Pastor Malafaia é alvo de condução coercetiva da PF


O pastor evangélico Silas Malafaia foi levado pela Polícia Federal para depor coercitivamente na manhã desta sexta-feira (16), no âmbito da Operação Timóteo. As informações são do jornal O Dia.

o-SILAS-MALAFAIA-facebook
Pastor Silas Malafaia Foto: divulgação

Malafaia é suspeito de ter “emprestado” contas correntes de uma instituição religiosa controlada por ele para ocultar dinheiro de origem ilícita proveniente de corrupção e cobranças de royalties.

Também foram expedidos quatro mandados de prisão preventiva, doze de prisão temporária, bloqueio de três imóveis, bloqueio judicial de valores que podem alcançar R$ 70 milhões de reais.

A ação conduzida pelo juiz Ricardo Augusto Soares Leite, da 10ª Vara do Distrito Federal, está sendo realizada em 11 estados do país, dentre eles, Bahia, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Sergipe, Tocantins e Rio de Janeiro.

Sônia Braga reencontra o caminho do sucesso com Aquarius


A carreira de Sônia Braga nos Estados Unidos está em alta mais uma vez. A eterna “Gabriela” ganhou mais um prêmio de melhor atriz, desta vez da Associação de Críticos de Cinema de San Diego, por seu trabalho no filme Aquarius. Sônia tinha um páreo duríssimo pela frente. Disputava com o favoritismo das americanas: Emma Stone, que ficou em segundo lugar por sua atuação em La La Land – Cantando as Estações; Nathalie Portman (De Cisne Negro, Thor e V de Vingança) pelo papel de primeira-dama em Jackie; Annette Bening por 20thCentury Women; e Ruth Negga, que nasceu na Etiópia, por Loving.

A conceituada revista Rolling Stone também se rendeu ao talento de La Braga. “A grande dama do cinema brasileiro voltou”, declara o texto da publicação que elegeu a atuação de Sônia Braga em Aquarius uma das 25 melhores performances de 2016 na sétima arte.

sonia-braga
Sônia Braga: interpretação elogiada Foto: divulgação

A Rolling Stone exaltou o trabalho de Braga no drama de Kleber Mendonça Filho, classificada como uma “performance de fogo e enxofre que você estava esperando desde “O Beijo da Mulher Aranha”.

Em Aquarius, Sonia Braga interpreta Clara, uma jornalista aposentada e viúva que se recusa a sair da casa onde passou sua juventude, viveu com seu marido e criou seus filhos, agora crescidos. O prédio onde vive Clara, na avenida Boa Viagem, orla de Recife, é assediado por uma construtura que deseja derrubar o condomínio, onde apenas ela restou como residente, que deseja erguer outro empreendimento no local.

Esta não é a primeira vez que Aquarius é reconhecido no exterior.  O longa-metragem entrou para a lista de melhores do ano de veículos de imprensa de renome como o jornal The New York Times e a tradicional revista francesa Cahiers Du Cinéma. O jornal britânico The Guardian listou a atuação de Sonia Braga entre as performances que são boa demais para serem ignoradas pelo Oscar 2017. A revista Variety elegeu o diretor Kleber Mendonça Filho um dos 10 diretores para se prestar atenção em 2017.

Exibido no Festival de Cannes deste ano, onde concorreu à Palma de Ouro, Aquarius foi premiado em diversos festivais internacionais, como o Prêmio Fénix (voltado ao cinema ibero-americano), o Festival de Sidney e o Festival de Biarritz. Pena que o filme não foi escolhido para nos representar na cerimônia do “Oscar 2017”.

Brasil no Óscar – Nosso representante na disputa, “Pequeno segredo”, de David Schurmann, infelizmente, não conseguiu estar presente na lista de nove pré-indicados ao Oscar de filme em língua estrangeira divulgada na noite desta quinta-feira (15/12) pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood. O longa dirigido por David Schurmann foi selecionado em setembro como representante oficial do Brasil para a disputa por uma comissão oficial formada pela Secretaria do Audiovisual.

FGTS pode ser liberado para pagamento de dívidas


O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, confirmou hoje (14) que o governo estuda flexibilizar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), permitindo o uso de parte dos recursos para o pagamento de dívidas. Segundo Meirelles, a questão será definida amanhã (15), antes do anúncio previsto de medidas de estímulo à economia.

“Estamos estudando, sim, a questão do FGTS, se é realmente justificável e quais os impactos econômicos de se permitir que o trabalhador use uma parcela para pagar dívidas de alto custo. Toda essa relação de medidas será discutida e decidida amanhã com o presidente da República. A mesma coisa em relação à regularização de débitos tributários”, declarou, referindo-se à possibilidade de novo Refis, programa que facilita o pagamento de dívidas das empresas com o Fisco.

