa – e envolve que você se compare com ela e deseje ter os seus atributos.

Segundo a psicóloga Maria da Penha Dutra, a inveja pode ser classificada como produtiva ou destrutiva, dependendo de como a pessoa se posiciona diante deste sentimento. “Podemos ter a inveja ‘do bem’, que é aquela que surge a partir de uma admiração por outra pessoa. Porém podemos ter também a inveja ‘do mal’, que mobiliza sentimentos destrutivos. Neste caso a pessoa se ressente pelo que o outro é, pelo brilho que ele tem, pelos afetos que provoca e pelas coisas que possui”, comenta.

inveja-de-uol-comportamento

Prejuízos da inveja no trabalho

A alta competividade do mercado deve ser interpretada como algo sadio, pois quanto maior a concorrência, mais o profissional deve se preocupar em evoluir para se destacar perante seus pares. Muitos não seguem esta regra, e veem com maus olhos o sucesso dos colegas. A insegurança interna é um dos principais fatores que despertam inveja no ambiente de trabalho.

“O invejoso está sempre olhando para seu alvo, diminuindo seu foco e produção do dia a dia. Apesar de ser o propulsor do sentimento, esta pessoa também sofre e fica desmotivada. Dependendo do nível de inveja, a pessoa deverá procurar ajuda psicológica para saber quais são seus conflitos internos. É tudo uma questão de autoconhecimento e segurança”, explica Maria da Penha.

inveja no trabalho

Dicas para lidar com a inveja

  • Se seu colega é muito bom no que faz, e isso de certa forma te incomoda, busque se aprimorar em suas atividades, e tente não invejar o sucesso alheio;
  • Se você é alvo da inveja, tente ignorar tudo isto, e focar em seu trabalho, fazendo disto uma motivação para melhorar suas habilidades;
  • Lembre-se, ninguém está livre da inveja, e quanto mais exposto estamos ou mais nos destacamos, maior também a probabilidade de despertar esse sentimento nos outros;
  • Por isso, esteja preparado (a) para este tipo de situação.

Marcos Wellington Stocler é graduado em Administração com Pós-graduado em Gestão de Pessoal.

O real valor de uma amizade


Mais do que um sentimento, a amizade pode ser um dos alicerces para o crescimento dos seres humanos

Carla Adriana

A amizade, sentimento fiel de ternura, apreço, carinho, afeto ou estima entre pessoas, é um dos bens mais preciosos que uma pessoa pode ter. Um (a) amigo (a) pode se revelar nos momentos mais improváveis possíveis. O problema que nem sempre sabemos reconhecer esses seres maravilhosos. Há, por exemplo, quem acredita que ser amigo é concordar com tudo que o outro diz ou faz, mesmo quando este não age de maneira correta ou prudente. Também há os que, por carência ou ingenuidade, confundem colegas com amigos sinceros, e o resultado você pode imaginar qual é não é mesmo?

Cada um de nós tem em mente quais seriam as características necessárias para uma pessoa ser considerada amiga. Claro que algumas “matérias primas” são essenciais como a fidelidade, o amor, o companheirismo e principalmente o respeito. Epa! Estamos falando de amizade ou romance? Você pode perguntar. Calma, estamos falando de amizade. Mas, alguns “pré-requisitos” são similares.

amizade2017

Para algumas pessoas conquistar amigos é tarefa simples, mas manter é complicado. As causas disso sinceramente podem ser inúmeras. Contudo, devemos tentar a todo preserva-los, mas ao mesmo tempo não sufoca-los dando a eles espaço para que possam também viver suas vidas.

Dicas para manter uma amizade

  • Trate seus amigos com o máximo de respeito possível;
  • Evite mentir para seus amigos, lembre-se que confiança é à base de qualquer relacionamento;
  • Lembre-se que ninguém é perfeito e seus amigos podem fazer algo que desagrade a você e vice versa. Por isso, procure praticar a tolerância;
  • Saiba ouvir. Há pessoas que só gostam de falar e não gostam de ouvir e isso é no mínimo indelicado;
  • Tenha bom senso e evite fazer ou ouvir fofocas, principalmente se for entre amigos. Essa “brincadeira” pode acabar com qualquer relação de amizade;
  • Procure sempre manter contato com seus amigos nem que seja para dar um oi e saber se tudo está bem.

 

Carla Adriana é aluna do 3º do Ensino Médio do Colégio Comunitário Alzair Martins Silva (BA)

Os assustadores dragões de komodo


dragao de komodo3

Eles são literalmente assustadores. Os dragões de komodo, também conhecidos como crocodilos da terra habitam em algumas ilhas da Indonésia (Ásia). Esta espécie de lagarto é a maior conhecida, chegando a atingir 40 cm de altura, entre dois e três metros de comprimento e 110 kg de peso, podendo viver até 50 anos. Estima-se que existem mais de 3 mil dragões de komodo.