Meirelles falou a jornalistas após um almoço com a bancada do PSDB no Senado. Segundo o ministro, no encontro, houve a programação de um esquema de trabalho entre a equipe econômica e o partido da base aliada, prevendo “consultas e sugestões constantes”.

Para o ministro, a aprovação em segundo turno da PEC do Teto de Gastos pelo Senado ontem (13) demonstrou que a agenda de reforma econômica continua forte apesar da crise política. A PEC vincula os gastos públicos à inflação do ano anterior por um período de 20 anos.

fgts pagamento

“Evidentemente [a crise] pode, de um lado, aumentar a incerteza. Mas, por outro, a aprovação da PEC mostra que a agenda continua forte, imperturbável e seguindo o cronograma. Hoje os mercados estavam relativamente calmos por causa da aprovação da PEC”, afirmou Meirelles.

O ministro também demonstrou confiança na aprovação da reforma da Previdência, enviada pelo governo ao Congresso este mês. Na avaliação dele, debater os termos propostos pelo governo é “legítimo”. A reforma formatada pelo Planalto prevê idade mínima de 65 anos para homens e mulheres se aposentarem e um tempo mínimo de contribuição de 25 anos.

“Esse tipo de reforma não se faz sem debate. Em dito isso, a avaliação que recebi dos senadores é que esse debate seguirá normalmente. O senso de responsabilidade dos congressistas em relação à situação do país e, principalmente, da insustentabilidade do presente ritmo dos gastos públicos é o que vai prevalecer neste momento”, disse o ministro da Fazenda.

Aumento de efetivo policial traz bons resultados para Itabuna


A chegada de 15 novos policias e a renovação da frota de 13 viaturas na cidade de Itabuna, distante a 426 km da capital baiana, trouxeram bons resultados para a segurança pública na região. Este ano, o município teve uma redução de 35% nos roubos a estabelecimentos comercial e de serviços. Entre janeiro a outubro de 2016, comparado com o mesmo período do ano passado, foram registrados 48 casos contra 74.viatura de policia

Para o comandante do 15º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Daniel Rício Teixeira, a ampliação do efetivo policial e a renovação da frota têm sido importantes para a redução criminal. “A gente tem trabalhado com viaturas posicionadas em locais estratégicos e um policiamento constante nos pontos com índices mais recorrentes de roubo no comércio”, ressaltou Rício, que também informou que as guarnições vêm realizando rondas nos horários de maior movimento comercial.

Segundo a titular da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) de Itabuna, delegada Lisdeilane Guimarães Dantas, a parceria com o DPT é fundamental para captura dos criminosos, ao lembrar que “as perícias, como coleta de impressão digital, feitas no local do crime têm facilitando bastante nossas investigações”.

 

Maior desmatador da Amazônia é denunciado à Justiça


O Ministério Público Federal do Pará (MPF) apresentou uma nova denúncia à Justiça Federal, na última sexta-feira (02/12), para tentar mandar de volta à prisão o empresário Antônio José Junqueira Vilela Filho, considerado o maior desmatador da Amazônia.

Desta vez, o MPF acusa o empresário Antônio Vilela Filho e outras 23 pessoas pelos crimes de corrupção passiva e ativa, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica, sonegação de documentos e invasão e desmatamento ilegal de terras públicas.

Em junho de 2016, uma operação prendeu a quadrilha comandada por Antônio Vilela Filho. Ele só se entrou à polícia no mês seguinte, mas em outubro ficou em liberdade por força de um Habeas Corpus.desmatamento2

Segundo o MPF e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais (Ibama), o empresário é responsável pelo desmatamento de 330km² de área de floresta de Altamira, no sudoeste do Pará, no período de 2012 à 2015. A área desmatada é equivalente ao tamanho da cidade de Belo Horizonte, em Minas Gerais.

De acordo com as investigações, a quadrilha já movimentou quase R$ 2 bilhões e de prejuízo ambiental R$ 50 milhões. A Justiça Federal está analisando esses novos pedidos do MPF.

Fonte: G1

Monstro lovecraftiano vira tira de humor


Imagine que uma criatura ancestral responsável pelo ressurgimento dos antigos. Agora imagine que esse monstro é um garotinho na escola vivendo todas as dificuldades de todas as crianças normais. Foi essa ideia maluca que Gian Danton e Toninho Lima tiveram ao criar a tira de humor As aventuras do Pequeno Xuxulu.

A tira, publicada em página na internet, é uma referência à obra do escritor norte-americano HP Lovecraft. Lovecraft inovou ao colocar todos os seus contos em um mesmo universo e dessa forma criou uma das mais famosas mitologias modernas de terror incluindo o demônio Cthulhu e o livro maldito Necronomicon.14724528_1105772562874588_5923531777930092153_n

 

A ideia da tira surgiu da dificuldade de pronunciar o nome Cthulhu: “O próprio Lovecraft dizia que era um nome impronunciável por seres humanos, de modo que qualquer pronúncia seria possível. E, de brincadeira, eu pronunciava Xuxulu. Uma dia percebi que isso poderia ser uma deixa para fazer algo na linha de humor”.

O humor, aliás, surge exatamente do estranhamento, por misturar o terror das histórias originais com uma narrativa e traços infantis. Assim, Xuxulu enfrenta problemas de crianças normais, como acordar de mal-humor, ter dificuldades para decorar o livro Necronomicon e até ter que dar o dinheiro do lanche para o valentão da escola (no caso, Dagon, outra criatura lovecraftiana).

Gian Danton é roteirista de quadrinhos desde 1989 e ficou famoso por suas histórias de terror em parceria com Bené Nascimento e com a graphic novel Manticore, sobre o chupa-cabras, ganhadora de diversos prêmios. Foi um dos criadores do super-herói curitibano O Gralha. Para desenhar a história chamou o ilustrador Toninho Lima, que tem grande experiência em quadrinhos de terror e, ao mesmo tempo, em quadrinhos infantis.

As aventuras do pequeno Xuxulu podem ser acompanhadas pela página do facebook (https://www.facebook.com/pequenoxuxulu). A página é atualizada com uma nova tira toda sexta-feira.

Xuxulu tira 02 Gian Danton + Toninho Lima

 

Procurador diz que esquema de Cabral colaborou para crise no Rio


O procurador da República, Leonardo Cardoso de Freitas, disse que a corrupção praticada pelo ex-governador Sérgio Cabral agravou a crise financeira que vive o Estado do Rio. O governo calcula o rombo nas contas deste ano em R$ 17,5 bilhões. Segundo a denúncia, apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) nesta terça-feira, no âmbito da Operação Calicute, o grupo de Cabral teria desviado R$ 224 milhões em obras públicas com diversas empreiteiras como na reforma do Maracanã, o Arco Metropolitano e o PAC das Favelas. Cabral está preso desde a deflagração da Calicute, no último dia 17.

“Gostaria de ressaltar a importância desse caso para mostrar como é necessária e urgente que se combata a corrupção no Brasil”, disse Freitas, em entrevista coletiva do grupo de procuradores do MPF do Rio que participam da força-tarefa da Operação Lava Jato. A Calicute é um desdobramento da Lava Jato.
cabral
Ex-governador Sérgio Cabral Foto: divulgação
Segundo Freitas, o Estado do Rio foi “assolado por uma organização criminosa que praticou extensos atos de corrupção narrados na denúncia”. “Este mesmo Estado que hoje vive uma crise aguda, que, sem dúvida nenhuma, seria menor se toda essa corrupção e desgoverno que acompanha essa corrupção não tivessem sido praticados nesse passado recente”, afirmou o procurador.

Na decisão em que prendeu Cabral, o juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, escreveu também que “com a corrosão dos orçamentos públicos, depreciados pelo ‘custo-corrupção’, toda a sociedade vem a ser chamada a cobrir seguidos rombos orçamentários”. “Aliás, exatamente essa é a razão que levou o governador do Estado do Rio de Janeiro em exercício a decretar, no dia 17 de junho deste ano, o estado de calamidade pública devido à crise financeira”, escreveu o juiz.

José de Abreu está uma fera com Fabíola Reipert


O ator José de Abreu está revoltado com a postura da TV Record. Tudo começou porque a jornalista Fabíola Reipert publicou uma matéria falando sobre a vida pessoal do artista, que se separou recentemente de Priscila Petit. A cineasta preferiu não estender seu casamento com o ator, que nos últimos tempos esteve metido em polêmicas como a da “cusparada” e da Lei Rouanet. Petit e Abreu tinha um relacionamento desde o ano de 2015 e confirmaram o divórcio na última semana. Fabíola disse ainda que Zé teria se separado por descobrir que a ex recebeu uma pequena fortuna do antigo marido, cerca de R$ 600 mil.