Esses animais foram descobertos por cientistas ocidentais em 1910. Eles estão protegidos pela lei da Indonésia, tanto que um parque nacional (Parque Nacional de Komodo) foi fundado para ajudar os esforços de proteção.

A dieta dos dragões de komodo é composta, principalmente, de carniça. Entretanto, eles também caçam e fazem emboscadas a presas como, por exemplo, javalis, macacos.búfalos, cavalos, insetos e até seres humanos. Com seu faro, podem localizar uma carcaça de animal a quilômetros de distância, sendo capaz de devorá-la por completo.dragao de komodo2

A saliva dessas criaturas merece destaque, pois nela há bactérias letais que provocam infecções. Para se alimentar de animais vivos, o dragão derruba a sua vítima com a  cauda e depois corta-o em pedaços com os dentes. Se o animal for grande, como um búfalo, por exemplo, ele o ataca sorrateiramente com uma mordida e espera que este morra pela infecção produzida pelas bactérias. O lagarto segue a vítima durante algum tempo até que a infecção se encarrega de prostrá-la, quando é então calmamente devorada. Costuma comer primeiro a língua e as entranhas, suas partes preferidas.

Não há nenhum antídoto específico para as mordeduras de dragões. Todavia, é normal sobreviver, se a área afetada for higienizada e o paciente tratado com antibióticos. Caso o atendimento médico não ocorra de forma imediata, pode ocorrer a gangrena em volta do local ferido, podendo levar a amputação.

Como estes lagartos parecem ser imunes aos seus próprios micróbios, muita pesquisa tem sido feita à procura da molécula antibacteriana na esperança que seja útil para a medicina humana. Em março de 2009, um pescador morreu ao ser atacado por um dragão e dois anos antes uma criança de nove anos morreu em circunstâncias similares. (Fonte: Discovery Channel/Fotos: divulgação)

 

Aprenda a proteger-se dos raios


Cristo foi atingido por raio na noite desta quinta-feira
Cristo Redentor (RJ) atingido por um raio              Foto: divulgação

Eles são fenômenos naturais fantásticos, mas podem causar mortes, prejuízos e um grande terror em parte da população. Adivinhou o que é? Estamos falando sobre os raios que são um espetáculo grandioso.

São 3,15 bilhões de raios que caem durante um ano no mundo. O Brasil ocupa a primeira colocação, entre os países com maior incidência desses fenômenos, com 57,8 milhões de descargas. As demais nações da lista são República Democrática do Congo com 43,2 milhões, Estados Unidos com 35 milhões, Austrália com 31,2 milhões e China com 28 milhões, respectivamente.

Entre os estados brasileiros, o Amazonas é o recordista de descargas elétricas, com 11 milhões por ano. Em seguida vem o Pará com 7,38, Mato Grosso com 6,81 milhões, Rio Grande do Sul com 5,18 milhões e Mato Grosso do Sul com 4,24 milhões. Os raios podem ser positivos ou negativos. As primeiras são mais destruidoras e perigosas, pois possuem o dobro das consideradas negativas.

O que os diferencia uma da outra é o local da nuvem onde se originam. Os negativos saem da parte baixa da nuvem, onde se concentra a essa energia. Já os positivos saem do topo da nuvem, onde ficam as partículas carregadas positivamente. No Brasil as descargas são positivas.

Raios são extremamente perigosos. Para se ter uma ideia, o estudo do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) revelou que 111 pessoas morrem por ano no Brasil, atingidos por esses fenômenos naturais. São Paulo está no topo da lista com 26 mortes nesse quesito.

Abaixo seguem algumas dicas que irão auxiliar na sua segurança, quando houver tempestades elétricas.

Fora de casa

  • Evite contato com cercas de arame, grades, tubos metálicos, linhas telefônicas, de energia elétrica ou estruturas metálicas.
  • Afaste-se de tratores e máquinas agrícolas, motocicletas, bicicletas e carroças; se estiver num carro com chapas metálicas, fique dentro dele com as janelas fechadas.
  • Afaste-se de campos abertos, pastos, campos de futebol, piscinas, lagos, praias, árvores isoladas, postes e lugares altos.

Dentro de casa

  • Evite tomar banho, usar chuveiro ou torneira elétrica.
  • Afaste-se de fogões, geladeiras e canos.
  • Evite ligar aparelhos e motores elétricos, pois eles podem queimar.
  • Afaste-se de tomadas e não use o telefone.
  • Desligue da tomada os aparelhos eletrônicos como som, computador e televisão. Para os aparelhos de televisão existem dispositivos protetores que são instalados nas tomadas e podem ser encontrados nas casas de material elétrico. Fax, computadores e secretárias eletrônicas requerem proteção especial. Basta consultar as lojas especializadas em eletroeletrônicos.
  • Por fim, aguente firme, pois o sufoco, geralmente, não dura mais de dez minutos.