Uma fonte da jornalista teria dito que o ator está precisando de dinheiro para pagar uma multa relativa a um projeto da Lei Rouanet. O Ministério da Cultura diz que viu irregularidades na turnê do ‘Fala, Zé’, solicitando a devolução de R$ 300 mil aos cofres públicos. Abreu, de acordo com Reipert, sentiu-se traído. Já Priscilla queria fazer uma surpresa para o marido, mas não teve tempo.

O profissional da dramaturgia disse que Fabíola era uma “canalha” e que a TV Record, caso insistisse em falar “merda” dele, seria processada. Os relatos de José foram feitos através do Twitter. “É a única madeira de me terem na emissora dos exploradores do povo brasileiro”, disse Abreu sobre o fato de ter seu divórcio exibido durante o ‘Balanço Geral São Paulo’. Fabíola comanda na atração o ‘Hora da Venenosa’, um dos quadros de maior audiência da Record.

Ze de abreu
José de Abreu Foto: divulgação

Segundo José, ele está processando alguns veículos de comunicação, como a Revista Veja. O ator contou que a publicação teria publicado inverdades sobre ele e disse que ela seria “coxinha”.

No ano que passou, o artista teve o seu nome marcado por diversas polêmicas. Uma delas foi uma briga em um restaurante japonês de São Paulo. Ele cuspiu em um casal que jantava. Na época, o ator disse que ele e sua agora ex-esposa foram ofendidos. Entrevistado por Fausto Silva, o famoso disse que não se arrependia de seus atos. #Entretenimento

Clientes do BB podem retirar pelo celular senha para atendimento


Os clientes do Banco do Brasil (BB) já podem emitir senhas pelo celular, no aplicativo do banco, para atendimento presencial. A ferramenta permite que o cliente retire a senha de casa ou de qualquer outro local e receba a estimativa para o atendimento na agência que preferir.

As senhas entram em uma fila virtual e o cliente dá entrada (isto é, faz o check-in) pelo aplicativo quando chegar à unidade do banco. Caso ele se esqueça de validar a senha ao chegar à agência, o sistema realiza o procedimento automaticamente no horário previsto.

bb celular

A senha pode ser gerada para atendimento na agência de relacionamento, nas unidades mais próximas ou para qualquer outra agência de preferência do cliente. O aplicativo pesquisa as dependências por nome, número ou CEP e exibe os dados gerais, como endereço, telefone e horário de atendimento. Após a emissão de senha, o cliente também visualiza o horário previsto para seu atendimento.

Segundo o banco, a implantação surgiu da ideia de dois funcionários da instituição, que venceram a primeira edição do Programa Pensa BB. O programa estimula os funcionários a criar soluções inovadoras para o banco. A sugestão concorreu com outras 3.265 propostas de todas as áreas da instituição.

Fetranspor ameaça paralisar linhas intermunicipais


A Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor) ameaçou paralisar as linhas de transporte intermunicipais após a decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro que obriga as empresas a continuar aceitando o sistema de Bilhete Único intermunicipal (BUI), nas mesmas condições já estabelecidas, sob pena de multa diária de R$ 500 mil.

As concessionárias ameaçavam suspender o benefício a partir da 0h desta segunda-feira (5). A ação cautelar foi movida pela Procuradoria Geral do Estado (PGE) e vale para Fetranspor, Riocard, Metro Rio, SuperVia e Barcas S/A.

A decisão, expedida pelo desembargador Alexandre Freitas Câmara, da 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, atesta que apesar de as empresas reclamarem de o Estado não ter depositado R$ 8 milhões entre os dias 25 e 29, o repasse de R$ 3,3 bilhões realizado este ano pelo governo afasta o risco de inviabilizar a capacidade operacional das concessionárias e, portanto, o risco da interrupção dos serviços, segundo nota do TJ-RJ.

onibus-rio1
Foto: divulgação

A Fetranspor informou que a suspensão dos repasses dos subsídios previstos no Bilhete Único Intermunicipal vai provocar a paralisação de linhas importantes do serviço intermunicipal de passageiros na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Segundo o comunicado, o Bilhete Único Intermunicipal representa, em média, 29% da receita das empresas de transporte por ônibus obtidas em transações com cartão eletrônico.

Esse percentual, segundo a concessionária, é superior ao segundo maior custo das empresas, o combustível (óleo diesel), que chega a 25% do total de despesas. O texto diz que a falta de repasse dos subsídios do Bilhete Único Intermunicipal agrava ainda mais a situação das empresas, que estão às vésperas de pagamento da segunda parcela do 13º salário (de 50%), prevista para o dia 20 deste mês, que pode não ocorrer.

A Fetranspor informa ainda que já entrou com pedido pela reconsideração da decisão da Justiça.